Image Slider

sábado, 29 de agosto de 2015

Dica da Semana: Homem-Formiga

homem formiga

Recentemente, a Marvel se transformou em um império cinematográfico praticamente sem precedentes em Hollywood, lançando filmes superproduzidos intercalados e ambientados no mesmo universo, e que se comunicam entre si para o desenvolvimento de uma história geral maior que qualquer filme produzido solo.

Assim, era apenas questão de tempo até que os poderosos estúdios entregassem um filme mais ‘mediano’ e despretensioso, se é que é possível, já que suas produções até então tinham ares mitológicos megalomaníacos dignos de seus maiores vilões.

Apostando em um filme cujo personagem principal nunca foi exatamente um sucesso de popularidade nos quadrinhos, o que em parte explica a fraca bilheteria do filme, a Marvel vem para dizer que sim, há muito mais em sua paleta de cores do que os olhos podem ver. Literalmente, eu digo.

Isto porque o Homem-Formiga entrega aquela que talvez seja sua mais ‘viajada’ premissa até então: a de um traje especial que torna possível diminuir um homem adulto ao tamanho de uma formiga, mantendo-lhe a força e a agilidade de uma pessoa em tamanho normal.

Não que a existência de seres extraterrestres, mundos plenamente habitados em outros planetas, guaxinins e árvores falantes, e gemas preciosas capazes de controlas as principais forças do Universo sejam mais críveis. De modo algum. São igualmente absurdas e fantasiosas. Mas de alguma forma, cogitar uma roupa capaz de diminuir de tamanho parece ainda mais ‘viajado’ que isso. Se o personagem principal tivesse sido atingido por raios gama e tivesse adquirido o poder da diminuição, eu até acharia mais crível. Mas uma roupa que diminui? Sei lá.

homem formigaComo filme, Homem-Formiga é extremamente bem produzido, tem ótimos efeitos especiais (apesar de quase todos serem nitidamente digitais), bastante ação e personagens carismáticos, mas acaba sofrendo com diálogos expositivos em demasia. Tudo precisa ser dito descaradamente pelos personagens, para que se tenha a certeza, absoluta, inequívoca, incontroversa, inquestionável, de que o público também entendeu. Hora ou outra, então, os personagens tornam a explicar o que está acontecendo de forma mastigada. E isso é um tanto quanto irritante.

Outro, se o cinema nos ensinou alguma coisa nesses anos todos, é que se alguém dá um nome para algum bicho, muito provavelmente alguma coisa terrível irá acontecer com ele até o final da produção, para acentuar o potencial dramático de alguma cena.

O elenco se mostra incrivelmente acertado, principalmente no protagonista Paul Rudd, que sempre entrega personagens engraçados e ao mesmo tempo dotados de carga dramática. Evangeline Lilly, que eternamente será a irritante Kate de Lost, também é essencial para entregar aquela pequena dúvida em torna das reais intenções de sua personagem. E Michael Douglas, apesar de possuir um personagem envolto em decisões contraditórias, será sempre Michael Douglas, o que é ótimo.

O grande destaque, afinal, são as cenas que usam o humor para explicar que por mais intensas e dramáticas que sejam algumas cenas de luta, elas se passam em um mundo pequeno, e quanto se mostra a ‘real’ proporção do mundo, tudo está pacato, como se nada estivesse acontecendo. Guardadas as proporções, é o mesmo humor já usado na lendária cena do rolo compressor em Austin Powers e na divertida cena do barco em Uma Noite Fora de Série.

scott lang

No final das contas, Homem-Formiga está longe de ser um filme ruim. Diga-se, é uma excelente diversão despretensiosa. Apenas não chega aos pés dos outros projetos grandiosos do estúdio, e o problema, então, talvez fosse minha própria expectativa elevada em algo vindo da grande Marvel. Esquecendo que a história se passa no mesmo universo dos outros, algo que o filme não nos deixa esquecer um minuto sequer, ele talvez funcionasse perfeitamente bem.

Cássio Delmanto Advogado, colunista automotivo, beatlemaníaco, fanático por carros, filmes, séries, música, tecnologia e cultura inútil em geral. 

Review: Teen Wolf 5x10 - "Status Asthmaticus" [Mid-Season Finale]

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Status Asthmaticus", exibido no dia 24/08/2015!

scott mccall

E chegamos a 'summer finale' de Teen Wolf. Jeff Davis brincou com o suspense, tempo real e nossos corações nessa primeira parte da temporada, sejamos sinceros. Mas uma coisa que sempre elogio é a qualidade do roteiro, da fotografia e dos efeitos, que nem parecem ser da mesma série da primeira temporada. "Status Asthmaticus" respondeu algumas questões, mas como sempre, deixou outras em aberto. Vamos lá?

Para começar, falemos de Theo. O cara chegou como quem não quer nada, contando uma história mal contada sobre seu alfa ser morto e desejando um bando. Com o passar dos episódios, ele se aproxima de todos, ganha a confiança de Scott e até de Stiles e nesse episódio revela todo o seu plano e crueldade. Se no episódio passado, a atuação de Cody mereceu palmas, nesse ele novamente provou que é um ótimo ator. Depois de Scott dizer a Liam que não morderia Hayden porque ela poderia não sobreviver, Theo avisa ao alfa que ele precisa reunir o seu bando. Quando o ingênuo Scott diz que ele nem sabe mais se o tem, Theo se oferece para ir recrutá-los. E aí começa a revelar a todos o que foi fazer em Beacon Hills. Eu, sinceramente, percebi que ele viu que o plano de se tornar o alfa deles não daria certo e por esse motivo teve um confronto direto com a Lydia e depois o Stiles. Já com a Malia, revelou sua parte coiote, dizendo que vai ajudá-la a matar sua mãe... esses dois sempre tiveram ligação e agora está explicado o porquê.

