Image Slider

domingo, 31 de agosto de 2014

Dica da Semana: "Truque de Mestre"


A primeira coisa que preciso dizer sobre esse filme é: WOW! Que show de efeitos especiais, direção e elenco! Já pelo trailer estava louca para ver esse filme porque ele reúne no mesmo filme estrelas em ascensão como veteranos consagradíssimos do cinema. E, ao contrário do que aqueles filmes cheio de pessoas famosas como "O dia dos namorados", esse filme tem história!
Eu adorei o filme e os 'Four Horseman' são incríveis! Por mais que não tenhamos nenhuma análise muito grande na personalidade de cada um, achei eles incríveis! E os truques que eles fazem? Simplesmente foda! Apesar das intermináveis reviravoltas o enredo se mantém clichê do começo ao fim, algo que, nesse caso, não acho que tenha sido muito prejudicial ao filme.


O filme marca o reencontro de Woody Harrelson e Jesse Eisenberg que já haviam trabalhados juntos em Zumbilândia. O que realmente me incomodou no filme é que parece que os roteristas foram incapazes de escolher quem seria, verdadeiramente, o protagonista do filme: Os 'The Four Horseman' ou o Dylan. E isso não tem nada a ver com mostrar dois lados de uma mesma história ou com aquela história do assistente que serve para distrair é repetidamente explicado no filme. Isso se agrava ainda mais quando a produção vende um filme como se ele contasse a história dos Ilusionistas, mas passamos grande parte do filme acompanhando um agente chato do FBI e a parzinha sem sal dele. 

Gostaria que a parte do quarteto tivesse sido maior, que o ano que passaram fosse melhor explorado e, principalmente, o processo em que quatro pessoas tão diferentes tornam-se tão próximas sendo capazes de trabalhar tão bem juntas deveria ter sido mais explícito - ao invés de simplesmente supor que o espectador deduza que eles se aproximaram ao longo do ano. Ah, e falando em parzinhos, queria ter tido mais explicações sobre as histórias desses dois. Já na primeira cena estava shippando loucamente eles e esperava algum desenvolvimento em seu relacionamento.

créditos
O final do filme é bastante satifatório. Entretanto, achei a cena final fraquinha. Quando falamos sobre um show de mágica, todos sabem que ele tem que ser encerrado com aquele gran finale que vai dar um gostinho de quero mais. O filme chega a ter essa cena, mas ela é a penúltima do filme. Então senti que a última cena ficou meio sobrando, sabe? 
"Truque de Mestre" cumpre muito bem o seu papel de entreterimento, mas fiquei com uma pulga atrás da orelha pois acho que é um filme ótimo, mas que possuía potencial para ser espetacular.


Fernanda Brandalise - Fangirl assumida. Quer ler/assistir/ouvir mais coisas que seu tempo permite. Acredita que quanto mais ships e fandons melhor. Adora ler e escrever fanfics.

sábado, 30 de agosto de 2014

Promo de Arrow em HD

Depois de muita espera, siau a nova promo de Arrow em HD! São apenas vinte segundos, mas cheio de cenas inéditas.

A terceira temporada vai estrear dia 8 de outubro. Quão ansiosos vocês estão?

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Review: Teen Wolf 4x10 - "Monstrous"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Monstrous", exibido no dia 24/08/2014! 



















Mais uma cena de terror clássico. Chuva. Uma garota corre fugindo de uma figura estranha que produz grunhidos. Mas como a série sempre surpreende, percebemos que a figura é Brett e na verdade o lobisomem está protegendo a garota. Do que, você pergunta? Bom, parece que temos mais assassinos e dessa vez eles são caçadores e estão bem preparados. Kira (yay, ela está de volta!) aparece e salva os dois.

Scott recebe então uma mensagem da namorada para ir ao encontro de Brett. Mas antes ele tenta convencer Liam de ir. A cena, mais vez, entre o Liam e Scott foi ótima. Como já disse, adoro a interação entre os dois - com o Scott sendo um mentor. Bom, a cena foi boa, mas também machucou nossos corações de fã. Liam não acredita em si mesmo e não acha que possa ser como o grupo de Scott, que se preocupa sempre com todo mundo. E ai surge a pergunta: "Vocês tem feito isso o tempo todo? Como vocês conseguem continuar vivos?". "Tem todos nós está", Scott responde. Sério, ainda não me recuperei da morte da Allison... 

O alfa então encontra Kira, com um beijo apaixonado, e tem uma surpresa: há um bando inteiro (o que restou dele, na verdade) na clínica de Deaton. Melhor dizendo, o bando de Satomi. Achei legal ter a interação de Scott e Kira, afinal de contas, ela estava longe e eles não tem tido muito tempo de focar no relacionamento (não que tenham agora, mas enfim...). Bom, Scott precisa encontrar uma forma de proteger o bando e os leva a um esconderijo do Chris. Lá se encontram com Derek e Braeden também. Derek, então, querendo acabar com o medo no local, anuncia a famosa frase da promo: "Todos que tentarem nos matar irão entrar na nossa lista 'deadpool'".


Durante a luta, duas coisas me chamaram a atenção: primeiro, se aquela garota que o Brett salvou é mesmo uma 'lobisomem', porque ela ficou parada lá na mira do atirador sem fazer nada? Vamos lá, pessoal, reação! Segundo, e mais importante, foi a transformação de Scott. Nosso querido alfa está ficando cada vez mais sem controle. Ao mesmo tempo que entendo que é uma nova e inteligente abordagem na história, não gosto de ver o Scott desse jeito. Na cena, ele simplesmente não para de atacar o atirador, e pior, começa a tomar uma forma estranha, mais desumana e dark. Quero muito que alguém (Kira? Derek? Stiles?) perceba essas mudanças e tente ajudá-lo. Poxa, e logo depois a Lydia ainda fala como o Scott é a exceção - em ser um monstro.

