Image Slider

domingo, 26 de julho de 2015

Spoilers divulgados de OUAT, Arrow, AoS, Gotham e mais!

Tô sentindo cheiro de spoiler no ar! É, pessoal, ainda vai demorar para as séries voltarem, mas os elencos estão voltando para as gravações e muita gente tá curiosa... Por isso, a EW respondeu perguntas aos fãs e separamos então algumas para vocês!

Once upon a Time


the charmings

Fã: Como vocês acham que os Charmings estão lidando com a Emma se tornando má em Once?
EW: Não muito bem. "Isso vai gerar uma tensão no relacionamento do Charming e Snow definitivamente," Josh Dallas (Charming) diz. "Eles terão que passar por muitas coisas para terem Emma de volta." Mas também há um pouco de alegria nessa temporada. "Nós vamos ver Charming ter um 'bromance' com o Rei Arthur [ou seja, serão melhores amigos] e irão em algumas aventuras juntos," ele diz. "Vamos ver Charming em sua versão mais heroica em Camelot."

Fã: Espera, a Merida não é a mãe de Rumple?
EW: Correto, Merida não é a mãe dele! Os produtores de Once queriam manter como surpresa a entrada de Merida na série enganando os fãs com falsas seleções de elenco. "A única forma de tirar a imprensa de cima e enganar um pouco os fãs foi dizer que estávamos à procura da atriz para a mãe de Rumple ao invés de Merida," o produtor executivo Edward Kitsis disse. "E realmente funcionou, porque, pela primeira vez, o spoiler não veio à tona." Fiquem tranquilos, o produtor Adam Horowitz disse que eles irão introduzir a mãe de Rumple eventualmente. Já Merida, "nós vamos conhecê-la por meio de Emma," Kitsis diz. " Horowitz ainda adiciona: "Isso certamente fará parte da jornada de Emma como Dark Swan e o lidar com sua escuridão. Tudo isso está interligado em como vamos explorar o mundo de Camelot esse ano."

Fã: Quanto nós veremos da Malévola e Lily no próxima temporada? 
EW: Por causa do foco em Emma se transformar em Dark One, a procura pelo pai de Lily vai ter que esperar por, pelo menos, os primeiros cinco episódios. "Nós pretendemos contar essa história em algum ponto da temporada," Kitsis disse. "Queremos organizar tudo por uma razão. Isso é algo que com certeza queremos mostrar."

Gotham


barbara kean

Fã: Claramente a Barbara ainda está viva em Gotham, então o que vocês podem me falar sobre o arco dela nessa temporada?
EW: Se você achou que a Barbara matando seus pais foi ruim, é só o começo. "No momento em que ela mata os pais é o momento que ela se liberta completamente de todos laços que ela já teve - seus laços com o Jim, com a sociedade e talvez até com sua sanidade, você poderia argumentar," Erin Richards (Barbara) diz. Além disso, ela diz que Barbara vai ser mandada para Arkham no primeiro episódio, onde ela conhecerá "um bando de vilões emergentes que formam quem ela se tornará na série."

Arrow


sara lance

Fã: Vocês sabem quando a Sara vai ser trazida de volta à vida?
EW: Nós temos algumas boas notícias: Sara vai dar um mergulho no Lazarus Pit antes da série DC's Legends of Tomorrow. "Em Arrow, nós temos alguns assuntos a serem resolvidos," o produtor executivo Marc Guggenheim disse. "Ray também não explodiu na catastrófica explosão e Sara precisa não estar mais morta." Hmm, será que o novo Ra's al Ghul, aka Malcom, será quem a ressuscitará? "Ele tem uma opinião forte quanto ao assunto," Guggenheim diz. "Logo esse assunto será tratado. Nós estamos fazendo um ótimo episódio que realmente aborda a questão da Sara, morte e ressurreição. Em Arrow, nada é fácil, então nada é tão simples quanto mergulhar ela na água." 

Fã: Tem alguma coisa que vocês podem falar sobre o vilão de Arrow Damien Darhk?
EW: É seguro dizer que Damien é a razão do retorno de Oliver a Starling City e vestir como herói novamente. "[Oliver] saiu da cidade em boas mãos," Guggenheim diz. "Ele confiou em Laurel, Diggle e Thea para cuidarem de tudo. Damien representa uma ameaça que os três heróis não serão o suficiente para combater. Quando escrevemos os vilões - os malvados da temporada -, nós sempre partimos do conceito de que são os heróis de suas próprias histórias. Eles estão fazendo o errado por o que acreditam ser o certo. Esse não é o caso de Damien. Ele não é nem perto de ser tão moral. Nós queremos um vilão que é puramente mal porque nós nunca tivemos isso na série antes. É isso que Damien representa. Ele é o príncipe da escuridão."

The Flash


ronnie and caitlin

Fã: Você pode me contar alguma coisa sobre Jay Garrick vindo para The Flash?
EW: Como a temporada vai focar em Barry aprimorando seus poderes, a chegada de Jay Garrick terá "um impacto em todo mundo no Time Flash, "de acordo com Danielle Panabaker (Caitlin). "Ele será um ótimo mentor para Barry e ajudará Barry a expandir seus poderes e tudo que ele é capaz de fazer."

Fã: A nova temporada de The Flash vai explicar porque o Robbie Amell (Ronnie) não está em Legends of Tomorrow?
EW: Sim! De acordo com Victor Garber (Martin Stein), você descobrirá o que está acontecendo com Ronnie Raymond na season premiere. Além disso, os primeiros sete episódios de The Flash e Arrow servirão como organização para Legends of Tomorrow, disse o produtor Guggenheim. "Nós estamos botando as peças do quebra cabeças no lugar," o que inclui a introdução de Kendra Saunders (Ciara Renée) como Hawgirl em The Flash primeiro.

Agent Carter


peggy carter

Fã: Queria saber se Arnim Zola vai ter algum papel na segunda temporada de Agent Carter?
EW: Apesar de terem dado sinais do programa Soldado Invernal no final da temporada, o plano parece ir em outra direção. "A esse ponto da série, estamos contando outra história," a produtora executiva Tara Butters diz. Agora, quanto as novas ameaças da segunda temporada: "Quem é a fã dos quadrinhos da Marvel vão reconhecer o vilão, e teremos mais de um vilão," a produtora executiva Michelle Fazekas completa. "Nós certamente nos inspiramos no mundo dos quadrinhos, então quem conhecer será recompensado." Algum chute?