theo
"Mas você ainda tem mais sangue nas mãos do que qualquer um de nós"
Lydia estava com o Parrish na delegacia, quando percebe que pode saber o que ele é. Ela corre para a biblioteca e vê que de fato sua suspeita se confirma: Parrish é um Hellhound, um guia/guardião do sobrenatural, ou em tradução livre, o cão do inferno. Como Lydia o deixa, ele consegue escapar e ir catando os corpos dos quimeras. A pobre banshee sente algo e Theo revela a ela o seu plano e além de bater fdp ele ao final do episódio ainda entra nas suas memórias, o que falarei mais a frente. Enquanto Theo vai movendo suas peças para o seu plano finalmente dar certo, Melissa tenta salvar a Hayden por meios convencionais. Nada parece dar certo e ao ver que não tem chances, a garota chama pela irmã. Scott se oferece para buscá-la mas acaba preso na primeira parte do plano de Theo: com a tramazeira, ele prende o alfa na biblioteca. Não antes sem revelar o que todos já suspeitavam: Theo é a primeira quimera, a primeira que deu certo. Por isso tem uma parte coiote e por isso a ligação com os Doctors... mas ele não fica para ver o que vai acontecer. Parte atrás do Stiles.

Stiles que estava na delegacia para falar com o pai e não o encontra, vai seguindo o Parrish. E aí temos uma das melhores cenas dessa série. Ao ouvir o plano sujo de Theo, Stiles parte para cima daquela carinha linda e faz o que todo o fandom tem vontade de fazer: desce a mão, literalmente. Theo, porém parece estar sempre um passo a frente e diz que ele tem uma escolha: salvar o Scott ou seu pai. É obvio que o Stiles sai em busca do seu pai. E qual não foi a surpresa ao vê-lo todo ensanguentado. Sério, já perdemos uma outra xerife em uma série recentemente RIP Liz Forbes, então segura ai Jeff!

liam dunbar

E o clímax do episódio acontece quando Liam, tomado pelo poder que a superlua oferece, vai até a biblioteca atrás de Scott pela quase morte de Hayden. Muita gente criticou a cena, bem coreografada até, e também a postura de Scott ,mas eu tenho a seguinte opinião: o que marcou a personalidade dele foi sempre sua bondade e ingenuidade. Scott confiou no Theo e perdeu o seu bando aos poucos. Além disso, ele falhou sim com o seu Beta. Nada que justificasse a perda de cabeça que o Liam teve. Quanto a luta em si, Scott jamais bateria/mataria o Liam nem nenhum dos seus, sem contar que aquela bombinha estava carregada de wolfsbane pelo falsiane. Primeiro ele tenta, explica para Liam que o Theo não poderia se tornar o alfa, só o Liam. E que assim que ele fizesse isso, Theo o mataria. Mas foi em vão. E se Mason não chega, Liam seria o Teen Wolf agora rs. Aliás, eu gostei do Mason nas cenas, criando uma ponte quando o Stiles que precisava trazer o Scott de volta. Liam correndo para ver Hayden morta também foi de partir o coração.

E aí quando você acha que já viu de tudo, que Scott estaria seguro, chega o Theo para conferir o serviço... e temos uma cena tristíssima. Nosso garoto morto por 15 minutos. Aqui também elogio a colocação da Melissa na finale. Só ela poderia trazer o filho de volta, colocar esperança na cabeça dele, já que seu bando se esfacelou. Já li que essa quase morte acabou com a inocência do alfa e assim espero. Scott tem seu jeitinho, que muitos odeiam, mas como líder precisa melhorar muito. E acredito que agora para melhor. O grande embate entre ele e o Theo, ainda não aconteceu. E vamos esperar por uma luta bem digna!


Theo, como eu disse, percebeu que o seu plano não daria certo, acessa a memória de Lydia para saber onde estão as quimeras mortas no Nemeton, e com aquele poder que mantinha aquele corpo vivo dos DD's ele revive quatro, incluindo a Hayden, se autodenominando alfa e sendo seguidos por eles. Temos agora dois bandos para lutarem, apesar do Jeff afirmar que a luta maior será outra, uma luta de titãs. Tudo pode acontecer nessa série. 

Com uma finale boa, vamos ter que esperar até janeiro para ver como a Lydia ficou (já sabemos no começo da temporada que ela foi parar na Eichen House), como Scott irá recuperar tudo, o que aquela imagem dos doutores representa, como ficará o romance de Scira e Layden e se afinal Parrish é bom ou ruim. Foi ótimo dividir as opiniões em mais uma temporada. Espero vocês em janeiro!

PS: Como assim Braeden aparece e Derek Hale não?

PS2: Novamente a história da loba do deserto ficou para a próxima temporada.

PS3: Deaton morreu?

PS4: Kira, volte destruindo tudo ok?

PS5: Superlua tensa, ein? Liam ficou mais forte, parecia até lobo de filme hahaha

Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

domingo, 23 de agosto de 2015

Dica da Semana: Sejamos todos feministas

chimamanda ngozi adichie

É pequenininho. Do tamanho da minha mão, tem só 64 páginas. Baseado numa palestra da autora Chimamanda Ngozi Adichie para o TEDxEuston em 2012, “Sejamos todos feministas” é um ensaio sobre o papel do feminismo no século XXI.

O livro é uma ótima forma de conhecer o movimento e o porquê dele. Dos lábios de Adichie, não saíram mentiras. Só verdades. E eu mergulhei de cabeça na leitura.