Em paralelo temos Lydia, o xerife e Parrish tentando retirar informações da Meredith. Lydia consegue até falar com a banshee, mas parece que ela quer falar com outra pessoa: Peter. Sim, isso mesmo. Conforme vemos, os dois ficaram no mesmo hospital e Meredith conseguia ouvir simplesmente todos os pensamentos de Peter. Ele, no fundo, que tinha feito todo o plano de Benefactor como forma de se vingar dos seres sobrenaturais. O que não entendi foi porque a Meredith faria isso tanto tempo depois e porque "obedeceria" às ordens de um total estranho... Mas acredito que ela possa ter achado que fazia parte de seu poder e deveria cumprir tudo que a 'voz' dizia. Talvez tenha ficado no inconsciente dela e quando ouviu o grito da Lydia com a morte da Allison resolveu pôr em prática o plano. Será que elas criaram uma ligação? Ou Meredith sabia que viriam mortes?   

Com toda a situação, não há muito o que fazer. Meredith está detida e Peter sai após uma discussão com o xerife. Tomara que a personagem fique mais tempo e ajude Lydia a conhecer mais sobre o seu poder. Tenho sentimentos conflituosos quanto à Meredith, porque vamos combinar que ela pôs o bando de Scott quase todo na lista, o que não foi legal, mas acredito que ela estava sendo coagida à isso de certa forma, então...

Já Stiles e Malia fazem as pazes e tentam desvendar como devem parar a 'deadpool'. Depois uma cena de conciliação no hospital, Stiles resolver ouvir as fitas com gravações da avó da Lydia. O que os leva a ouvirem os ruídos da vitrola da casa do lago a Lydia. Mais uma vez a série me surpreendeu ao descobrirmos que a vitrola não era uma vitrola, o vinho não era vinho, assim como as cinzas não era cinzas. Com a ajuda da Lydia, eles conseguem encontrar uma chave que faz parar as transações do Benefactor. 

Eu li uma teoria bem interessante, que diz que o Stiles é algum ser sobrenatural também, só não sabemos o que. Nos últimos episódios, a pessoa aponta algumas coisas suspeitas como ao contarmos  as balas da arma do pai de Scott quando atirou no cientista e salvou Stiles eram dez, sem nenhuma faltando, e o movimento do cientista parece que o tiro feito de frente... Enfim, acho que é uma possibilidade o Stiles ter algum poder, mas vamos focar nesse episódio. 

Segundo a teoria, Stiles parece ter superforça e telequinesia. Primeiro temos a misteriosa porta trancando sozinha e abrindo assim que Stiles e Malia fazem as pazes. (Sim, poderia ser a Melissa, mas não parece ser o tipo de coisa que ela faria ou no mínimo apareceria a médica escondida vendo a cena). Depois, temos Stiles impedindo Malia, que tem sua força de coiote, de quebrar o aparelho da avó de Lydia. Além dele ter feito isso outras vezes, como segurá-la na lua cheia ou Brett quando estava envenenado. E tem mais! Stiles, quando acham a chave, nem mesmo se corte ao procurar o objeto no meio do vidro. Hmm, acho que é algo a se pensar.

Para terminar, temos mais uma cena no esconderijo ou sei lá da Kate. Peter chega e parece preocupado com a situação que aconteceu. Fica implícito que ele sabia da lista e que ela estava "desligada", como eles queriam. Se alguém teorias, me falem, porque ainda não entendi o plano. O fato é que uma coisa é certa: o objetivo final é matar o Scott. 


O melhor
+Kira e Scott.
+Stiles e seus poderes? Será? Cena fofa de Stalia, por mais que eu prefira Stadia.
+O fato do Benefactor ser o Peter indiretamente me surpreendeu.
+Conversa entre a Meredith e a Lydia no final.
+A vitrola não ser uma vitrola de verdade e etc.
+A cena bem feita entre Peter e Meredith no hospital.
+Menção silenciosa ao Aiden e à Allison.











O pior
-Scott e sua transformação.
-A Satomi não vai mencionar nada sobre o fato de ter conhecido uma ancestral da Kira? 

Nota 9,0

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Teaser da próxima temporada de Vampire Diaries

Sem o Damon e a Bonnie, Elena está tentando se recompor. Como a promo revela, o caminho não será fácil. Quando Stefan pergunta para Elena 'se despedir' ao Damon, Elena pede para ver o namorado mais uma vez.

"Elena, siga em frente", Damon diz para uma Elena chorosa. Fácil de falar e difícil de fazer.


















A promo estendida nos mostra mais detalhes sobre o estado mental de Elena. "Você sabia que a Elena tem uma droga de bruxas que possibilita que ela veja o Damon por alucinações?", Caroline diz. Bom, isso explica a visão de Elena do Damon.

A sexta temporada terá sua premiere com um pulo no tempo desde a season finale, com Elena e seu grupo presos fora de Mystic Falls, que está sob um feitiço que tira a magia do local.

"Nós olhamos para essa temporada como se fosse um lindo e orgânico recomeço. O tema será como todos podem começar de novo. É isso que iremos fazer", a produtora executiva Julie Plec disse em maio para o The Hollywood Reporter. "Nós iremos afastar a série dessa extravagancia do gênero, em que cada temporada tenta superar a outra com algo maior, pior, com mais mitologias e ferver tudo até cair para o começo".

