Image Slider

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Review: Teen Wolf 5x18 - "The Maid of Gévaudan"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Maid of Gévaudan", exibido no dia 23/02/2016!

Mais uma vez ao acabar de assistir a um episódio de Teen Wolf vim correndo fazer a review. Socorro, produção! O que aconteceu diante de nossos olhos? Como vimos semana passada, a Besta chegou quebrando tudo no jogo. Achamos que veríamos horror e sangue, mas tivemos poucos minutos do tempo presente (não que horror e sangue faltaram, nunca faltam.) Isso tudo porque ela, a queridinha Crystal Reed e eterna Allison Argent, voltou fazendo uma aparição como Marie Jeanne Valet a primeira caçadora Argent e a mulher que conseguiu derrotar a Besta de Géuvandan no passado. Foi emocionante, não dá para negar.

teen wolf crystal reed

Posso falar? Eu gostei de TUDO no episódio. A forma como a mitologia da besta envolveu, mais uma vez, os Argent nos mostrando o início de tudo e a formação da família me fez cair de amores por Jeff Davis. Sebastian, irmão de Marie, estava na guerra e ao beber chuva na pegada de um lobo (sério que era tão fácil assim? Dread Doctors precisam de aulas...) se transformou na criatura. Ele tinha como protetor o Marcel, que quase se sacrificou pelo amigo. Se não fosse pela inteligência de Marie. 

Com a ajuda de Henry, a bela descobre sobre visco e tramazeira e depois de 3 anos caçando-o, finalmente o mata com uma lança. Lembro do Theo contando que foram mais de 500 vítimas da Besta e nesse episódio assistimos algumas delas e todo o horror que ela causou. No tempo presente, Hayden tira um pouco da dor de Liam, Malia procura desesperadamente por Stilles e não vemos sinal de Kira, do treinador e nem do Theo. Continuo sem entender porque o Theo sumiu. Vimos que ele conseguiu aquele capacete e de repente, durante os acontecimentos de Lacrosse ele estivesse ocupado com isso. Ou simplesmente foi furo do roteiro.

teen wolf 5x18 crystal reed
teen wolf 5x18 crystal reed


Tivemos o Scott na sua melhor forma "alfa genuíno", salvando os figurantes da série e matando a gente de orgulho. Ele não queria "se matar", estava querendo sentir o cheiro do ursinho (tá, parei.). Ao final, vemos que ele rastreou o tênis de Mason (sério, meu filho, vamos querer lavar os calçados) porém Corey chega super fofo e preocupado e com seu poder camufla o Mason para fugirem. Achei a conclusão muito rápida. O tênis pode não ser do menino ou aconteceu alguma armação. Parte de mim quer acreditar nisso porque simpatizamos com o Mason desde sempre, e vê-lo lutando pela vida e pior, o Liam sofrendo pelo amigo vai ser de partir o coração, assim como vimos com Scott e Stilles na terceira temporada. Foi bem especulado que ele seria a besta e de fato tinha que ser alguém conhecido. No mais, Crystal deu vida impecavelmente a Marie Jeanne, não lembrou a Allison, mas sim alguém que ela poderia ter sido. Gostei bastante!

O jeito é esperar mais uma semana (eternidade!!!) e ver como tudo vai se desenrolar.

teen wolf 5x18

Besos!

PS¹: Scott é daquele tipo de herói que só mostra a que veio depois de apanhar muito. Se a galera da biblioteca o viu eu não sei, mas concordo com Gerard os olhos vermelhos ficam bem nele. A única coisa que me preocupa é que na cena que ele vai atrás do tênis geralmente é o Stilles que está junto, será que a mala do deserto pegou nosso baby?

PS²: A Besta entrou e saiu e ninguém fugiu, foi para casa, chamar a polícia? Só Braeden mesmo com suas armas poderosíssimas.