Adichie parte de suas experiências pessoais como mulher e nigeriana para mostrar o quão longe ainda estamos da igualdade dos gêneros. Ela narra eventos ou situações nas quais seu gênero desempenhou um papel importante na forma em que ela foi tratada. Fosse ao dar gorjeta para um manobrista, por estar desacompanhada ou ao ser barrada das reuniões de família. Ser mulher, de alguma forma, desqualificava-a.

Enquanto Adichie admite que homens e mulheres sejam biologicamente diferentes, ela questiona a contínua dominação masculina num mundo em que os atributos importantes nada têm a ver com hormônios. A pessoa qualificada não é a mais forte, e, sim, a mais criativa, a mais inovadora, a mais inteligente. Se fosse questão de força, até faria sentido, mas não é.

"Nós dizemos às garotas: 'Você pode ter ambição, mas não muita.'"
Então, o que nos torna diferentes?

Segundo Adichie – e Simone de Beauvoir em seu livro “O Segundo Sexo”, uma ótima sugestão para os que se interessam pelo tema – é a socialização. Ambas raciocinam que a cultura desempenha um papel importante na formação dos indivíduos, pois ela os condiciona e ensina. Assim, experiências diferentes resultam em hábitos e opiniões diferentes.

 O livro de Chimamanda Ngozi Adichie é um que eu recomendaria não só para os interessados no tema, mas aos curiosos de plantão. Até mesmo aos que não gostam. É uma leitura rápida e fácil, mas nem por isso menos profunda. Ao contrário, ao abordar o tema e nos relatar experiências pessoais, Adichie nos faz pensar. Isso já aconteceu comigo? Sim? Não? Por qual motivo? Às vezes, é muito importante por a mão na consciência. É algo que não fazemos muito, infelizmente.

Lembrei de Malala, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz. Lembrei de Virginia Woolf. Lembrei de Gandhi e de um monte de gente, para ser honesta. No fim, eu fiquei folheando atrás de uma ou duas frases que gostei mais no livro. Resolvi, então, escrever essa resenha simplesmente para poder dizer: “Leiam.” E depois venham me contar suas partes favoritas. Por favor (:

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Spoilers de The Flash, Castle e Once Upon a Time

Como vocês já devem saber, a revista EW sempre dá spoilers respondendo à perguntas de fãs... E vocês sabem, se tem spoiler, a gente está lá! Por isso, separamos alguns que podem interessar vocês.

The Flash 



Fã: Tem alguma coisa que podem me dizer sobre o que vai acontecer com Barry?
EW: Bom, parece que a singularidade nos leva para um lugar familiar. E falando em como a série foi cuidadosa e acertou em cheio com sua versão da viagem do tempo, tornando tudo algo fácil de digerir e animadamente complexo, o produtor executivo Andrew Kreisberg disse: "Nós estamos tentando fazer a mesma coisa esse ano em Terra 2 e os conceitsos de multiverso e dopplegangers (cópias). Nós temos nos divertido com isso e alguns vislumbres da Terra 2 chegarão mais cedo que as pessoas imaginavam."

Tem mais! Para quem não viu, saiu o trailer da temporada esses dias! Assistam aqui.

Castle



Fã: Algum spoiler de Castle?
EW: Só para confirmar, Hayley Shipton (Toks Olagundoye) não vai ficar entre Castle e Beckett. "Para nós, ela nunca representou uma competição", a produtora 'showrunner' Alexi Hawley contou. "Ela é uma mulher forte, poderosa, bonita, independente e adiciona um gostinho à série, mas não é - de jeito maneira - uma oponente para Beckett". No entanto, "ela tem uma perspectiva diferente de Kate em como ela lida com cada caso, o que vai causar uma tensão divertida", adiciona o outro 'showrunner' Terence Paul Winter.

E saiu mais spoilers ainda! Kate vai se tornar capitã da delegacia nessa oitava temporada. Parece que ela vai ser uma capitã diferente do que seria o tradicional, afinal ela continua a ser a nossa Beckett e vai continuar fazendo investigações e trabalho de campo. Mas tudo tem seus contrapontos, e apesar de continuar a mesma, ela se tornará supervisora de Ryan e Esposito, o que trará uma nova dinâmica aos três, o que deve nos render algumas risadas. E terão "conflitos" até mesmo com Castle.

Once Upon a Time 



Fã: O que vai acontecer com Rumple quando Once voltar?
EW: Na Comic-Con, Robert Carlyle (Rumple) insistiu em deixar claro que "Rumple não está em coma. Gold está em coma," e assim segue com o comentário: "Gold tem um coração branco e puro; Rumple, não. Essa é a diferença." Parecia uma fala sem nada demais, mas sinto que terá importância nessa nova temporada.

Fontes (x) (x)

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Review: Teen Wolf 5x09 - "Lies of Omission"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Lies of Omission", exibido no dia 17/08/2015!

Chegamos ao penúltimo episódio e a série nos apresenta uma trama bem amarrada e uma carga emocional fortíssima. Preparados?

"Scott, say you believe me." / "Scott diz que acredita em mim."
O episódio já começa com um monólogo do true Alfa sobre os últimos eventos que aconteceram e de como o bando está se comportando. Com a saída de Kira e nenhuma quimera á vista, pouco se conversa e percebemos que o Scott está carregando um fardo pesado, que é ver seu "time" desmoronar. Theo tem uma conversa com os Dread Doctors, intercedendo por Hayden. Pouco se entende do interesse dele pela garota, mas vemos que essa "parceria" com os doutores não está muito boa e que ele se pela de medo deles. Lydia e Stilles estão tentando encontrar o nemeton para descobrir o que Parrish é. O problema é que encontrando a árvore, encontram o corpo de Donovan e vemos o Stilles desesperado. Lydia finalmente coloca Parrish no carro e percebemos que o que ele faz é inconsciente, ele não se lembra de carregar os corpos e nem de nada que faz. Por esse motivo se prende. E não poderia ser em melhor hora, já que outras "falhas" começam a aparecer.