Fonte
Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

domingo, 24 de agosto de 2014

Dica da semana: Bloodlines



Título da série: Bloodlines
Editora: Seguinte
Autora: Richelle Mead
Sinopse do primeiro livro:
Com sua lealdade colocada em questão, Sydney se sente obrigada a voluntariar-se para uma tarefa nada agradável: ajudar a esconder Jill Dragomir, uma princesa vampira que está sendo perseguida por rebeldes que querem o poder. Assim, pelo bem dos humanos, Sydney aceita se disfarçar de estudante e passa a conviver diariamente com Jill e seu guardião Eddie. Mas entre uma conversa e outra, ela começa a ter a sensação de que talvez esses seres estranhos não sejam tão maus assim, principalmente Adrian, um vampiro muito próximo de Jill que desperta os sentimentos mais contraditórios e proibidos em Sydney. Caberá a ela resolver todos esses mistérios e garantir a paz entre os humanos antes que seja tarde demais.

Bloodlines é uma spin-off da série Vampire Academy e, portanto, praticamente uma continuação, só que com outros personagens principais. Provavelmente seria mais sensato se eu fizesse uma resenha conjunta das duas séries ou no mínimo falasse de VA antes, mas não vou fazer isso. Apesar de VA ser uma das minhas séries de livros preferida, a qualidade de Bloodlines é muito superior.  

Eu li VA há muitos anos e me apaixonei, motivo pelo qual eu comecei Bloodlines. Reli recentemente e percebi que a série em si não era tão boa quanto eu lembrava. Por esses motivos, não acho VA digno de recomendar na dica da semana (desculpa!), mas já Bloodlines é outra história. Já saíram cinco livros nos Estados Unidos até agora, e li todos assim que foram lançados e ainda sou completamente apaixonadas por eles. Tanto que irei até relê-los de novo agora na versão em português, já que as capas brasileiras são muito mais bonitas, como vocês podem ver pela foto, e a versão que eu li em inglês era e-book. 

Primeiramente, por se tratar de uma continuação não há escapatória: Bloodlines contém, e muito, spoilers de VA. Isso significa que é necessário ler VA para ler Bloodlines? É, talvez. Precisar não precisa, tudo é explicado de novo e, apesar de 90% dos personagens de Bloodlines terem aparecido em VA, os personagens principais eram apenas secundários antes, e vice-versa. É claro que VA vai dar um conhecimento maior dos fatos e possibilitar um maior entendimento do universo, mas não é completamente necessário. Minha recomendação então é: se você se importa muito com spoilers ou ler as coisas na ordem certa, leia VA e, depois Bloodlines; se não, leia Bloodlines e, se gostar bastante, leia VA depois. E se você leu VA e gostou, precisa ler Bloodlines. Eu tentei omitir quase todos os spoilers de VA da resenha, mas é impossível não mencionar algumas coisas.

Nessa série, a personagem principal é Sydney Sage, ela faz parte de uma sociedade secreta cujo objetivo é esconder a existência dos vampiros dos humanos para assim protegê-los, os alquimistas. Apesar de saberem e manterem contato com vampiros, os alquimistas acreditam que eles sejam seres anormais, perversos e desalmados. São uma organização hereditária muito controladora, cheia de regras e praticamente fazem lavagem cerebral em seus seguidores. Durante os livros de VA, Sydney aparece brevemente e ajuda Rose, a personagem principal, em algumas questões, o problema é que, do ponto de vista dos alquimistas, isso foi uma traição, porque ela estava sendo amigável com vampiros.

Para provar sua lealdade e tentar proteger sua irmã mais nova de começar a trabalhar com os alquimistas, uma posição que Sydney cada vez mais se arrepende de ter se envolvido, ela acaba aceitando um trabalho que envolve trabalhar diretamente com os vampiros, protegendo a princesa Jill. É claro que, sendo essa uma série de livros YA sobrenatural, os livros têm sua dose de romance, mas não é nem de perto tão ruim quanto essa sinopse faz parecer. Sydney e Adrian formam um par romântico completamente inesperado, mas de certa forma, perfeito. O relacionamento deles não é nem um pouco apressado, como se costuma ocorrer nesse estilo de livro, respeita a personalidade e o desenvolvimento de cada um dos personagens.

Mas os livros vão além do romance, Sydney se tornou uma das minhas personagens literárias preferidas, e sua jornada é muito bem escrita. A história toda gira em torno da descoberta e libertação de Sydney de todos esses padrões a que ela estava presa, não é feito tudo de uma hora para outra e é incrível como, apesar de capítulo por capítulo não vermos Sydney mudando, quando comparamos o primeiro livro com o quinto, a mudança é absurda. Seu crescimento é paupável. 

Todos os livros também costumam ter sub-histórias, e é claro que alguns são melhores que outros. Todos são bastante surpreendentes e, apesar de não serem exatamente meu foco e não serem bons o suficiente para ser o forte do livro, são um bom complemento para o resto. 

O primeiro livro não tinha me convencido muito, e eu só continuei lendo mesmo porque queria saber notícias dos outros personagens de VA, que eu já estava super apegada. Mas os livros foram passando, e logo eu não estava mais interessada em Rose, Lissa ou Dimitri, mas na Sydney e no Adrian. Não é uma série perfeita, e duvido muito que quem não gostar de livros YA sobrenaturais goste, mas ainda assim é bastante envolvente. A mitologia de VA/Bloodlines é diferente do que costumamos encontrar em livros de vampiros, e inclui bem mais do que seu típico relacionamento humano/vampiro. 