PS³: Lydia sambando em Gerard: ela não é a Allison e todos precisam do Parrish, muito maravilhosa.

teen wolf 5x18 lydia


Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

Review: Teen Wolf 5x17 - "A Credible Threat"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "A Credible Threat", exibido no dia 16/02/2016!

teen wolf 5x17

Manda Lacrosse que a gente gosta! E o que dizer de mais um episódio mágico que fez com que 40 minutos pasassem voando? A trama da Besta de Gévaundan vem fechando as pontas até a descoberta, que provavelmente só ocorrerá na season finale. Pois bem, toda vez que algo muito ruim vai acontecer nessa série, tem o jogo de Lacrosse no meio. Dessa vez não foi diferente, mas arrastaram um pouco os acontecimentos. Só semana que vem teremos o estrago desse game.

Mason descobriu que, assim como os Dread Doctors, a Besta precisava de frequência para se transformar fora da lua cheia. Não demorou para ele constatar que tal frequência aconteceria através da transmissão televisa do jogo beneficente e com isso, a vida de muitas pessoas estaria em perigo. Scott reúne o bando então, para montarem aqueles planos que sempre dão errado (e por isso eles sempre tem o "B"). Era simples: precisavam que cancelassem o jogo, foram atrás do técnico mais amado de todos para essa missão. Eu confesso que não lembro da última aparição do coach e não fazia ideia de que ele estava na rehab, mas gostei muito da forma que o trouxeram de volta. A quinta temporada estava conseguindo ser mais sombria que a quarta, e ter os momentos cômicos que o técnico ou Stilles oferecem torna tudo mais prazeroso. 

teen wolf 5x17

Pois bem, era óbvio que após voltar ele não abriria mão do jogo. O bando então, tem que lidar com a situação da forma deles. Scott, Liam, Stilles (como ele ainda é titular? haha) Kira e aquele beta que não lembro o nome, ficaram encarregados de atrasar o jogo, Malia de cortar os fios e Mason e Corey de procurar um calçado 42 ensanguentado (porque claro, o adolescente quimera não lava o tênis, né...). Tudo dá errado porque primeiro, dona Kitsune resolve incendiar dentro da Kira e até dá umas no Scott (eu ri) segundo, a mala do deserto (ou seria loba?) afronta a filhinha (o que foi "bitch" que Malia soltou? #amo) e claro, a besta aparece.

Enquanto isso, Lydia estava com os Argents para descobrir o lado Cão do Parrish que veio com uma conversa de que ele morreu, de que está apenas o corpo. O que eu entendi disso: O Cão do Inferno está "comandando" o body gostosão do policial. Acredito que ele não está morto desde que "ativou" seu lado sobrenatural, porque heeeelloooo, isso aconteceu antes de chegar em Beacon Hills e de conhecer a banshee mais linda de todas. Se isso for verdade nenhum de nós de fato conheceu o Jordan Parrish. É aquela velha luta de controle sobre o corpo. Tendo o seu objetivo alcançado, o Cão não precisa do corpo e Parrish morre, me corrijam se estiver errada.

No geral, "A Credible Threat" foi um episódio que mexeu com o coração dos fãs porque o jogo nos dá uma nostalgia que remete ao começo da série. Os shippers como sempre tiveram suas cenas garantidas e o principal: a história está andando. Mas, assim como na semana passada, ainda não temos o desfecho do ep. Quando a besta aparece, Liam ataca e logo depois temos um corte, não dá para saber se ele morreu, se todo mundo no campo morreu ou quantas pessoas a besta machucou. O jeito é esperar para um novo fechamento e o melhor: um flashback. Crystal Reed estará de volta! Alguém ansioso?
teen wolf 5x17
Besos!

P.S1: Melissa sempre maravilhosa com suas frases de efeito. Não duvido que ela descubra quem é a besta.

PS2: Um episódio como esse, e Theo não dá as caras? Achei ofensivo.

PS3: Selena Gomez vulgo Hayden escolheu o lado dela, porque o Scott diz "a gente morre, se ferra, mas salva!"

PS4: Deucalion ainda está preso lá na salinha patrocinada pelos DD'S?
PS5: Depois do momento fofura entre Mason e Corey (qual o nome do ship?) o Corey levanta a suspeita contra o boy. Será que o Mason é a besta e nem sabe disso coitado?

PS6: Alguém mais gritou quando viu Lydia toda linda fora da Eichen? Parecia tão distante!


Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Spoiler Zone: Once Upon a Time, The Flash, Agent Carter e Supergirl

Quer saber o que a revista EW conseguiu de novidades para a gente? Se liga!

supergirl once upon a time agent carter

Once Upon a Time 

Fã: Algum spoiler de Once?
EW: A missão para salvar Hook do Mundo Inferior vai ser rapidamente expandida para Emma e a gangue se reencontrando com amigos e inimigos. [Por falar nisso, apesar de ter sido completo segredo, saíram notícias de que o Neal vai aparecer também! Isso com certeza não podia faltar e vai ser bem significante para a Emma e o Rumple!] "A segunda metade da temporada vai ser vem parecida com a primeira temporada em que vamos ver Storybrooke como um lugar para pessoas com assuntos inacabados, o produtor executivo Edward Kitsis disse. "Nós acabamos imaginando se não podemos os ajudarem a encontrar um final feliz mesmo depois da morte."

> Já tivemos as primeiras imagens divulgadas e mais spoilers do episódio. Chega logo dia 6!

The Flash

Fã: Por que The Flash só voltará dia 22 de Março?? Parece que acabamos de voltar do hiatus de natal!
EW: Sim, mas apenas te deixa com mais tempo para entender o que está acontecendo com essa revelação de Zoom do último episódio. Temos muitas teorias, mas muitas respostas estão à caminho. Enquanto isso, Barry não vai aguentar a notícias de que Zoom é Hunter Zolomon muito bem. "É traição e desapontamento nele mesmo," Grant Gustin fala. "Porque ele já passou por algo parecido antes e não consegue acreditar que ele passou por isso de novo."

Agent Carter

Fã: O que você pode nos falar sobre o episódio final da temporada de Agent Carter?
EW: Com o objetivo de impedir Whitney Frost, Peggy e Co. vão precisar de um soco daqueles para derrotá-la, botando em risco a vida de todos. Acredite em mim quando eu digo que nem todo mundo vai sair desse ileso finale

Supergirl

Fã: A Kara vai descobrir que a Alex foi quem matou a Astra?
EW: Quando ela descobrir eventualmente, isso com certeza vai testar o relacionamento delas. "Acaba se resolvendo," Melissa Benoist conta. "É bem desafiador que Astra tenha morrido, independente de que a tenha matado, porque Kara tem pouca família restante - e Kriptonianos em geral - que isso algo impactante para ela. O simples fato de que Astra morreu em si, mas descobrir que foi sua irmã que a matou, isso é bem importante."


Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Novas imagens da season premiere de Agents of SHIELD divulgadas

O episódio 3x11 "Bouncing Back" trará a série de volta ao ar no dia 8 de Março. É, falta pouco para Agents of SHIELD voltar. 

agents of shield 3x11

Com a sinopse já divulgada, sabemos um pouco do que vai acontecer. Agora que já consegue  mais manter em segredo do público a existência dos Inumanos, Daisy e Mack lutam para encontrar mais pessoas com poderes e montar o sonhado Secret Warriors/Guerreiros Secretos, que tem a missão de treinar e proteger Inumanos. No entanto, a presença dos Inumanos prova ser um assunto polarizadora, e o time da Shield vai ter que saber lidar com a opinião pública e defender-se de grupos mais extremistas.

A divisão entre aqueles que querem proteger os Inumanos e aqueles que querem destruí-los vai aumentando, além da Hydra, agora mais forte por causa do Ward Inumano, vai ganhar espaço novamente. No entanto, Ward já não é o mesmo inimigo que tinham e o time vai enfrentar algo diferente, cujas motivações, planos e forças são desconhecidas.  Incertos do que estão enfrentando, a pressão em cima da Shield e do recém-formado Secret Warriors está maior que nunca, tornando alguns membros do time mais próximos e outros mais distantes. Será que a Shield vai conseguir parar esses Inumanos poderosos de pisar na Terra?

Confira!

agents of shield 3x11

agents of shield 3x11

agents of shield 3x11

agents of shield 3x11

agents of shield 3x11

agents of shield 3x11

agents of shield 3x11


Se quiser ver mais imagens, clique aqui.