Agents of SHIELD


phil coulson

Fã: Haverá algum pulo na cronologia de Agents of Shield na próxima temporada?
EW: A 3ª temporada começa alguns meses depois do final da 2ª temporada. Dizem por aí que Coulson conhecerá uma mulher que é mais do que a combinação perfeita. Mas ela será amiga ou inimiga?

*Quer mais de AoS e Agent Carter? Teve mais informações na Comic Con, veja aqui!

Fontes (x) (x) (x)

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

WTF is... Scorpion?


Sinopse: Inspirado em uma história real, Scorpion conta a história do excêntrico gênio da computação, Walter O'Brien, e de sua equipe composta por um behaviorista, Toby, uma calculadora humana, Sylvester, e um prodígio da mecânica, Happy. Ambos são pessoas ótimas de espírito, mas que não conseguem se socializar como a maioria das pessoas e por isso recebem a ajuda de uma ex garçonete chamada Paige que tem um filho gênio, Ralph.


Para quem não conhece, a série começou em 2015. Resolvi assistir por curiosidade, além do fato de que já conhecia a atriz que faz a Paige de outra série, Smash . O nome Scorpion (escorpião) vem do nome do time formado esses quatro gênios, a Paige e o agente Cabe Gallo (afinal, alguém do governo tinha que estar responsável por esse pessoal). O nome pode parecer estranho, mas eles não demoram muito para explicar todo o significado por trás. 

*Quem quiser ver o trailer, veja aqui!*

Tudo começa exatamente quando o agente Gallo encontra um problema sério no espaço aéreo americano que só esse time pode resolver. Para isso, se instalam em uma lanchonete e é aí que conhecem Paige e seu filho. O começo parece um pouco estranho, afinal quem de repente contrataria uma garçonete para se juntar a um time desses só pelo fato de ter conseguido lidar com a situação. Mas, tudo bem, afinal temos que começar de algum lugar.

A série é feita de casos, seguindo esse padrão das séries policiais. A cada episódio temos alguma catástrofe a ser evitada. Ok, nem sempre uma catáastrofe, mas em geral, são eventos importantes. A principio pode parecer uma coisa meio impossível ter esse número de ameaças constantes, mas nunca se sabe. Afinal, faz sentido eles só serem chamados para coisas mais graves, casos mais difíceis de resolver ou que envolvem a segurança nacional. Walter é baseado em uma história real, agora se os casos também são eu já não sei.

Paige e Ralph


Durante alguns episódios fiquei me perguntando onde estava a ajuda de Paige no time, mas devo dizer que aos poucos vamos vendo que só o fato de ela pensar no sentimento de cada um já une mais a equipe. Além de facilitar o contato deles com as pessoas que ajudam. 

[pequeno spoiler] Mas ela também percebe que quer ser mais do que isso para o time e chega até a fazer faculdade de História. Adorei ver essa decisão dela e como conseguiu trazer esse aspecto importante para negociações e etc. No entanto, me decepcionei com o fato de só terem tocado nesse assunto durante um ou dois episódios. [fim do spoiler] Espero que na segunda temporada (já confirmada) voltem ao assunto! 

Algo interessante que podemos observar é a fala da abertura da série. Walter apresenta cada personagem e, ao falar de Paige, fala que ela é "normal" e os ajuda dessa forma. Ao longo da temporada acredito que vamos percebendo que não é bem assim. Eles podem ser gênios e até acreditar que não tem a capacidade de sentir como as outras pessoas, mas eles são tão normais quanto Paige. Sim, eles tem problemas ao interagirem socialmente, mas, no geral, amam e se importam com os outros do mesmo jeito. Só Walter parece se recusar a enxergar isso. E esse é um dos assuntos trabalhados na série.

Além disso, é legal ver a relação entre Paige e o filho, Ralph. Ela tenta ao máximo fazer com que Ralph tenha uma vida "normal", faça amigos e vá para a escola, mas ao mesmo tempo recebe ajuda da equipe para entender melhor o filho gênio.

Walter


walter o'brien
Walter tem um QI bem alto e, como sabemos, gênios podem ser meio problemáticos. Ele tem dificuldade em criar empatia pelos outros, mas não pensem que ao longo da temporada ele não faz nada por ninguém. Além da irmã, de quem ele cuida constantemente, Walter vai se mostrando cada vez mais preocupado com as pessoas ao seu redor. E, acredito, que tudo comece com Ralph.

Os dois se entendem e como Ralph é mais um gênio para a família Scorpion, todos se apegam à ele, principalmente Walter. Os dois tem uma relação quase pai e filho, e, apesar de se recusar a admitir, Walter ama o garoto. Além disso, Walter parece se interessar por Paige e vice e versa. Para ele não é fácil acreditar ou admitir isso, então o desenrolar dessa história é legal de ver.

Quem ajuda nosso Walter a perceber que, sim, tem sentimentos, é Toby.

Toby, Happy e Sylvester


toby, happy and sylvester
Toby é formado em psicologia, entre muitas outras coisas. E como um bom psicólogo cabe à ele ajudar o amigo. Não só ele como Toby consegue perceber todas os pequenos detalhes de comportamento de cada um. O que não significa que ele sempre acerte ou se dê bem como todo mundo por causa disso. Principalmente com Happy.

Logo percebemos que os dois podem ter algum coisa além de amizade, mas Happy é cabeça dura. E por mais que Toby ache que entende ela, nem sempre ela fica feliz com as teorias dele. Vemos na mecânica uma mulher forte que não liga para esteriótipos, o que a torna uma ótima personagem também.

Já Sylvester, apesar de se dar muito bem com números e probabilidades, não se dá tão bem com o resto do mundo. Ele tem muitos medos: medo de voar, de alturas, do mar... enfim. Ao longo da temporada isso também vai sendo desenvolvido. Acho legal que, apesar de termos Walter como principal, muitos episódios nos trazem novas informações e evoluções de cada personagem.

Agente Gallo


Por fim, temos o representante do governo: Cabe Gallo. Ok, ele é bem mais do que isso. Foi ele quem descobriu Walter quando pequeno. Ele que o trouxe para trabalhar com o governo. No entanto, houve um desentendimento entre eles no passado. Essa história fez com que Walter não confiasse mais no agente. Mas fiquem tranquilos, apesar do mistério, logo descobrimos o que aconteceu e, aos poucos, vemos o desenrolar disso também.

scorpion tv show

A série tem o seu toque de drama, com alguns casos mais tensos, mas é uma ótima forma de descontração. Os personagens passam por situações divertidas e o desenrolar dos casos amorosos também nos tiram boas risadas. Acho que começou bem e, apesar de achar que algumas coisas andaram rápido demais, só posso esperar pelo que os escritores prepararam para a próxima temporada!