4 estrelas!


Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Mais uma atriz convidada em Agents of SHIELD


Mais uma participação dentro dos inúmeros personagens novos que aparecerão na segunda temporada de Agents of Shield. Adrianne Palicki, famosa por Friday Night Lights e seus papeis como Mulher Maravilha para o piloto de David E. Kelley e Nadia no piloto de Aquaman, é a mais nova confirmação na série.

Como o The Hollywood Reporter divulgou, a atriz interpretará a superagente Bobbi Morse. Mais conhecida pelos fãs dos quadrinhos como Mockingbird (mencionada em um vídeo da Comic Con), a personagem já estava confirmada para o quinto episódio da temporada, com a possibilidade de retorno. No episódio, ela aparecerá por lá, mas talvez não seja aliada de Coulson e sua equipe. Isso vamos ter que descobrir depois...

Fonte.

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

Review: Teen Wolf 4x09 - "Perishable"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Perishable", exibido no dia 11/08/2014! 



















Promo de Castle

Foi divulgado o vídeo teaser da sétima temporada de Castle. E para quem estava se perguntando sobre o Castle, ai está a resposta...



Ansiosos por setembro?














Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Nova parceria: blog 'Coisas da Juuh'


Temos mais um parceiro no blog! O nosso tem o foco em séries, mas como sabem é sempre bom expandir os horizontes... O Coisas da Juuh tem bastante variedade de posts, falando sobre filmes, livros, algumas séries, poemas, crônicas e até mesmo receitas! Enfim, coisas da Juu.

A Juliana Rovere, dona do blog, como podem ver pelo nome, já tinha o blog desde 2009, mas foi em abril desse ano que ela começou a publicar mais regularmente. No entanto, não se enganem, se acham que é pouco tempo, o blog tem bastante coisa para dar uma olhada. Vale a pena conferir (:

O blog tem facebook, twitter (@blogcoisasdajuuh) e até instagram! Eles tem todos os links lá no site, inclusive um perfil mais detalhado da autora dos posts. Espero que gostem, porque nós, com certeza, gostamos de ter mais um parceiro aqui no site!


domingo, 17 de agosto de 2014

Dica da Semana: "Bad Blood"

Nome: Bad Blood
Versão Deluxe: All this bad blood
Banda: Bastille
Gravadora: EMI
Ano: 2013






Para quem ainda não conhece o cd ou a banda, ou então conhece e não cansa de ouvir, aí vai a recomendação. Ouvi Pompeii por causa de uma prima e quando fui procurar mais músicas e conhecer a banda, simplesmente me apaixonei pelo cd. Mas não adianta só falar né, ouçam para entender do que eu estou falando.



A banda, como podem perceber na música, faz um uso incrível de instrumentos: algo meio eletrônico/techno com coral, orquestra e, quase sempre, batidas de tambores. A singularidade de cada instrumento e como funcionam juntos, como cada batida parece ser no momento certo e ao mesmo tempo surpreende. Toda a atmosfera criada em volta da música se torna única. A música pode começar somente com a voz e depois entrando os instrumentos a seguir ou começar com o piano e depois seguir para um climax. Acredito que o a combinação desses recursos sejam bem trabalhados em Bad Blood.

Eu já ouvi falarem que o gosto por uma música pode se dar pelo fato de te surpreender positivamente, e, para mim, uma das coisas que o Bastille surpreende é com o grave na voz em certas partes da música. Não sei explicar, nem sei se tenho esse conhecimento musical todo, mas é algo que me chama a atenção. Por exemplo, na música "These Streets", tem uma parte que dá para perceber isso (em negrito):"They pull me back, and I surrender/ To the memories I run from". As vozes, então, são algo bastante usado no disco também. Muitas das músicas são um pouco acapella e o vocalista é acompanhado pelo resto da banda. Sem falar do sotaque inglês que não tem como não ser percebido pela pronúncia de certas palavras, o que, particularmente, eu gosto bastante.

"That these are the days that bind us together, forever/ And these little things define us forever, forever" ('Esses são os dias que nos deixam mais unidos, para sempre/ E essas pequenas coisas nos definem para sempre, para sempre')

Outra coisa que chama a atenção são alguns dos temas das músicas, afinal para começo de conversa o nome da banda é Bastille (Bastilha), um monumento importante da Revolução Francesa. Bad Blood tem músicas como Daniel in the Den e Icarus, fazendo referências à Ícaro e suas asas, e ao evento bíblico de Daniel na cova de leões. As músicas conseguem falar de assuntos "sérios" e que te fazem pensar ao mesmo tempo que te fazem querer dançar. O próprio vocalista, Dan Smith, disse em uma entrevista algo como: "Pompeii é, possivelmente, a música que fala de morte mais alegre que você vai encontrar". Claro, essas lendas são metáforas. As músicas falam sobre aceitar os seus ditos defeitos, sobre relacionamentos, memórias que fugimos, o esquecimento, sobre a vida... Os videoclipes são interessantes, inclusive o de "Oblivion" tem a participação de ninguém menos ninguém mais que Sophie Turner, que interpreta a Sansa de Game of Thrones.