lydia martin
"Isso deveria me motivar?" "Não, deveria fazer você parar de pensar."
Malia encontra uma, a menina Beth. Bem que ela tenta ajudar, mas os DDs chegam e a eliminam. E tem o Corey, que começa a apresentar sintomas, como o mercúrio saindo por todos os lados. Ele vai parar no hospital e Scott e Theo tentam socorrê-lo e não conseguem, porque os DD's estão "em uma frequência que ninguém imagina." Ai temos a maior ceninha da história da série. Theo conta uma história macabra sobre a morte Donovan com direito a chave de fenda que Stilles usou para se defender e deixa Scott sem reação. Parabéns a produção que nesse momento nos colocou flashblack lembrando em que momento Stilles perde a ferramenta. E também os flashs quando o xerife está para descobrir tudo. E se a cena com o Scott foi horrível qual não foi a nossa surpresa ao ver o Theo contar para o xerife exatamente o que aconteceu com o Stiles, só que se colocando como herói? Falsiane é pouco, esse é totalmente louco. E conseguiu o que queria...

Além de Beth e Corey, há mais uma falha: Hayden. Ela e Liam estão super bem e pensando em fugir, mas os doutores aparecem. Scott chega para salvá-los e Theo também, mas eles são mais rápidos e aplicam aquela injeção na garota. E ao contrário das outras quimeras não morre na hora. Liam pede para Scott a transformar mas terminamos o episódio com o alfa se negando. Muita gente se chocou, inclusive eu, mas parando para pensar e deixando o shipper #Layden de lado, e se ao mordê-la a garota se tornar o experimento "perfeito"? o que os DD's fariam:? teriam controle sobre ela?

layden

E chegamos ao momento mais doloroso do episódio e talvez até da série (tirando a morte de Allison). Scott confronta Stilles e na minha opinião o que acontece é um mal entendido. Uma falha de comunicação. Scott já estava com a cabeça cheia de minhocas que Theo plantou. O Stilles deveria explicar tudo o que aconteceu, mas como já estava pilhado com isso, simplesmente saiu bradando que é humano e comete erros e que queria defender o seu pai. Qualquer um na pele do Scott juntaria os fatos e ficaria confuso. Estou vendo muita gente criticar a postura do Scott, mas eu discordo. Ele já vem sofrendo com tudo que anda acontecendo. Em nenhum momento ele julga o amigo, ele não acusa, ele pergunta: "você matou o Donovan;" a resposta e explicação deveriam ter vindo do Stilles.Também não julgo o Stilles porque ele ficou muito mal desde que o fato aconteceu. A culpa de tudo é do Theo e do joguinho que ele criou.

scott mccall

Vamos aguardar as próximas emoções e viradas. A 5A termina no próximo episódio e depois só no ano que vem para descobrir mais.

Besos!

PS: Lydia e Parrish, pra quando, produção?

PS2: Stilles  até tentou consolar a Malia, mas não vejo futuro para o casal.

PS3: Só eu não entendo nada que os Dread Doctors falam?

PS4: Aguardando um final digno para o Theo.

PS5: Shippers Layden se preparem.

Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Dica da Semana: Telegram

Olá! Hoje vou falar sobre um aplicativo de mensagens instantâneas: o Telegram! Isso mesmo, não é Whatsapp nem Viber (lembram dele?). Embora não seja tão novo assim, o Telegram começou a fazer sucesso depois da compra do Whatsapp pelo Facebook.


Não vou compará-los, porém. Estou apenas apresentando um aplicativo "novo" que eu achei legal; não começando uma discussão sobre qual aplicativo é melhor e porquê. Bem, vamos à dica?

Em primeiro lugar, é importante destacar que o Telegram não se diferencia muito dos outros aplicativos de mensagem. Sua base de dados é criada a partir da lista telefônica do celular e seus emoticons são, no geral, os mesmos também. 

Então, o quê me faz recomendá-lo para vocês?

Simples: o Telegram tem alguns diferenciais bem divertidos e práticos. O que eu considero o mais importante de todos? Ele pode ser usado no computador e em várias outras plataformas também (celular, tablet, etc). E funciona no sistema iOS. Acho que a maioria de nós sabe como a Apple encrenca com muita coisa (o que não é todo ruim), mas um aplicativo que funciona num MAC e no celular e no que seja... Maravilha, né?



E fica melhor ainda com essa próxima informação: o Telegram é um aplicativo 100% grátis, que sobrevive à custa de doações. Além disso, seus criadores planejam que ele permaneça assim para sempre.

Existe também a questão da segurança. O Telegram dá bastante ênfase nesse aspecto. Por exemplo, ele permite conversas secretas e a destruição de todas as informações de um chat.

E, finalmente, os emoticons. Ou emojis, se preferir. Anteriormente, eu mencionei que esse aplicativo tinha, no geral, uma seleção semelhante a dos seus concorrentes. No entanto, o Telegram possui emojis de personagens famosos. Cada um representa uma emoção diferente! Tem a Marilyn Monroe, o Edgar Allan Poe, o Gandhi... E por aí vai. Eu gostei bastante. Acho que a maioria de vocês vão gostar também. Ou achar engraçadinho, no mínimo.

telegram stickers

Agora, não estou dizendo que o Telegram é o melhor aplicativo do mundo. Ou a resposta para todos os seus problemas. Mas parece interessante o suficiente, não? E quando o celular descarrega... É uma alternativa, né? Dá uma olhada, vale a pena.