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Comecei a me envolver com os personagens de tal forma que só o tumblr faria. Estou sempre à procura e pronta para mais uma nova série.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Review: Teen Wolf 5x03/04 - "Dreamcatchers"/ "Condition Terminal"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio 5x03 e 5x04, exibidos nos dias 06/07 e 13/07/2015!


lydia martin

Olá! Não há dúvidas de que a quinta temporada de "Teen Wolf" veio para reafirmar tudo que foi construído ao longo desses anos e melhor, continuar nos prendendo a cada semana. Os dois últimos episódios não nos deram muitas informações de quem são os doutores, mas já sabemos que Stiles estava certo sobre o Theo e de que, aparentemente, eles estão criando seres sobrenaturais. 
              
O episódio 5x03 intitulado "Dreamcathers" trouxe a menina Tracy de volta. Os doutores fizeram algo com ela e todos demoram para perceber que na verdade, ela é metade lobisomen e metade Kanima. Quem lembra de uma das criaturas mais interessantes que a série já teve, vivido pelo Colton? Pois bem, Tracy é movida por um sentimento: medo. E vai atrás daqueles que já a tentaram ajudar: seu terapeuta e seu pai. Acontece que o pai é advogado e estava transportando o menino Donavan, que está desde a season premiere ameaçando matar o pai do Stiles. Com a confusão, ele escapa mas logo também é "capturado" pelos doutores, que parecem escolher suas vítimas através de sentimentos ampliados: Tracy o medo; Donavan, a raiva. Scott e seu bando conseguem encontrar a garota na escola e pasmem, levam-na até o Deaton para tentar ajudá-la descobrir o que ela é.

Mas descobrem da pior forma, já que ela se levanta e paralisa todo mundo indo atrás de mais uma pessoa que tentou ajudá-la: a mãe da Lydia, que está em um encontro com o Stilinski (e minhas chances de vê-lo com a Melissa desmoronam) e aí temos a grande surpresa do episódio: Kira não só consegue ficar de pé até o final de uma luta, como também finalmente demonstra seus poderes e pega fogo, literalmente. A personagem precisava desse destaque, não só por ser par romântico do protagonista mas por sabermos pouco da raposa e de como ela se comporta. Algo me diz que esse poder está a consumindo, como pudemos ver no 5x04, mas falarei mais a frente...

kira
   
No final das contas, sobra para Malia que foi pouco afetada pela paralisia e é alertada por Scott a não matar Tracy e ela bem que tentou, mas os doutores chegam e Malia fica completamente atordoada com o que vê. E eu atordoada ao perceber que, no episódio seguinte ninguém acreditou na garota. Achei desnecessário, porque se já viram de tudo em Beacon Hills, acreditar que uns caras mascarados chegaram e apagaram a Kanima é difícil? Pois bem, o "Condition Terminal" além de deixar a Malia como louca perante os amigos, só não começou de onde parou porque iniciou com o Parrish confessando a Lydia uns sonhos em que carrega uns corpos até a árvore de Nemeton. O mais interessante é que o plot do policial parece se juntar ao que está acontecendo na atual temporada, seria ele uma espécie de ceifador?

Com a confusão na delegacia, Lydia acaba ferida e senhor  não precisa ser shipper Stydia para morrer de dó do Stiles preocupado com ela. O personagem é muito compassivo, foi assim com o Derek e com qualquer um dos seus em perigo. Lydia passou por uma cirurgia e parece bem, mas o que foi aqueles vultos dela com os doutores? estaria ela em um sonho também? Não posso deixar de lado a interação com o Parrish, está maravilhoso acompanhar esses dois. A próxima ação será vê-lo ensiná-la a lutar, como a moça pediu. Achei que o "monstro" da vez seria o Donavan, mas apesar de ter tido uma conversa com o Theo ele apareceu pouco e um outro quimera (agora descobrimos o termo, obrigada professora de biologia) estava rondando: um garoto chamado Lucas que era metade lobisomen e metade escorpião. E dessa vez Liam e Mason que correram perigo, já que ele estava na balada em que os meninos estavam. Liam vem conquistando o público cada vez mais: desajeitado, preocupado com seu alfa, descobrindo que as vítimas estão sendo enterradas... espero que o personagem só evolua. Nem vou comentar sobre a perturbada relação que tem com aquela menina que não lembro o nome, que aliás, se curou das garras da Tracy, alguém notou?

Scott e Kira chegam a tempo, graças a informação que o ex ferido do Lucas dá no hospital. E a japa quase sai do controle. Como comentei, o poder da raposa a consome a cada vez que ela se "transforma", e acredito que terá problemas com o bonzinho alfa por isso.  Mais um jovem é morto pelos doutores e dessa vez eles presenciam e Scott ainda pergunta o motivo a eles. Isso foi bom, porque agora já sabem que o que a Malia viu foi real e de que precisam ficar mais espertos do que nunca. Ao final, o Donanvan pega o Stiles, e Jeff Davis provoca uma comoção, porque está sempre arriscando a segurança dele, quando todo o fandom teme por isso.

stiles stilinski

Vamos aguardar os próximos episódios e ver o que Teen Wolf nos reserva. Quais serão os próximos seres criados pelos doutores?

PS: Kira não se conforma que o Scott deixa escapar um "eu te amo" né?

PS2: Brett bissexual, já quero com o Mason, rs.

PS3: Da mesma forma que Stiles se preocupou com Lydia e nem perguntou por Malia no começo do episódio, ela o deixou no final, com criaturas a solta, sendo que ele é humano... A relação parece abalada mas espero que termine de forma justa. Odeio quando acabam com um casal do nada, sem motivos.

Besos!

Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

domingo, 19 de julho de 2015

Dica da Semana: Mad Max - Estrada da Fúria

fury road
Quando o médico australiano George Miller começou a se interessar pelo cinema, no final dos anos 70, se tornou apenas óbvio para ele que a história ideal a se produzir era um filme sobre carros, ou como diria o próprio, sobre o ‘culto ao automóvel’.

Muito se diz sobre o ‘brasileiro ser apaixonado por carros’, principalmente na publicidade, mas nada se compara com o verdadeiro fenômeno cultural automotivo que existe na Austrália. O culto ao carro é tamanho pela terra dos cangurus, que famílias inteiras se definem pela preferência pela Ford ou pela Holden (a filial da GM por lá), do mesmo modo como aqui se definem por times de futebol.