Além do cd, temos a versão deluxe All This Bad Blood, que tem dois discos. São músicas novas e diferentes das já conhecidas, algumas com mais violão. O disco 2 parece até o equivalente à um labo B de um vinil. Um exemplo é Weight of Living, que tem duas partes, uma em cada disco, e são duas versões com melodias diferentes uma da outra. Outras duas músicas que chamam a atenção são: "Previously on Other's People Heartache", que une pedaços das músicas mais famosas do cd original; e "Of the Night", que trouxe de volta a famosa "Rhythm of the Night" dos anos 90. Acho que vocês devem conhecer...



A banda, para promover as músicas do cd, estão em tour no momento e postaram alguns vídeos documentando tudo o que acontece nos bastidores de suas viagens. Quem quiser dar uma olhada, é só entrar na página deles no youtube.

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

sábado, 16 de agosto de 2014

Daryl Dixon, da série The Walking Dead, pode ser gay.



Há muito tempo os fãs de The Walking Dead vem especulando sobre a sexualidade do personagem Daryl Dixon (Normal Reedus), principalmente sobre um possível relacionamento com Carol (Melissa Suzanne McBride) ou Beth (Emily Kinney). Dessa vez o criador dos quadrinhos nos quais a série de TV foi baseada, Robert Kirkman, indicou uma outra opção pro enigma que é o personagem: Daryl Dixon pode ser, de fato, gay.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Alguns spoilers sobre Castle, OUAT e Teen Wolf

A EW respondeu à algumas perguntas através da coluna Spoiler Room para alguns fãs, e já podemos saber o que acontecerá com alguns personagens! A autora da coluna, Samantha Highfill, nos dá alguns bons spoilers... Separei e traduzi alguns aqui.



















Review: Teen Wolf 4x08 - "Time of Death"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Time of Death", exibido no dia 11/08/2014!
















quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Tyler Posey confirmado no Fan Weekend!


convenção da série Teen Wolf será realizada nos dias 13 e 14 de Dezembro em São Paulo através da M2 Events and Media e IT Entretenimento. Na página de uma das patrocinadoras do evento, foi divulgado hoje que Tyler Posey marcará sua presença.

Além do nosso querido ator de Scott, o líder e alfa da gangue, teremos Holland Roden (Lydia) e Max Carver (Aiden), confirmados há algumas semanas atrás.


Podem comemorar! - créditos


Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

Mais Frozen em OUAT!

Mais imagens saíram da Anna (Elizabeth Lail) e a Elsa (Georgina Haig) juntas em cena para Once Upon a Time, e nós definitivamente queremos montar um boneco de neve ('want to build a snowman'). Ainda não sabemos ao certo se é em Arendelle ou Storybrooke, mas estamos animados!

Notamos uma coisa interessante nas mãos da Anna...























Será o vestido de casamento? Parece que sim! E olhem como as duas estão felizes...

E mais uma vez, as duas aqui...























Anna feliz = Nós felizes. De certa forma, é uma ampliação da imagem já divulgada antes...

Mesmo assim, me digam, quem consegue esperar até setembro depois dessas fotos?

Fonte.

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Suits é renovada para quinta temporada!


A quinta temporada da série consistirá de 16 episódios e terá sua premiere no meio do ano que vem.

"Suits continua fervendo, trazendo histórias provocativas e personagens complexos que os telespectadores querem cada vez mais", Chris McCumber, presidente do canal USA, disse em uma declaração. "Com uma das melhores escritas da televisão, e o elenco brilhante, nós antecipamos uma espetacular quinta temporada para uma série que marcou o canal".

Essa temporada, na qual vimos Mike (Patrick J. Adams) temporariamente sair da Pearson Specter para trabalhar em investimento bancário, acabará sua metade na próxima semana. Os seis episódios restantes ainda estão para ser marcados no calendário.

Fonte.

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

domingo, 10 de agosto de 2014

Dica da Semana: “O Grande Hotel Budapeste”


Wesley “Wes” Anderson é um diretor e roteirista estadunidense cujos filmes são conhecidos pelo estilo narrativo e visual diferenciado. Entre seus trabalhos mais aclamados pela crítica estão: Moonrise Kingdom (2012), Fantástico Senhor Raposo (2009) e A Viagem para Darjeeling (2007).

O Grande Hotel Budapeste – sua obra mais recente, lançada em 2014 – conta a história das aventuras vividas por Gustave H., concierge do famoso hotel que dá nome ao longa-metragem, e Zero Moustafa, o lobby-boy que se torna seu melhor amigo. Assim como outros trabalhos do diretor, O Grande Hotel Budapeste é uma comédia tingida por tons mais sóbrios vez ou outra.

As características que se distinguem no filme são, em especial, os movimentos de câmera, a paleta de cores e a atenção aos detalhes. E a narrativa, é claro. Por sinal, todos esses aspectos são tão intrinsecamente ligados ao estilo do diretor, que é ridiculamente fácil saber quando um filme foi feito, ou não, por Wes Anderson.

Agora, explicar cada um desses detalhes que tornam O Grande Hotel Budapeste tão bom é uma tarefa um pouco difícil, mas vou tentar. Ou melhor, vou mostrar. O clipe abaixo – de míseros 2 minutos – é o trailer oficial do filme, e apresenta o que há de melhor na obra.



A trilha sonora foi composta por Alexandre Desplat, que trabalhou com Anderson em Moonrise Kingdom e O Fantástico Senhor Raposo. Ao contrário de trabalhos anteriores, ela não consiste de músicas pop dos anos 50/60. Isso ocorre porque a história se passa no decênio de 30, entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. Ela cumpre seu papel, no entanto, ao encaixar-se às necessidades de cada cena, ampliando ainda mais os sentimentos que estavam sendo expressos.