Mais informações:
Aqui tem o site do Telegram, no qual eles falam de várias outras vantagens do app: link
No site do Globo eles fazem uma comparação: link
E no Tecmundo eles explicam um pouco mais sobre o app: link

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Review: Teen Wolf 5x08 - "Oroboros"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Oroboros", exibido no dia 10/08/2015!

scott mccall theo

E chegamos a reta final de Teen Wolf.  Apesar de respondidas algumas perguntas, outras ainda pairam no ar. No último episódio vimos Liam e Hayden serem sequestrados bem na cara de Scott e seu bando. Em "Ouroboros" temos praticamente três pontos: Kira e sua raposa descontrolada (ou não, falarei mais sobre isso a frente), o resgate de Layden e a Loba do Deserto que deu o ar da graça para o Deaton.

Para começar, vamos falar do Theo falsiane. Gente, ele é muito observador, atento e aos poucos está ganhando a confiança de todos. Scott ao ver que Liam foi sequestrado se descontrola e acredito que a situação com a Kira e sua espada cravada na quimera só piorou os feelings do alfa. Ele fica tão nervoso, que ao invés de perguntar ao Corey se ele lembrava de algo, simplesmente usou o poder de alfa para invadir as memórias do garoto. Ponto para o Theo que descobriu que um alfa pode fazer isso e de quebra não levantou suspeitas depois que todos saíram, ao perguntar para o Corey se ele lembrava de mais algum detalhe e enquanto Malia, Mason (corajosíssimo) e Scott ficavam no labirinto de canos perdidinhos, o falsiane resgata Liam e Hayden, com direito a se machucar e tudo. Vi muitas pessoas comentando que o Scott sentiu mais descontrole ainda ao ver todos abraçando o "herói" Theo, mas no fundo o que eu acho mesmo é que ele está apavorado com essas lembranças dos Dread Doctors e está sacando qual é a do Theo. Porque, lembre-se, mesmo como Beeserker ele descobriu que o Peter é que desejava matá-lo. Acredito que o Scott ainda vai sofrer bastante, principalmente com o lance da Kira e do Stiles, mas que no final, vai surpreender como sempre faz.

kira yukimura

Falando em Stiles, ele não foi em busca de #Layden porque foi pedir para o seu pai não ficar de olho no corpo da quimera morta supostamente por Kira, já que seu jeep voou pelos ares no episódio passado. O que ele não esperava é que a policial Clark desse para o xerife os nomes de dois cartões que acessaram a biblioteca no dia do "trote". Mesmo desconversando, Stiles anda muito pressionado e o xerife não é burro. Logo, veremos o desabafo do garoto em breve. E se esperamos por um julgamento do Scott em relação a morte do Donavan, imagine o xerife que agora quer seguir conforme a lei, acionando sua patrulha assim que a Melissa mostra o corpo da quimera?

A polícia está praticamente em peso no necrotério e a maior ironia de todas é que o Parrish é que está tomando conta do corpo. Ele usa seus poderes, porque uma fumaça cobre o corredor e leva o corpo. Sorte que deixa o seu nome, e Lydia e Stiles descobrem. Falta pouco para o mistério sobre o que ele é ser revelado. Como não há corpo, o pai de Kira que assumiu a culpa pela filha foi inocentado. Kira, aliás, com uma dica da mãe, consegue ler o livro de traz para frente e vê que lá no primeiro episódio, quando estava na rodovia 115, os DDs fizeram algo com ela. Eu tenho quase certeza de que a raposa está descontrolada não como eles estão pensando. Na verdade, acho que a Kira é a chave para salvá-los e que ela vai voltar com respostas.

layden

No mais, tivemos um daqueles episódios tensos que Teen Wolf sabe nos proporcionar quando na abertura e no fechamento, somos apresentados a Loba do Deserto finalmente. Ela revela que se souber que a filha está viva, a matará. Pobre Malia! Faltam apenas dois episódios para o fim da 5A e muitas coisas ainda vão acontecer. Em tempo: Ouroboros é um símbolo representado por uma serpente, ou um dragão, que morde a própria cauda formado um círculo e, por isso, simboliza o ciclo da vida, a eternidade, a mudança, o tempo, a evolução, a fecundação, o nascimento, a morte, a ressurreição, a criação, a destruição e a renovação. Tudo a ver com os Dread Doctors né? E vocês, quais foram suas impressões sobre o episódio?

Besos!!

PS: Scott coitado, tem sorte no amor não. Uma morre e a outra vai embora...

PS2: Rolou Layden! Eles são fofíssimos juntos. Mas ela é um experimento e eles inseriram alguma coisa nele...o que será? espero que não morram :\

PS3: Malia e Stilles zero preocupação um com o outro né? acabando aos poucos.

PS4: O que Deaton descobriu antes da Loba do Deserto o encontrar?

PS5: Pegação Parrish e Lydia sai para quando, produção?

Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

domingo, 9 de agosto de 2015

Spoilers da 3ª temporada de Agents of SHIELD

Ainda falta um pouco para AoS voltar, mas enquanto isso os atores falaram em entrevistas sobre assuntos importantes que devem acontecer como a transformação de Skye e o destino de Simmons. Afinal muita coisa aconteceu no final da temporada.

aos cast

Então, resolvemos traduzir um pouco dos spoilers que foram ditos na festa do canal ABC que fazia parte do 'tour de imprensa' que rolou.

1. Haverá um grande pulo no tempo


Bom, como já havia saído esse spoiler, o começo da 3ª temporada vai começar um bom tempo depois do final da 2ª. Tanto tempo que o time de Coulson terá que se acostumar com a Simmons sumida, por enquanto. "É um grande pulo na cronologia. Eu sinto como se todo muito tivesse aceitado o fato do seu jeito, menos Fitz," Chole Bennet (Skye) explicou durante uma entrevista.