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

Review: Agent Carter 2x08/09 - "The Edge of Mystery"/ "A Little Song and Dance"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios ""The Edge of Mystery" e "A Little Song and Dance", exibidos no dia 23/02/2016!

agent carter 2x09

Há um ano atrás, enquanto Jarvis começava sua parceria com Peggy, Ana conhecia o nome da agente e suas aventuras. Jarvis promete uma coisa: Carter nunca interferirá na vida dos dois. Bom, o presente mostra algo bem diferente.

Depois de muita tortura e espera, Ana finalmente acorda do coma e todos ficam mais aliviados, principalmente Jarvis. Infelizmente, é nessas condições que finalmente conseguimos um pouco mais de desenvolvimento do Jarvis como personagem e entramos em sua vida pessoal. Apesar de ter sobrevivido, Ana não poderá mais ter filhos e Edwin simplesmente não consegue dar a notícia. 

A verdade é que é tamanho frustração e vingança que Jarvis passa a culpar Whitney e Peggy, quando no fundo acredito que se culpe também. Ele tem raiva de Frost, com razão, e faz questão de acompanhar Carter em suas aventuras ao invés de ficar com a esposa no hospital. Ele chega ao ponto de mandar a Rose fazer companhia para a Ana e lhe dá seu testamento. A confusão de emoções é grande e o que nos leva a muitos desvios dos planos, chegando a primeira briga de Edwin e Peggy, mas vamos começar do começo. 

Enquanto vemos Whitney Frost tentar convencer Jason a entregar suas descobertas sobre a Matéria Zero e fazer uma parceria com ela, Peggy e Sousa tentam encontrar um meio de salvá-lo. Logo eles decidem fingir que vão entregar as bombas atômicas para Frost em troca do cientista. Tudo bem parece ir maravilhosamente até que, enquanto estão fugindo, Wilkes trai eles. Quem diria?

agent carter 2x09

É incrível como, foi só eu falar do Stark na minha resenha passada, que ele é mencionado e até ajuda. Quando menos esperam, Peggy e Co recebem um fax, ou algo do tipo, do Howard com instruções para construir um canhão de partículas gama, que podem eliminar a Matéria Zero. É, parece que realmente tem uma forma de curar o Jason ao invés de ficar fazendo ele absorver a Matéria, que já se provou ser temporário.

Peggy tenta falar que eles tem uma cura, mas Jason parece outra pessoa. Realmente achei bem estranho. Por mais que a Matéria Zero desestabilize um pouco a pessoa, ele parecia que, no fundo, queria recriar a bomba nuclear também. Ele não só os trai como usa o que Sousa sente por Peggy contra eles para descobrir onde as bombas estavam escondidas. Como já tínhamos visto, claramente ele percebe como os dois se olham e deve sentir um pouco de ciúmes.  

O fato é que o plano vai por água à baixo e, quando correm para o laboratório do SSR para resgatar as bombas, encontram um Jack com amnésia dos últimos minutos e descobrem que Vernon já se foi com o que precisavam. Ai, Thompson. Ele finalmente percebe o quanto está sendo usado pelo Vernon e o quanto o departamento está corrompido. No entanto, apesar da consciência readquirida, a ameaça de ele se voltar contra Peggy e Sousa sempre fica no ar. O episódio nos mostra que está difícil confiar no agente. Apesar das medidas extremas, no final, percebemos que ele está do lado da Peggy. 

Samberly consegue construir o canhão de gama rapidamente e logo os cinco estão à caminho do local onde deduzem que Whitney estará. Mais uma vez tudo vai bem até que Jarvis percebe que Frost vai conseguir fugir e sai correndo atrás dela, o que leva Peggy a seguir o amigo. Apesar de conseguirem fechar a fenda de Matéria Zero que abriu, Jarvis faz o inimaginável e atira em Whitney. Algumas vezes. Mas ela não morre. Os dois são nocauteados. 

agent carter 2x09

Normalmente não separaria os episódios assim, mas acho importante falar da cena de abertura do 2x09.