Sou suspeita para falar do Grande Hotel Budapeste. Assisti ao filme duas vezes em menos de uma semana, e assistiria a uma terceira sem pensar duas vezes. Meu conselho? Assista ao Grande Hotel Budapeste. Seja pelo humor, pela estética, pelos movimentos de câmera ou pelos detalhes. De alguma coisa você vai gostar. Eu – certamente – me apaixonei.



Uma última dica? Tem um docinho que é muito mencionado durante o filme, chamado Mendls. Parece uma delícia, e dá até água na boca só de ver. Claro, para combinar com o filme, ele é banhado em cores pastéis. O que – não tem como negar – só o torna ainda mais atraente. A receita do doce foi divulgada através de um vídeo curtinho no youtube, que explica o passo a passo direitinho.

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

sábado, 9 de agosto de 2014

Sneak Peek de Brooklyn Nine-Nine e mais!

Com a season premiere no dia 28 de Setembro, a FOX já começou a nos dar um gostinho da próxima temporada. Além do poster já divulgado, temos um pequeno sneak peek:



Graças à TVLine já tivemos algumas novidades sobre a série também. A atriz Jenny Slate, que já trabalhou com Andy Samberg no SNL, participará em Brooklyn 99 como uma amante de mafiosos que Jake encontra enquanto está trabalhando disfarçado com o FBI. Além disso, temos a atriz Kyra Sedgwick que fará o papel de uma chefe da polícia Madeline Wuntch. A participação está prevista para dois episódios e parece que Wuntch irá tentar derrubar a delegacia 99.

Agora vamos aos acontecimentos da segunda temporada... O produtor executivo Mike Schur já começou dizendo que "tem um pulo de tempo, nós não voltamos para a série de onde paramos [na season finale]". O possível romance entre Jake e Amy parece estar fora dos planos por um momento: "isso não será o foco principal", Schur disse. "Será um dos elementos da série que acompanharemos durante o ano".

O produtor também falou sobre Gina e Charles, e como o encontro deles na season finale será relembrado na premiere e no começo da temporada. Uma novidade é que Dirk Blocker e Joel McKinnon Miller se tornaram regulares, o que significa que devemos ver Hitchcock e Scully envolvidos em cada vez mais histórias. Schur acrescentou também que os convidados Patton Oswalt e Craig Robinson sempre terão uma possibilidade de voltar à aparecer na série.

E tem mais! Foi divulgado um vídeo com o photoshoot do elenco:



Agora é só esperar até setembro...


















Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Novidades para a segunda temporada de Agents of Shield


Henry Simmons se juntará ao elenco de Marvel's Agents of SHIELD como Alphonso "Mack" Mackenzie, um mecânico por volta dos 30 anos. Inspirado em um personagem que apareceu em "Nick Fury vs SHIELD", na série Mackenzie é um simples trabalhador que quer se aliar ao time de Coulson.

Conhecido por seus papéis em "NYPD Blue" como o Detetive Baldwin e em "Shark" como Isaac Wright, Simmons se junta à equipe da série na premiere do dia 23 de Setembro, além das outras novas adições ao elenco: Lucy Lawless (Isabelle Hartley), Reed Diamon (Daniel Whitehall) e Nick Blood (Lance Hunter).

Além disso, parece que a nossa querida Maria Hill voltará à Agents of Shield na segunda temporada. Apesar de não termos muitos detalhes de como ou quando Cobie Smulders aparecerá nas telas. "Noós temos planos de trazer ela de volta e vê-la de novo", disse o produtor executivo Jed Whedon. Maurissa Tancharoen, showrunner da série, ainda completou: "Nós amamos Cobie, amamos a personagem, ela é ótima". O que não ajuda muito...

Da última vez que vimos Hill, ela ajudou Coulson a sair das garras do Coronel Glenn Talbot, depois de voltar para sua nova posição na empresa de Stark. Maria não aparece em nenhum dos stills de Os Vingadores: Age of Ultron até agora, evento que se passaria um  pouco depois na segunda temporada de AoS, mas nós esperamos que a personagem reapareça através de Tony Stark em algum momento.

E tem mais! Parece que o ator Kyle MacLachlan foi escalado para ser "The Doctor" ('o doutor'). Tudo o que sabemos até agora é que o personagem etá escrito para um episódio, mas como é um personagem recorrente nos quadrinhos a sua volta é provável. Mas o mais importante é que, segundo a TV Line, o personagem é o pai da Skye! Vai ser bem interessante ver esse reencontro.

Fonte (x) (x) (x).

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

'Fan Weekend: The Wolves' tem dois atores de Teen Wolf confirmados!



Bom, como já confirmado a convenção da série Teen Wolf será realizada nos dias 13 e 14 de Dezembro. O evento será realizado pela M2 Events and Media e IT Entretenimento. Mas, agora, a notícia mesmo é que dois atores da série já foram confirmados: Holland Roden (sim, a nossa querida Lydia!) e Max Carver (o ator que faz Aiden)... Sim, sim, podem comemorar!



Agora é só esperar qual será o próximo ator que virá para o Brasil...

Fonte

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Elizabeth Lail como Anna em OUAT


Foi divulgada uma imagem das famosas irmãs Anna e Elsa em Once Upon a Time. A história de Frozen, que continuam a partir dos acontecimentos do filme, começam na premiere da temporada no dia 28 de setembro. E Anna (Elizabeth Lail) e Kristoff (Scott Michael Foster) estão planejando seu casamento! Os produtores executivos Edward Kitsis e Adam Horowitz ainda brincaram: "Em caso de você estar se perguntando, o casal feliz se registrou no 'Sauna e Posto dos Correios de Wandering Oaken'".