Elizabeth Henstridge (Simmons) comentou também: "É a missão de Fitz trazer Jemma de volta. É uma missão solitária. O que aconteceu foi tão 'bizarro' e não há qualquer rastro dela, o que se há de fazer? Ela desapareceu para dentro de uma pedra que às vezes fica líquida, mas não sabemos porque ou quando. Eu acho que toda a equipe tentou, mas nada funcionou, então você tem que aceitar, "Ela se foi, nós temos que seguir em frente." Mas Fitz se recusa a fazer isso. Eu não culpo eles, mas estou meio irritada. [risos]"

2. Daisy/Skye e Mack são a nova dupla dinâmica


Bennet irá trabalhar com o personagem de Henry Simmons, Mack, muito mais ao passo que eles se tornam parceiros enquanto vão à procura de outros Inumanos. "Nós estamos muito mais confortáveis perto um do outro. É como Mulder e Scully [de Arquivo X], é muito legal," ela diz.

Henstridge adiciona, "Mack sempre foi um pouco cético, então tê-lo como parceiro de Daisy é muito interessante. Até porque Daisy é tão animada, intensa e sempre tenta. Então a dinâmica dos dois é divertida. Eles têm cenas bem divertidas juntos. Eles brincam um com o outro muito bem."

3. O destino de Simmons foi uma surpresa para o elenco


jemma simmons

Henstridge e Bennet já sabem o que acotnece com Jemma e nenhuma das duas esperavam que a série seguisse essa direção. "É tão maior do que eu poderia imaginar. O que é, eu já pensei sobre isso e me pergunto 'Como eles iriam fazer isso? Como eles vão filmar isso?' Eu simplesmente descartei tudo da realidade dessa ideia," Henstridge explica. "É muito legal. É muito legal."

"Eu não adivinhei," Bennet falou. "Eu fiquei 'Ok, oh, nós vamos por aí. Está acontecendo agora. Vai ser bom."

4. Não vai demorar muito para descobrirmos onde ela está


Henstridge estava filmando um episódio antes da festa da ABC, mas ela não disse se ela aparece na premiere ou no segundo episódio.

"Nós já estamos no segundo episódio, mas vão descobrir," ela disse cuidadosamente. "Não é algo que vai ficar pelo ar por muito tempo. Eu acho que as repercussões disso tudo será uma grande parte da temporada, e será algo mais lento que está se aproximando da equipe, assim como os Inumanos, Daisy e Mack."

5. Lash aparecerá na temporada


Bennet brincou que tinha fotos do novo vilão, Lash, no celular dela, mas a Marvel fez ela manter segredo quanto ao personagem. "Lash vai fazer sua marca na temporada," ela disse.  "Ele é muito bonito."

"Ele vai movimentar um pouco as coisas," Henstridge diz. "Será um grande espetáculo. Estamos honrados em termos ele na série. Isso é enorme. Eu não posso nem explicar o quão maluco tudo vai ficar."

6. O segundo episódio vai ser importante


aos cast

"O 3x02 será um dos maiores episódios que já fizemos com certeza," Bennet disse. "Essa temporada vai ser eletrizante porque teremos muita ação, muito CGI e muito do que faz 'Shield' ser tão grande, mas ao mesmo tempo a dinâmica entre os personagens foi alterada."

Será esse o episódio em que descobrimos o destino louco da Jemma?

7. A 3ª temporada não será tanto sobre a Hydra


Sem o Brett Dalton (Grant Ward) na festa da ABC para contar sobre a história de Ward e Hydra, o resto do elenco fez seu melhor em nos dar pistas sobre esse plot. Clark Gregg (Coulson) chamou a 3ª temporada de "um jogo com bola muito diferente" e disse que "será bem menos sobre a Hydra."

Henstridge complementa: "A Hydra está diferente agora. A organização foi completamente desfeita, e Ward terá sua forma de contruí-la. Ele tem grandes dívidas que quer acertar e nada a perder, então ele será um personagem bem perigoso." Com isso dito, ela não acha que ele está estressado por estar separado do resto do elenco. "Acho que Brett está se divertindo lá fora, e ele vai voltar mais cedo ou mais tarde, tenho certeza," ela conclui.

8. Daisy está de guarda-roupa (e cabelo) novo


chloe bennet

Quando perguntaram como os fãs vão reagir à transição de Skye para Daisy à tempo entre as temporadas, Bennet disse que ela acha que "o novo cabelo e as novas roupas" vão ganhar o coração das pessoas. Pois é, Bennet ainda disse que o novo figurino será tem uma pontinha da roupa dos quadrinhos.

"É uma roupa bem legal e espero que os fãs da Daisy Johnson e Quake fiquem felizes com ela, porque tentamos fazer uma mistura entre a versão da TV com a versão dos quadrinhos."

9. Veremos um novo lado de Lincoln


Luke Mitchell (Lincoln) prometeu que o Lincoln que veremos estará bem diferente da segunda temporada quando o encontrarem de novo. "Eu sinto como se o Lincoln ao qual fomos introduzidos era um lado dele, e o Lincoln que vamos ver é outro lado dele que não é necessariamente uma mentira ou a verdade nem nada disso, mas nós botamos diferentes caras para diferentes ambientes e etc," ele diz.

"Acho que o ambiente em que Lincoln vivia estava 'sob feitiço' dos Inumanos mais velhos. Ele fez sua parte da hierarquia e acreditava na causa, que logo foi descoberta ser algo ruim. Então na terceira temporada será algo como ele está lidando com tudo que aconteceu. Por isso já havia dito que ele precisa descobrir onde ele pertence, quem ele é e em que acredita."