Transferir essa obsessão automotiva às telas, então, era apenas natural. E numa dessas histórias que somente o destino pode justificar, o jovem cineasta não possuía financiamento o suficiente para fazer um filme repleto de figurantes e com cenários evoluídos, usando como saída, ambientar seu projeto num mundo pós-apocalíptico, o que lhe deu liberdade para rodar o filme todo no meio do nada, e com poucos atores.

O filme em questão era Mad Max, lançado em 1979 com o então desconhecido ator Mel Gibson, e que viria a revolucionar o modo como filmes de perseguição automotiva e ambientados em mundos utópicos pós-apocalípticos seriam feitos a partir de então.

Considerado por muitos violento demais, frio e até cruel, a trama na verdade apenas servia de fundo a um filme que coloca o motor V8 num patamar acima de qualquer coisa: e quem possuir o motor mais potente aqui, com certeza será o rei do mundo. O sucesso faria com que Miller retornasse com duas continuações, em 1981 e 1985, ambas com Gibson, e que são notoriamente consideradas inferiores pelo público.

fury road
Desde então, já alçado à fama como idealizador, George Miller passou a se dedicar a outros projetos, como os filmes do porquinho Babe, e do pinguim Mano, de Happy Feet. E é apenas divertido pensar que a mesma mente capaz de criar personagens sádicos e sangrentos como o vilão Humungus de Mad Max 2, também seria capaz de dar vida a simpáticos bichinhos. Mas divago.

Os planos para um novo Mad Max começaram há um bom tempo. E tão cedo se iniciaram, rapidamente foram varridos por uma sucessão de tragédias, como os atentados de 11 de setembro, a Guerra do Iraque, e até mesmo o precoce ‘final’ da carreira de Mel Gibson, que manchou a própria imagem ao fazer comentários antissemitas quando foi preso por dirigir embriagado em 2006. Sendo Hollywood uma indústria chefiada por vários judeus, ele se encontra em um limbo desde então. Mas depois da tempestade vem a bonança, já diz o provérbio, e Miller, mesmo aos 70 anos, conseguiu finalmente trazer o louco Max de volta à vida. Agora com Tom Hardy no lugar de Gibson. 

Mad Max: Estrada da Fúria, não é exatamente uma refilmagem do primeiro filme, e tampouco uma continuação da trilogia original. O novo Mad Max se situa, na verdade, no mesmo universo pós-apocalíptico do primeiro, mas desta vez inundado por um polpudo orçamento, foi capaz de elevar todas as ideologias e invenções de Miller ao extremo, como se o primeiro filme fosse um mero rabisco em um guardanapo.

E mesmo sessentão, o cineasta conseguiu novamente recriar todo o gênero, não somente na forma e linguagem do filme em si, mas na técnica de filmagem. A maior parte das sequencias e acrobacias malucas foram feitas de verdade, sem criações digitais. Assim, há explosões, veículos se chocando uns com os outros das formas mais absurdas e imprevisíveis possíveis, num filme que se passa basicamente em uma única estrada. Usando ainda uma palhete colorida e meio alaranjada, a fotografia deixa em evidência a aridez do deserto de forma desconcertante, ao invés de usar a clássica tonalidade escura e cinza de filmes apocalípticos como Eu Sou a Lenda (2007) e O Livro de Eli (2010).

fury roadPara quem é fanático por carros, como eu, o novo Mad Max é provavelmente o mais épico filme de perseguição automotiva já feito, e o culto aos veículos é tamanho, que uma infinidade de figurantes é vista gritando ‘V8’ como se fosse o nome de uma divindade, enquanto retiram volantes de uma pilha para equipar seus veículos de guerra.

E se na trilogia original já se divertia com os veículos, neste novo, isto também é levado a um novo patamar. Uma série de visualmente intrigantes brutamontes metálicos, compostos na maioria das vezes por pedaços de vários carros clássicos, forma um comboio alucinante como nunca se viu em um filme antes. Desde um Jaguar Mark II dos anos 60 feito conversível e deixado somente na lata, a um misto de caminhão e ‘bigfoot’ feito com dois Cadillacs Eldorado 1959, tudo é muito perturbadoramente perfeito, como se realmente aquele mundo sem leis vivesse em torno dos carros e seus motores.

Se ainda há alguma dúvida em conferir este novo clássico, só a cena de abertura, com o borbulhar do inebriante V8 do lendário Interceptor preto de Max, já vale o preço do ingresso. E se no meio do caminho ainda houver um caminhão gigantesco onde um homem de vermelho toca alucinadamente uma guitarra de braço duplo durante as perseguições, você terá certeza de que está presenciando algo único.

Cássio Delmanto Advogado, colunista automotivo, beatlemaníaco, fanático por carros, filmes, séries, música, tecnologia e cultura inútil em geral. 

terça-feira, 14 de julho de 2015

Comic Con 2015: Portraits

Bom, a Comic Con não pode acontecer sem os clássicos retratos dos elencos feitos pela EW, certo? Por isso, aqui estão alguns que separamos para vocês! Enjoy! *Cliquem nas imagens para ampliar

Game of Thrones e seus inúmeros personagens:


Orphan Black e seus muitos personagens (e uma só atriz):


Teen Wolf e seu time:


Arrow e todo mundo louco:


Gotham e todos contra o Pinguim:

 Agent Carter e a 'one and only':


Agents of Shield e sua grande família:


Once Upon a Time e nossos adoráveis contos de fadas:

The Flash e essas fofuras:


Para quem quer mais, é só ver os retratos do , e dia de Comic Con (;

Comic Con 2015: Once Upon a Time


No evento do momento não podia faltar Once, e aqui estamos nós! Como já sabíamos, muito das entrevistas ficaram em volta da nova Emma e como seu lado negro será diferente de Rumple. Ela lutará contra as vontades do Dark One e se transformará, como já falamos em outro post.

Saiu até um sneak peek para nos deixar ansiosos: (link)


Oncers, here's a first look at #DarkSwan from Comic-Con. #OnceUponATime
Posted by Once Upon a Time on Segunda, 13 de julho de 2015


Sinistro, né? Agora, eu queria saber porque a cena se passa na floresta encantada. Por que a Emma estaria ali? Pelo que parece, depois de ser consumida pela escuridão, Emma some junto... Então, é, existe a possibilidade de ela ter voltado para a Floresta nesse momento.