O que vocês acharam?

Fonte.

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

Promo e Previews do 4x08 de Teen Wolf

Além da promo do episódio "Time of Death", saíram mais dois sneaks peeks. Enquanto Scott tenta criar um plano perigoso para descobrir quem é o Benefactor, Malia confronta o seu passado... Parece que vão focar um pouco na relação entre a Kira e o Scott, além do Chirs fazer parte do plano o que é bem legal. Vejam!








Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

Review: Teen Wolf 4x07 - "Weaponized"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Weaponized", exibido no dia 04/08/2014!



















segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Dica da Semana: o livro "Boston Boys"

Autora: Giulia Paim Editora: Grupo 5W
Skoob: link
Sinopse: Boston Boys conta a história de Ronnie Adams, uma garota responsável e pé no chão, que vive em Boston desde que nasceu. Sua vida vira de cabeça para baixo quando ela descobre que sua mãe, uma analista de sistemas, resolve mudar radicalmente de emprego: se torna produtora do programa de TV Boston Boys, uma série de sucesso que mostra a vida perfeita de três integrantes de uma boyband americana, que é o último programa que Ronnie gastará seu tempo para assistir. Para lhe trazer ainda mais dor de cabeça, Mason McDougal – vocalista da banda e protagonista da série – vai morar com ela e sua família por motivos que ela desconhece. A convivência diária com um astro de TV egocêntrico e implicante é difícil para Ronnie e piora ainda mais quando ela tem que lidar com os outros dois atores do programa: Henry e Ryan. Além deles, surge um fã louca e perseguidora que parece rastreá-la a cada passo. Ronnie vive altas aventuras com os garotos – uma viagem internacional, uma guerra cibernética de boatos para uma revista, seu ódio pelas meninas de sua escola, as picaretagens de produtores e até uma possível separação da banda. Apesar de tudo, ela cria um vínculo com este universo glamouroso que achava nunca ser possível.
Primeiramente, devo dizer que eu sou a pessoa mais suspeita do mundo para falar sobre esse livro já que a escritora dele se trata de ninguém menos que a minha melhor amiga! Rs Mas, assim, sério, mesmo se ela não tivesse escrito esse livro e eu não tivesse acompanhado o processo de criação desse livro tão de perto, esse ainda seria exatamente o tipo de livro pelo o qual eu me apaixonaria. Aqui está a resenha mais “imparcial” que eu consigo fazer: Acho que se eu tivesse que escolher a trilha sonora para esse livro definitivamente seria Teenage Dream da Katy Perry. Só que se fossemos levar em conta a opinião da protagonista da história a trilha sonora do livro a trilha sonora seria completamente diferente... Afinal de contas, ela ODEIA toda essa situação (wtf? certo?). Enfim, depois vemos que a Ronnie tem lá suas razões, porque morar com seu “ídolo” (ou não) está longe de ser um mar de flores. Mas todos os momentos de embate entra ela e os meninos da banda, principalmente o Mason, são hilários demais. Se você gosta de boybands, música e está ou sente saudades da adolescência, Boston Boys é o livro certo. Em Boston Boys você não vai encontrar um drama enlouquecedor e cheio de reviravoltas, vampiros metrosexuais ou um romance-com-diabetes-gratuita (sim, foi uma indireta para qualquer coisa do Sr. Sparks). Boston Boys está mais para algo como: Meg Cabot encontra Thalita Rebouças em uma festa do chá para comer cupcakes. A leitura simples, dinâmica, com a dose certa de humor e regada a escrita maravilhosa da autora traz um o tipo de livro que o público juvenil brasileiro estava precisando. O mercado internacional está cheio de escritores maravilhosos voltados ao público adolescente, mas ainda não vi tantos com esse potencial no mercado nacional. Se eu tivesse que fazer uma crítica ao livro certamente seria aos personagens do Mason e do Henry, que são dois sem noção que me irritam profundamente. O Mason até tenta melhorar um pouquinho ao final do livro, mas esse menino ainda consegue me dar nos nervos! A Giulia com certeza conseguiu trazer qualidade de escrita junto com uma história bem gostosa e divertida de se ler para as livrarias. Então se você está procurando uma leitura rápida para passar aquele fim-de-semana ou somente aquele livro gostosinho que vai te prender e te fazer rir um bocado, recomendo completamente Boston Boys, mas aviso que os riscos de ficar ansioso para o segundo volume, como eu, são bem altos.


Fernanda Brandalise - Fangirl assumida. Quer ler/assistir/ouvir mais coisas que seu tempo permite. Acredita que quanto mais ships e fandons melhor. Adora ler e escrever fanfics.

sábado, 2 de agosto de 2014

Comic Con 2014: Portraits (2)

Ops, achamos que tinha acabado, mas mais fotos de atores das séries foram divulgadas pela EW. Separamos algumas... Enjoy!
Parece que as garotas de Agents of Shield se divertiram com a Agent Carter
Natalie Dorman: Margaery (GoT) e Irene Adler (Elementary) 
Metade do elenco de Orphan Black
E nosso querido trio de vampiros.

Clique aqui para mais.


Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

Stills: Frozen em OUAT

Saíram novas imagens de alguns dos personagens de Frozen em Once Upon a Time... Até mesmo o Sven aparece, pelo que parece!