Mesmo que Lincoln ainda esteja se encontrando, isso não significa que será uma história solitária. "Acho que ele terá sua própria jornada, mas se ele não interagisse com ninguém, ele estaria em uma série diferente," Mitchell disse rindo. "Lincoln vai estar 'conversando' com as outras pessoas, mas se ele será legal ou não, isso vocês descobriram quando assistirem."

10. O relacionamento entre Coulson e Daisy/Skye será mais de igual para igual


De acordo com Bennet. "Eles estarão mais no nível 'colegas de trabalho' esse ano," ela explica. "Será muito mais uma relação de esforço colaborativo, e acho que ele realmente confia no trabalho dele em treinar seu prodígio. Eles trabalham lado a lado, e vocês verão muito mais de Coulson na ação e menos na versão terno e gravata."

Gregg não vê a mudança assim. "Ele definitivamente está dando mais responsabilidades para ela," ele diz. "Ela merece, além de ter uma perspectiva única de como é ser Inumana. Mas se ela acha que eles são 'colegas de trabalho', ela precisa ficar de castigo," ele ainda brinca.

skye

É, muitas perguntas e teorias na cabeça, mas respirem fundo, dia 29 de Setembro está logo aí!

Fonte

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Review: Teen Wolf 5x07 - "Strange Frenemies"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios "Strange Frenemies", exibido no dia 03/08/2015!

liam, scott, stiles

Por um lado, o episódio de Teen Wolf teve algumas peças do quebra-cabeças se juntando. Mas, por outro lado, ele nos deixou com muitas perguntas também. Vemos finalmente uma das visões da Lydia da season premiere - Stiles inconsciente no seu Jeep capotado -, mas a boa notícia é que ele não está morto! Isso é tudo que sabemos. Ok, isso e que esse episódio foi o mais sangrento que a série já teve. Em geral, é legal quando a série fica mais dark, mas se eu nunca mais ter que ver aquela cena do beijo entre a "Lydia" e o Parrish, fico feliz.

O episódio começa de onde paramos: no momento em que Theo ameaça contar o segredo de Stiles se ele contar que Theo matou uma quimera para Scott. Para resolver o empasse, a solução é levar a quimera morta para a clínica veterinária e falar que foi um dos Dread Doctors que a matou.

Assim resolvem usar a quimera como isca. Afinal, se alguém está roubando os corpos, vai encontrar o corpo de alguma forma, não é? Com isso em mente, Theo concorda em vigiar o corpo e esperar que alguém apareça. E Stiles, desconfiado - e com razão -, resolve ficar também.

Se a primeiro momento achei que Theo estava ali para facilitar os roubos, percebemos que ele também não sabe quem está levando os corpos. (Eu achava que eram os Dread Doctors manipulando o Parrish, mas não sei mais). Vemos ai que a confiança que os doutores tem em Theo não é tão grande e ele não é tão poderoso no esquema quanto parece. 

Bom, Stiles e Theo acabam conversando e até que Theo tenta fazer amizade, mas Stiles se mantém firme. Já vi pessoas reclamando que Stiles não deveria ficar tão abatido com a morte de Donovan quando já perdoou gente que fez coisas piores, mas acho que é diferente quando você mesmo faz algo desse tipo. Dito isso, fico irritada por Stiles não contar nada para o Scott. Argh, por favor, você estava se protegendo e o Scott é seu melhor amigo, como ele poderia não te perdoar? O pior é que agora que já passou, só vai dificultando a situação.

stiles stilinski

Mas Josh não é a quimera mais importante do momento, afinal Liam descobriu que Hayden também é uma. Apesar do soco na cara de Liam quando recebe a notícia que lobisomens e etc existem, Hayden percebe a verdade. Não demora muito para ela mesma se transformar em um lobisomem. Depois dessa cena, fiquei me perguntando porque a Hayden era diferente dos outros. Quer dizer, ela quase não mostrava sinais de que era uma quimera até Liam perceber, enquanto o resto logo ficou meio descontrolado. Será que ela é um experimento que finalmente deu certo? Ou sou só eu achando diferenças onde não existem? Se bem que o Corey (um garoto que Mason descobre que é outra quimera) está praticamente normal também (pelo que parece).

Bom, os Dread Doctors vão atrás de Hayden, então, adicionamos mais um plano para o sábado à noite do pessoal. Scott descobre que o lugar mais seguro para ela é a escola e por isso a gangue toda (menos Stiles e Theo, que estão vigiando o corpo) cria armadilhas e tenta proteger Hayden. O plano não dá nem um pouco certo e todos acabam ensanguentados em suas próprias ilusões. Com um susto atrás do outro, começamos a perceber que todos estão alucinando. Não só isso, como o propósito do plano vai por água abaixo já que Liam e Hayden acabam capturados pelos doutores.

Enquanto isso, Kira está no próprio dilema: depois de uma estranha luta com a mãe, ela descobre que a raposa dentro dela não é muito amigável e quase mata a mãe de Kira. Como Scott mesmo disse, confiar em Kira está ficando difícil. Mas pelo menos agora sabemos que o problema não é realmente ela. Tomara que seja essa uma oportunidade de descobrirmos mais sobre os poderes dela. Infelizmente, não é nesse episódio que resolvemos a dupla identidade de Kira, já que surge um corpo morto pela raposa no final. Poor, Kira.

kira yukimura

Como podem ter percebido tentei resumir bastante os fatos para irmos à algumas teorias e perguntas levantadas pela EW na recapitulação do episódio.