Quanto a roupa e o novo look, Jennifer Morrison falou que se basearam em uma versão dark da Snow, com uma pele branca como a neve e os lábios vermelhos como sangue. Além disso, o contraste do branco (dos cabelos também) e preto (roupa) se dá pela ideia do cisne negro e branco.

"Emma passou por muita coisa na vida," Morrison disse. "Ela teve uma infância difícil. Ela teve que superar muitas coisas. Ela tentou ser uma pessoa melhor. Agora que ela foi tentada à escuridão, ela está livre disso tudo... Ela vai encarar a escuridão nela mesma e vai tentar descobrir como lutar contra isso."

Depois que me falaram eu percebi que a Emma transforma o coração no que parecem ser diamantes. Isso significa que Rumple fazia surgir ouro, enquanto ela faz surgir diamantes. Paralelo interessante...

Charmings

Para quem quer mais, saiu um trailer da temporada com a trajetória de heroína de Emma narrada por Snow. Ela fala como não deixaria a sua filha, sua esperança e salvadora se voltar para a escuridão. Na própria Comic Con, Ginnfer Goodwin (Snow) falou sobre como os Charmings iam lidar com o fato de terem colaborado, de certa forma, para que Emma tenha se tornado vilã.


Hook

Já Hook é o contrário de Emma. Ele foi um vilão que se apaixonou e tentou ao máximo ser o melhor que podia para Emma, se tornando um herói. "Ele já foi um vilão, mas agora sua namorada está má, quem sabe o que vai acontecer?", Colin O´Donoghue falou. Hook provavelmente vai ter uma crise de identidade ele mesmo para continuar sendo "do bem".

Além disso, nosso querido Capitão pode ter uma conexão com Camelot. "Camelot existe em uma linha do tempo paralela", o produto Adam Horowitz disse. "Isso existiu. Como nós já mostramos para vocês, existiu há muito tempo atrás, pouco tempo e talvez no futuro. Eles podem ter co-existido [quando Hook estava na Marinha Real]."

Rumplestilskin

Bom, se Emma está com o espírito do Dark One significa que ele saiu de alguém lugar, não é? Rumple agora está liberto e com o coração puro, e não pensem que ele via ficar o mesmo, teremos pequenas mudanças. "A encarnação de Rumple dessa vez será um pouco diferente," Robert Carlyle disse. "Ele perdeu seu título de 'Dark One', mas isso não significa que todas as artimanhas foram embora também. Mr. Gold está em coma, no momento, então ele não está fazendo muito."

Novidades

No painel surgiu a ideia de que Henry poderá se arrepender de ter destruído a pena do Autor. Posso deduzir que talvez seja por causa de Emma, né? Afinal, se o garoto tivesse a pena poderia reescrever o "destino" da mãe. Além disso, Lana Parrilla  falou como Regina está "finalmente aceitando que pode ser feliz" e Sean McGuire ainda acrescentou o quanto Robin está apaixonado. É, pelo visto devemos ver algumas cenas fofas nessa temporada.

E tem mais! Mais uma personagem foi confirmada para a temporada: Merida! Sim, a atriz é a escocesa Amy Manson, que também fez Being Human! Não só isso como temos um sneak peek (;

O sneak peek da Merida na quinta temporada, interpretada pela Amy Manson.
Posted by Once Upon a Time BR on Sábado, 11 de julho de 2015

Fontes (x) (x)

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal série nunca é demais. 

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Comic-Con 2015: Arrow

Como a Comic-Con foi mais cedo que o normal esse ano, não teve nenhum trailer ou preview da próxima temporada de Arrow, mas isso não significa que não tiveram notícias ou spoilers.

O título do primeiro episódio da quarta temporada já foi revelado e será “Green Arrow” (Arqueiro Verde), reforçando a ideia de que a série agora terá um ar mais leve, com um Oliver mais próximo do Arqueiro Verde dos quadrinhos. E, junto com isso, virá uma mudança e fantasia! Diga adeus para as mangas compridas do Arrow, eis a nova roupa de Green Arrow:


Quem também vai ganhar roupa nova nessa temporada será Diggle. Ou pelo menos um capacete para esconder sua identidade:


A próxima temporada irá começar com Oliver e Felicity vivendo domesticamente, os atores e escritores falaram bastante sobre o casal e os dois estarão muito felizes no início da temporada. Oliver, em especial, está totalmente em paz com a vida doméstica, mas até o final do primeiro episódio já estará de volta à vida de herói. Oliver e Felicity terão que aprender a ser um casal enquanto continuam a combater o crime; segundo Emily Bett Rickards (Felicity) os dois irão discordar em muitos aspectos, mas também irão concordar em outros.

Os dois irão se juntar novamente ao resto do time, que ficou em Starling lutando enquanto eles viajavam. O relacionamento entre Oliver e Diggle ainda não vai estar ótimo e, de acordo com Stephen Amell (Oliver), por mais que Oliver tente recuperar a confiança de Diggle para eles poderem trabalhar juntos, nunca mais será a mesma coisa.

A temporada dará maior foco para outros personagens sem ser Oliver, como Diggle e Felicity, que serão tratados como co-capitães do Team Arrow junto com Oliver. Também teremos flashbacks sem ser do Oliver, começando pelo episódio 4x08.

Além de sua persona como Green Arrow, Stephen Amell falou sobre Oliver como pessoa pública, que foi algo deixado de lado totalmente na última temporada, mas que estaria de volta na quarta. Isso poderia ser uma indicação sobre Oliver concorrendo para prefeito, uma storyline que aconteceu nos quadrinhos, mas não há confirmação quanto a isso. 

Laurel continuará sendo a Black Canary durante a próxima temporada, e possivelmente estará de novo ao lado de sua irmã já que Caity Lotz, que interpreta a Sara, confirmou que ela aparecerá em Arrow nessa temporada, provavelmente antes de sua ida para Legends of Tomorrow.

Além disso, foi confirmado o ator que interpretará Damien Dahrk: Neal McDonough. Também foram confirmados outros personagens que irão aparecer nessa série, como Anarky e Mister Terrific.

Neal McDonough interpretará Damien Dahrk



Ansiosos para a próxima temporada?


Comic-Con 2015: Agent Carter e Agents of SHIELD


Chegou a época do ano em que acontece o evento preferido de todo mundo: San Diego Comic-Con, sempre cheia de entrevistas e spoilers sobre nossas séries preferidas! Reunimos aqui algumas informações sobre as próximas temporadas de Marvel’s Agents of SHIELD e Agent Carter.