Sven?
Parece que o Kristoff cortou o cabelo... 

e por último a foto que já conhecíamos...
Já que estamos no clima de Frozen, a Jennifer Morrison já falou sobre a relação de Emma e Elsa: "Estou realmente tocada pelo fato de que Emma finalmente tem alguém que a entenda e que não seja de sua família. [Elsa] é sua primeira amiga. Esta é a primeira vez que alguém realmente tem uma conexão com ela, a entende desta forma".

Além disso, já saíram spoilers de que, nessa temporada, voltaremos um pouco no tempo até Arendelle e descobriremos como, exatamente, a Elsa se tornou prisioneira de Rumplestiltskin, e como Anna e Kristoff entram nessa história.

Mal posso esperar pela nova temporada, e vocês?

Fonte.

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Top 15: Melhores Intros das Séries

Uma forma de apresentar uma série e dar um toque a mais é através das aberturas. Muitas são algo que ansiamos em assistir. Algumas tem músicas imperdíveis e outras simplesmente tem imagens e visuais gráficos que fascinam. Elas podem se tornar tão características que dão uma cara única à série. Por isso resolvemos escolher algumas que particularmente gostamos, outras que se tornaram conhecidas no meio ou que simplesmente não poderiam faltar aqui. Claro, usamos as sugestões de vocês também e esperamos que gostem :P

15 - Mad Men
A abertura pode ser simples, mas representa a série e seu drama com um personagem caindo em meio à anúncios dos anos 60. A intro se destaca pela parte gráfica.



14 - The Walking Dead 
Partindo de detalhes podemos ver a destruição do mundo depois da chegada dos mortos-vivos. Assim as imagens vão acompanhando o ritmo dramático da música e nos apresentando ao mundo de Twd.




13 - Smallville
Uma série clássica tem sempre uma música clássica. É isso que temos na intro de Smallville. A abertura em si não tem em seus efeitos nada demais, mas "Somebody save me..." simplesmente não sai da sua cabeça ao pensar na série.




12 - Orange is the New Black 
O princípio de apresentar mulheres verdadeiros e toda a diversidade estão claros na abertura de Oitnb. A música acompanha detalhes de diferentes rostos, que podemos até achar que chegará às conhecidas personagens, o que surpreende quando não acontece.




11 - Reign 
A beleza das imagens apresentadas na abertura são simplesmente de tirar o folego. Com ou sem o discurso de Nostradamus no começo, todo o cuidado estético e musical a tornam uma ótima intro para a série.


 

10 - Chuck
O ar minimalista de gráficos torna a abertura de Chuck bem diferente. Me lembra até um pouco de Mad Men. As pequenas "reviravoltas" na abertura nos surpreendem e fazem a intro vender bem a série.




9 - Doctor Who  
A série já é um clássico e nada mais justo que sua abertura seja também. A música e a tardis enfrentando seu caminho pelo universo simplesmente não podiam faltar.




8 - True Blood
Os primeiros acordes encaminham a abertura e nos levam a uma história. O conflito entre a igreja e os vampiros é visível e fica claro alguns dos assuntos tratados na série. Mais uma vez detalhes são usados e transmitem um pouco do clima do seriado.




7 - The Big Ben Theory
A série supergeek não poderia ter outra abertura. A história do universo a partir do evento que dá nome à serie contada de uma forma bem rápida te faz querer aprender a letra toda. Essa intro também deixou uma marca e deu a cara do seriado.




6 - Dexter 
Uma série sobre um serial killer... Bom, você poderia imaginar muitas coisas para essa abertura, mas nunca um café da manhã, não é? A série definitivamente foi inovadora ao associar a refeição e começo do dia com sangue e..., bom, morte. Não vamos os únicos a gostar dela, a abertura já até ganhou um Emmy em 2007.




5 - Pretty Little Liars
A música não podia combinar mais com a série, além do tom "angelical" da voz que canta, que vamos combinar é o oposto do nível de segredos que essas garotas têm. O uso de bonecas na intro remete aos livros, que usam o brinquedo em suas capas, o que reforça o aspecto meio 'creepy'.




4 - Teen Wolf 
Os efeitos de aceleração e lentidão nas imagens em sincronia com a música fazem a intro de Teen Wolf estar  nesse quarto lugar. E devo dizer que muitos mencionaram a série quando o assunto é abertura. Desde a primeira temporada ela não mudou muito, mas agora, com tantos mudanças de personagens, Teen Wolf renovou sua intro. Claro, conseguiram manter a atmosfera de tudo, afinal quem não adora o efeito "loboresco" de Derek e sua uivada?




3 - Game of Thrones
Será que eu sou a única que fica cantando a música junto quando GoT começa? 'A Song of Ice and Fire' simplesmente nos cativa... E não vou nem falar na maravilha de gráfico e imagens que essa abertura tem. Ela nos dá uma referência espacial incrível, que é ótima para ajudar aos esquecidos onde Daenerys está no momento haha.




2 - How i Met Your Mother
A série tem música cativante e simplesmente combina com o ritmo e enredo de Himym. As fotos e a música, ao longa das temporadas, foram muito bem usados pelos escritos com suas versões... alternativas. Não há um fã que não se lembre de quando o Barney virou o líder do grupo ou quando a gangue formou uma banda.




1 - Friends
O que falar de Friends? A música nos contagia e é marca registrada da série... desde sempre. Quem não ouve "I'll be there for you" e lembra desses seis amigos em Nova York? Quem não tem vontade de bater as mãos na hora exata da música? A abertura se tornou um clássico e se eternizou junto com a série.




Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria haha. 

 
UA-48753576-1