- Quando os Dread Doctors estavam andando na rua, um deles pareceu ser uma mulher, não?
- O que os os Doctors estavam embutindo em Liam? E, se você me perguntar, parecia que eles iam dar um rabo para Hayden, Ou pelo menos, esse é o chute.
- O que 115 significa?
- Qual foi da carta de baralho da Lydia que desperta Parrish à roubar os corpos? Quem está "comandando" ele?
- Será que a Desert Wolf está envolvida nisso tudo?
- Baseado na parte de trás de um dos Dread Doctors, ele parece ser muito muito velho. Você pensaria que eles experimentariam com implantes de cabelo, né?
- O que é o Corey?
- O Jeep vai ficar bem?

Algumas partes foram retiradas do recap da revista EW

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Dica da Semana: Trilogia O Século

Oi! Tá na hora de outra dica! Dessa vez, vou falar de uma trilogia da qual gostei muito. Eu e mais um montão de gente, para ser honesta, pois fez um baita sucesso. 


A Trilogia "O Século" - como é chamada - consiste numa história geracional que se desenrola durante o século XX. Já no primeiro livro, Queda de Gigantes, conhecemos as cinco famílias que acompanharemos. Uma galesa; uma inglesa; uma russa; uma americana; uma alemã. Elas tem seus destinos irrevogavelmente conectados e entrelaçados ao longo da trama.

Aqui está a sinopse do primeiro livro:

"Cinco famílias, cinco países e cinco destinos marcados por um período dramático da história. Queda de gigantes, o primeiro volume da trilogia 'O Século', do consagrado Ken Follett, começa no despertar do século XX, quando ventos de mudança ameaçam o frágil equilíbrio de forças existente – as potências da Europa estão prestes a entrar em guerra, os trabalhadores não aguentam mais ser explorados pela aristocracia e as mulheres clamam por seus direitos. De maneira brilhante, Follett constrói sua trama entrelaçando as vidas de personagens fictícios e reais, como o rei Jorge V, o Kaiser Guilherme, o presidente Woodrow Wilson, o parlamentar Winston Churchill e os revolucionários Lênin e Trótski. O resultado é uma envolvente lição de história, contada da perspectiva das pessoas comuns, que lutaram nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, ajudaram a fazer a Revolução Russa e tornaram real o sonho do sufrágio feminino." 

Antes de falar dos personagens, que são muitos e por isso não vou me aprofundar tanto neles, quero falar um pouquinho dos livros no geral. 

São três, em primeiro lugar. Óbvio, né? É uma trilogia. 


Cada um deles narra um período histórico mais ou menos específico. Não é difícil adivinhar quais esses ditos períodos são. Queda de Gigantes engloba a Primeira Guerra Mundial; O Inverno do Mundo, a Segunda; e Eternidade por um Fio trata da Guerra Fria. O último, com mais ou menos mil páginas, é o maior. Honestamente, também é o mais cansativo. Acho que estava lá pela 806ª página e pensando que jamais ia acabar. A realidade é que os personagens não ajudam, e nem o desenvolvimento da história. Talvez seja devido à um punhado de motivos, mas vou resumir minha opinião à isso:

Os personagens não são bem desenvolvidos e muitas vezes você se questiona onde diabos eles estavam com a cabeça. Mais de uma vez tive vontade de sacudir um deles. Além disso, eu tive a sensação de que tiveram muitas cenas de sexo desnecessárias, gravidez demais e que os personagens foram divididos entre "bons e maus"; o que não acontece no primeiro livro e nem mesmo no segundo, embora já tenhamos indícios disso.

O primeiro, menor mas ainda assim detentor de incríveis 900 páginas,  tem uma leitura mais dinâmica. Li em 2 ou 3 dias. Mas isso é porque quando comecei não consegui mais largar. Além disso, não tenho vergonha nenhuma em admitir que os melhores personagens, para mim, são os da "primeira geração". Eles são os mais bem desenvolvidos e aprofundados, isso para não dizer que não existe "branco e preto" com eles, nem temos vilões e mocinhos como normalmente acontece. Diga-se de passagem, sou fã de carteirinha da Ethel. Comemorei sempre que ela aprecia nos outros livros também. 

Bem, nesse livro, somos espectadores da Primeira Guerra. Mas isso não quer dizer que só se trata da guerra. Ao contrário, também somos testemunhas de vários outros eventos: a luta pelos direitos das mulheres, a revolução russa, etc. O mesmo ocorre no segundo livro, embora esse seja realmente mais focado na Segunda Guerra. O terceiro livro, por sua vez, fala sobre tudo um pouco: movimento negro nos EUA; Sexo, Drogas e Rock n' Roll (não, não estou inventando) e do Muro de Berlim, por exemplo. Acho que, sem querer, o último livro deixa algumas coisas de fora - mas é que acontece muita coisa no final do século! Então, nem me deixo incomodar muito com isso.

Bem, sem querer, acho que acabei falando dos personagens, huh? Bem, fazer o quê, as vezes é inevitável. Nesse caso, foi.

É bem difícil falar dessa trilogia porque tem acontece bastante coisa nos livros, como eu imagino que vocês tenham percebido. Mas, também, falar sobre um século inteiro não é fácil. A única coisa que posso assegurar é que:

1) É uma história sensacional, e tem personagens fantásticos.
2) São muitas e muitas páginas. Prepare-se!
3) Você vai sentir raiva às vezes - é normal. 
4) Você vai se sentir orgulhoso pra caramba quando perceber que consegue ler quase três mil páginas.
5) Chances gigantescas que você vai gostar.

Ah! Quanto ao autor, Ken Follett, ele tem muitos outros livros aos quais estou ansiosa para ler. Vários parecem ter algum pano de fundo histórico, o que acho bem interessante. É um pouco como o Bernard Cornwell (outro excelente escritor). Quanto ao estilo de escrita, é relativamente simples. Nada elaborado demais ou coisa do tipo, de modo que, no geral, a leitura flui rapidamente.

Então, dê uma chance, ok?

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

 
UA-48753576-1