Foi revelado que o vilão Lash será introduzido na próxima temporada de AOS, nos quadrinhos ele é um inhuman que julga outros da espécie para ver se eles eram dignos ou não de terem passado pela transformação, então provavelmente ele atuará de modo parecido na série.

Também ficamos sabendo que Skye irá usar o codinome “Quake” nos Secret Warriors e será referida como Daisy Johnson (seu nome de batismo) a partir de agora, o que está dividindo os fãs. Se por um lado é interessante aproximar Skye da Daisy/Quake dos quadrinhos, ficou faltando uma explicação para a Skye querer essa mudança.

Sobre Agent Carter, foi revelado que a segunda temporada se passará toda em Los Angeles, seis meses após a primeira. Thompson, Sousa e Jarvis também estarão em L.A com ela, mas ainda não se sabe sobre Angie. Também foi dito que Peggy terá novos interesses românticos na temporada, finalmente deixando Steve no passado. Além disos, foi revelado que Anna, a esposa de Jarvis, finalmente aparecerá na série, apesar de ainda não terem escolhido uma atriz para representa-la.

Além de dar entrevistas, os dois elencos se divertiram fazendo uma batalha de dubsmash entre Hayley Atwell (Peggy) e James D’arcy (Jarvis) contra Chloe Bennet (Skye) e Clark Gregg (Coulson). Você pode encontrar todos os vídeos/tweets aqui

E aí, o que vocês acharam das notícias, ansiosos para as novas temporadas?


domingo, 12 de julho de 2015

Dica da Semana: Divertida Mente

A Pixar é conhecida por sua excelência. A Disney também. Mas "Divertida Mente" consegue superar todas as expectativas. Com personagens um pouco diferentes e uma história inovadora (e surpreendentemente madura), a combinação Disney-Pixar é encantadora. Lançado esse ano, "Divertida Mente" é o tipo de animação que dá para aproveitar independente da sua idade.


Sinopse: "Divertida Mente" conta a história de Riley, uma alegre menina de 11 anos. No entanto, quando tem que se mudar para San Francisco por causa do emprego do pai, sua vida vira de ponta cabeça. Nova casa, nova escola, novos colegas - ninguém nunca disse que seria fácil.

Então... O que posso dizer? Que chorei que nem um bebê na sala de cinema? Que fiquei assustada com o quanto me identifiquei com o tema do filme? Poderia dizer tudo isso (na verdade, já disse), mas quero focar em outras coisas!

Em primeiro lugar, com Amy Poehler e Mindy Kaling no filme, já dá para saber que algumas risadas gostosas nos aguardam ao longo de 1h30 de filme. Afinal, são dois nomes de peso na indústria da TV.
Vou aproveitar e recomendar a série Parks and Rec, na qual Pohler é a protagonista. #fikaadika
Em segundo lugar, quero dizer que a animação é muito fofa. E, sim, me refiro ao "desenho". Os personagens, então, são adoráveis. E embora só dois sejam realmente bem desenvolvidos (a Alegria e a Tristeza), os outros três são, no mínimo, engraçados (particularmente, adorei a Nojinho).

Ai, gente. Diz que não é fofo. Não dá, né?


Okay. Agora, por fim, quero falar do tema do filme. Se eu disser aqui, no entanto, posso acabar estragando o filme para quem ainda não viu. Então, tentarei não falar ao mesmo tempo em que falo dele. Confuso? Talvez, rs.

Como não sei se vou conseguir... SPOILER ALERT!

O tema da nova animação da Disney-Pixar é algo...  Complicado. De uma forma leve e descontraída, levando em consideração o "desenho" e o comportamento/diálogos/etc., eles tratam de um assunto sério. Ou talvez até dois ou três, se pararmos para pensar:
  • Fala sobre como a Tristeza é um sentimento importante (basically). Até porque ninguém pode ser feliz 100% do tempo, né? Não rola, gente.
  • Nos mostra como, às vezes, tudo que precisamos fazer para aqueles sentimentos confusos e angustiantes desaparecerem, é pedir ajuda. Eu sei que é difícil, mas qual o problema em pedir ajuda?
  • É um filme sobre amadurecimento. E sobre as dificuldades que existem na transição de um mundo para o outro. Crescer nunca foi fácil.
Quando paro e penso sobre "Divertida Mente", eu honestamente acho que é um filme que as crianças podem até gostar (e muito), mas que são os adultos é que vão entender de verdade a mensagem por detrás das piadas e do colorido. Não que às crianças não possam entender, mas acho que elas o farão através da Riley, na análise do seu comportamento e identificação própria com a personagem. E não com uma visão geral do filme. Ok, posso estar errada. Mas é o que acho. Só acho. Da cabeça dos outros, não entendo. Só da minha mesmo, e, ainda assim, nem tanto, hein?

Se tem uma coisa que "Divertida Mente" me ensinou, é que lá em cima é uma bagunça. Mas... Obrigado Alegria, Tristeza, Nojinho, Raiva e Medo. Que seria eu sem vocês?

Um brócolis, provavelmente.



*Se quiserem mais um gostinho do filme, vejam essas curiosidades e trailers (1/2)! Vocês vão adorar!


Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

Review: Teen Wolf 5x01/02 - "Creatures of the Night"/"Parasomnia"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio 5x01 e 5x02, exibidos nos dias 29/06 e 30/06/2015!


teen wolf 5x01


Oi gente! Faz quase um ano desde que a série Teen Wolf encerrou o seu quarto ano. Durante o tempo em que me dediquei a devorar , foi possível observar o grande avanço que teve, o amadurecimento necessário, algumas perdas e alguns acréscimos. Pois bem, o primeiro episódio da quinta temporada intitulado "Creatures of the night" trouxe-nos de volta a Beacon Hills onde tudo parecia bem calmo. Depois de tia Kate, Scott e seu bando levam uma vida normal e estão se preparando para o último ano do Ensino Médio, começando por um ritual de formandos na biblioteca da escola. Porém, a calmaria logo passa. Primeiro com uma tempestade que chega e logo depois com um ser estranho que ataca Parrish (Eu quase surtei só de pensar em perdê-lo agora) e vai atrás do Scott. Ao que tudo indica, ele queria tomar não só o poder de alfa genuíno, mas também a alma do menino.

Claro que no fim, Scott surpreende com sua força interior como sempre faz e arranca as garras da "coisa" e o coloca para correr. O episódio foi bem tenso e intrigante. Digo isso pela chegada de Theo, um amigo de infância que também é lobisomen e tenta ajudar Scott contra o misterioso lobo-sei-lá-o-que e também por conta da nova narrativa nos apresentada. No começo do episódio, vemos Lydia na Echen House e não entendemos como ela foi parar lá. Ao final, ainda não entendemos, mas o que ficou claro é que a temporada se desenvolverá toda como um flashback e o tempo de Lydia é o presente, o que torna tudo muito mais misterioso e intrigante ainda.

teen wolf 5x01
"Ela estaria aqui com a gente" / "Ela ainda está"
O segundo episódio, intitulado "Parasomnia" nos mostra o primeiro dia de aula de Scott e seu bando e toda a desconfiança de Stiles em relação ao Theo. O melhor amigo de Scott pede ao pai para pesquisar a vida do garoto e mesmo não encontrando nada ele cava até achar uma assinatura do pai que parece diferente da que foi escrita anos atrás em uma multa. Ele resolve então, segui-lo e quando ninguém do bando concorda, o jeito é apelar para Liam. O beta de Scott como sempre ingênuo e querendo proteger seu alfa, parte com Stiles mas tem seus próprios dilemas: contar ou não para o Mason de sua condição.

Ao final, Theo estava apenas visitando a ponte onde sua irmã foi morta e o Scott vem ter aquela conversa com um muito nervoso Stiles. Devo confessar que o que ele disse faz sentido. Ele desconfia de todos, porque o Scott confia demais, se abre demais... Stiles não está de todo errado mas pelo que ando lendo em breve essa amizade estará fragilizada. Enquanto tudo isso acontecia, uma menina chamada Tracy estava com problemas noturnos, segundo a mãe de Lydia claro, porque para qualquer um é óbvio que era obra daqueles seres que modificaram o lobisomen no episódio anterior. Lydia convoca Parrish para vigiar a menina, mas ela sai sem que o policial veja. Parece que ela se transformou em lobisomem, o que nos leva a pensar exatamente no que Deaton diz no começo do episódio: alguém está tentando mudar o mundo sobrenatural.

teen wolf 5x01Os dois episódios, apesar do ritmo leve e foco em coisas mais humanas como a faculdade que Scott quer seguir, não deixaram de lado o suspense e mistério a que estamos acostumados. E ao final das contas, Theo esconde algo, porque aqueles não são seus pais. Dá-lhe Stiles!

Vamos acompanhar e ver as surpresas que Teen Wolf nos reserva.

PS: Momento lindo o Scott colocando as iniciais da Allison e Stiles reconhecendo as do Derek no ritual.
PS2: Como assim Derek Hale sobrevive a quarta temporada para não ser regular?:/ a abertura sem ele doeu.
PS3: Mason é a única pessoa que descobre que o amigo é lobisomem e diz isso sorrindo.
PS4: Lydia se querendo pro Parrish, eu já havia comentado, shippo muito.

Besos!

Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

sábado, 11 de julho de 2015

Comic Con 2015: Teen Wolf

É, pessoal, mais um ano de Comic Con... Podemos não estar lá, mas com certeza queremos notícias, não é mesmo? E é para isso que estamos aqui!

(nunca me canso desse gif)
A primeira notícia do dia é que Teen Wolf foi renovado para a 6ª temporada! Mas não vamos nos antecipar, ainda tem muita coisa para acontecer na 5 temporada...

Para começar vamos falar de Theo. O mais novo lobisomem com certeza tem seus segredos e, como pudemos reparar nesses dois episódios, Stiles parece saber direitinho que tem algo de errado, apesar de ser o único. Aliás, esse é o problema. Segundo o painel da série que aconteceu dia 09/07, a amizade de Stiles e Scott será prejudicada pelo novo "membro". Então, é, parece que a bromance dos dois vai ter uma crise pela frente.

scott mccall

É, Scott também não achamos nada legal. Só esperemos que tudo se resolva logo! E tem mais, parece que o relacionamento do Scott e da Kira vai sofrer uma crise também. Posey, numa entrevista da Comic Con ainda nos lembrou que lobos e raposas não se dáo bem, como já falaram na série. Hmm, o que será que vai acontecer entre esses dois?

E por falar nele, agora Scott tem enfrentar a sua posição como líder da sua alcateia. Apesar de que, vamos combinar, ele já foi o líder muitas vezes durante as últimas temporadas sem saber. Mas agora Scott tem um desafio novo: a possível entrada de novos lobisomens no seu grupo. Seria ele um bom alfa para betas de fora? Como ter certeza que deixá-lo entrar é a decisão certa?

"Ele normalmente sabe o que está fazendo e tem um plano de ação para tudo... mas as coisas está desmoronando ao redor dele," Tyler Posey disse no painel. adicionando que Scott começa a questionar se ele seria a melhor pessoa para liderar a alcateia. "Ele está meio perdido. É algo que não tínhamos abordado ainda."

Para completar o painel, os fãs expressaram suas saudades de Tyler Hoechlin (Derek) na série e o fofo do Posey ligou para Hoechlin na hora e botou no viva voz, que também falou que sentia falta do personagem. Será que Derek pode voltar um dia desses?

Além disso, divulgaram um trailer da metade da temporada! 

THIS IS TOO MUCH FOR ME RIGHT NOW
Posted by Teen Wolf on Quinta, 9 de julho de 2015

Fotos do elenco na Comic Con:





Eu diria que o pessoal se divertiu hahah

Fontes (x) (x) (x)

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal série nunca é demais. 

sábado, 4 de julho de 2015

Dica da Semana: Cidades de Papel

paper towns


Por causa de uma amiga, eu consegui ir na premiere do filme que rolou dia 01/07 no Rio de Janeiro. Apesar de faltar uma semana para  lançar nos cinemas, achei que vocês gostariam de uma dica adiantada... Para dar um gostinho do que presenciei e do que podem esperar do filme. E, imaginem, não foi uma premiere qualquer: fomos os primeiro no mundo a assistir o filme e o John Green estava lá. 

Isso mesmo. John Green. Em pessoa. 

Os fãs do autor vão me entender. Eu nunca esperava conhecer ele um dia e, por mais que o encontro tenha sido mais um entre tantos que o John Green já teve, para mim foi o suficiente. Não estava perto o bastante para tirar fotos com ele ou pedir para ele autografar alguma coisa, mas estava perto o suficiente para ver o quão atencioso ele é com os fãs. 

A experiência de um tapete vermelho, mesmo que sem nada demais, foi interessante. As pessoas gritando e se agitando com qualquer câmera ligada foi algo divertido de ver. Mas o que foi legal mesmo foi ver como o John Green foi fofo com todos, querendo parar o tempo todo para autografar alguma coisa ou tirar fotos. Algumas vezes os seguranças tinham até que apressá-lo. 

Agora, para quem não sabia, o Nat Wolff também veio para o Rio. Por que não falei nada sobre ele na estréia? Bom, parece que no último minuto ele teve que voltar para os Estados Unidos... Uma pena, não é? Só espero que não tenha sido por motivos muitos sérios. Boas vibrações para você, Nat!

Bom, entramos então na sala do cinema. Chegando lá somos surpreendidas por vários brindezinhos do filme (apaixonei). E, mais uma vez, John Green apareceu. O escritor nos falou sobre o filme, sobre como estava amando o Brasil e sendo muito bem recebido, e sobre como nunca imaginou que seus livros e sua profissão solitária alcançariam lugares tão inimagináveis e como esse seu trabalho permitiu que ele conhecesse esses lugares. Ele contou um pouco sobre o comprometimento dos atores com a história e como se deram ao máximo em cada personagem. Só pra ter uma ideia o ator que interpreta o Ben, amigo do principal, aprendeu a tocar clarinete mesmo sabendo que o personagem não apareceria tocando efetivamente no filme. 

cidades de papel
Bom, vamos ao filme, então! 

Sinopse: A história é centrada em Quentin Jacobsen (Nat Wolff) e sua enigmática vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne). Ele nutre uma paixão platônica por ela. E não pensa duas vezes quando a menina invade seu quarto propondo que ele participe de um engenhoso plano de vingança. Mas, depois da noite de aventura, Margo desaparece – não sem deixar pistas sobre o seu paradeiro.

Mesmo tendo lido o livro há algum tempo, posso dizer que o filme é bem fiel. Sim, a linha cronológica passa mais rápido, mas nenhuma adaptação é perfeita. Eu fiquei bem satisfeita com o resultado em geral. Os atores estavam incríveis também. Devo parabenizar ao John Green e todos que decidiram botar o Nat e a Cara Delenvingne para interpretarem Quentin e Margo. Principalmente a Margo. Na hora que eu vi a Cara, eu percebi que ela era perfeita para o papel. Pude ver todo o mistério e a peculiaridade da Margo nos olhos da Cara. 

Um dos pontos altos do filme, para mim, foi a amizade entre Ben, Radar e Quentin; afinal não é qualquer um que acompanha seu melhor amigo em um jornada de Orlando à Nova Iorque para talvez encontrar uma garota de quem ele gosta, não é? As cenas com os três mostram a proximidade entre eles, além de, claro, nos tirar ótimas risadas. 

O filme é divertido (por causa do trio) e até emocionante, mas, para mim, não foi nada de chorar copiosamente. E olha que eu até tinha pensado que ia me emocionar mais (não que não tenha acontecido). O longa serve para te fazer pensar, refletir sobre a mensagem  que passa. Assim como o livro. Ele quebra esteriótipos, por exemplo, com a Lacey - amiga de Margo. Ele mostra grandes amizades. Mostra mudanças. Mostra como conhecemos (ou não) as pessoas de verdade. Ele mostra como podemos aprender com cada um à nossa volta. 

Acho que, sem querer, transformei essa dica do filme em uma dica do livro também, por isso leiam o livro! Aliás, que tal usar essa semana que falta para o lançamento do filme para isso? :P

Só mais uma coisa: tem uma surpresinha no filme, mas não conto mais que isso! Enfim, don't forget to be awesome, people!

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal série nunca é demais. 

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Stills da nova Emma na 5ª temporada de OUAT e mais!

Depois das muitas emoções da season finale, a EW conseguiu fotos exclusivas da transformação de Emma, afinal ela será a malvada da temporada (ou pelo menos do começo dela).  

once upon a time

Depois de se sacrificar por Regina e sua família, Emma agora está presa com os poderes de um mal bem antigo, se tornando a Dark Swan. Pode falar, esse nome lembra até de Cisne Negro, não é mesmo?

"Toda e cada parte do corpo dela está lutando contra esse impulsão à escuridão", o produtor Edward Kitsis diz. "O que acontece quando [a magia negra] se mistura com a magia mais pura de todas? Será que Emma terá a força para lutar contra isso?"

Uma Dark One diferente


A verdadeira pergunta é se os poderes da Dark Swan vai se diferenciar dos de Rumple. "Como o Dark One se manifesta é específico em cada pessoa que assume os poderes da adaga", diz Adam horowitz. "Emma terá seu própria interpretação do que ser o Dark One significa."

Se tornar o Dark One "permite que você tema liberdade sem qualquer inibição", Kitsis complementa, o que pode nos dar uma dica de como os poderes se mostraram em Emma. "Nós vamos explorar o amor: o que significa quando você o usa como uma arma e o que ele pode fazer você fazer. No passado, o amor era a mágica mais poderosa de todas. Isso faz você pensar em tantas outras coisas que normalmente não pensaria." 

É, com certeza vai ser interessante ver a abordagem que os dois criadores da série darão para o tema. Como pudemos ver ao longo de Once, eles tentaram sempre ver através de perspectivas diferentes, seja contestando o conceito de mal e bom ou se um vilão pode se tornar um herói ou vice e versa. Emma sempre foi impulsionada pelo amor, que foi crescendo, por sua família, então talvez tenha a ver com isso. Estou curiosa. 

"A procura por Merlin será a procura para libertar Emma," Kitsis diz. Agora, será que para essa procura, precisaremos outra Salvadora? Seria ela a Regina?

emma swan
Admito que não sei se gostei tanto do visual. O figurino, como sempre, está bonito. 
Agora já o cabelo e esse vulto estranho saindo das costas dela... 















E mais!


Agora, além da nova Emma, teremos novos retornos e personagens! Se tem Merlin na parada, tem que ter o Rei Arthur, certo? Inclusive já escolheram o ator, Liam Garrigan. Pelo que parece Camelot terá um papel importante na história toda, já que foi revelado que o Feiticeiro é Merlin.

E como sempre, teremos uma versão nova da história de Arthur, Lancelot e Guinevere e a relação entre esses personagens. Por falar nisso, sim, Lancelot vai voltar a aparecer na série! 

E não posso esquecer de comentar que Rebecca Mader (Zelena) e Sean Maguire (Robin Hood) viraram regulares da série. Ou seja, é, parece que o bebê e a Zelena vieram para ficar de vez e atrapalhar nossa querida Regina e Robin...

Fonte

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. 

 
UA-48753576-1