Peggy encontra seu irmão no escritório no SSR em um estilo preto e branco. Seguimos daí para um musical com nossos queridos personagens, dançando e cantando com Peggy. Sobre o que? Sobre como Peggy deveria escolher entre Sousa e Wilkes. Oportunidade perdida. A cena foi divertida e uma forma diferente da série aproveitar o clima dos anos 40, mas não vejo como a vida romântica de Carter estaria na cabeça dela nesse momento específico. Ela acabou de ser nocauteada e jogada em um furgão. Ok, talvez não tivesse melhores momentos de colocar essa semana antes, mas arranjassem. 

Um ponto positivo? Angie faz sua participação especial, depois de tanto os fãs pedirem. Além disso, ver Peggy confrontar o irmão sobre sua morte foi ótimo. Apesar de todos os perigos que enfrenta, ele a faz perceber que ela está ali por que é algo que sempre quis e não por causa dele realmente.

De volta para o mundo real, Peggy acorda e não demora para ela e Jarvis estarem andando no deserto rumo à cidade.

Essa, talvez, é a parte mais importante para nossa dupla dinâmica na temporada inteira. vemos Jarvis como nunca vimos. Totalmente transtornado e culpando Peggy por ter botado Ana em risco. Se antes ele só estava irritado, jogando ironias nela, agora ele mostra que culpa Carter por tudo isso e chega a falar que todas à volta dela morrem. Claro que ele se arrepende, mas Peggy fica ferida. No entanto, ela entende e rebate.

agent carter 2x09

Desde que escolheu essa vida como espiã, ela perdeu muitas pessoas próximas à ela - incluindo Steve -, mas ela sempre soube das consequências. Jarvis sempre viu suas aventuras com Peggy como aventuras para acabar com a monotonia, sem pensar realmente no que estava apondo em risco. Os dois tomaram essas decisões sozinhos e, apesar do sofrimento, têm que viver com elas sabendo disso - o que a alucinação com Matthew ajudou Peggy a ver.

Foi ótimo ver os dois se abrirem dessa forma. Peggy sempre foi fechada em sua própria dor e sabe como é perder pessoas por causa da profissão. Jarvis nunca percebeu o que poderia perder e foi um choque. Felizmente, ele consegue contar para Peggy sobre a infertilidade de Ana e se abre também. Ele não teve coragem e teve medo pelo futuro. 

Nesse momento, eu só queria que Peggy o abraçasse e falasse que, sim, todo esse tempo, ele foi corajoso e pode ser quanto a isso também. O importante é que, com os olhos cheios d'água - deles e meus -, eles se reconciliam. Apesar de se separarem depois para Jarvis ficar com Ana no hospital, vemos que ele deve voltar a se aventurar no episódio que vem por causa da própria Ana. Apesar de saber o quanto tudo pode ser perigoso, Ana, fofa, pressente essa parceria entre os dois e entende que Jarvis deve ajudar Peggy sempre que puder. 

agent carter 2x09

O terceiro plano do episódio é bem surpreendente, já que conta com a ajuda de ninguém mais, ninguém menos que Vernon. Jack, depois de nos fazer acreditar que traiu Sousa e Samberly, surge a ideia de usarem o canhão de gama contra Whitney e assim acabar com a ameaça. Aí, a história fica um grande vai e vem. Jack diz que vai se aliar a Frost e entregar o canhão para ela em troca de uma posição do Arena Club. Peggy e Sousa ficam para trás indignados. Quando menos esperam, Samberly sabe do plano secreto e diz que Jack transformou o canhão em uma bomba. Você pensa, ok, ele está no lado deles então! O único problema é que vai matar pessoas inocentes, ou seja Jason, no meio disso tudo. 

Mais uma vez, Sousa e Peggy tentam salvá-lo. Carter realmente acredita nas pessoas. Nossa querida agente até consegue encontrá-lo, mas Wilkes está diferente. Depois que a bomba explodiu e a fenda de Matéria Zero abriu, ele foi levado para dentro da fenda, enquanto Whitney ficou para trás. Por algum motivo - qual será? -, Jason parecia mais merecedor de obter mais poderes e pareceu ser o 'escolhido' pela Matéria. Whitney, é claro, fica completamente frustada e sequestra Jason mais uma vez para conseguir a Matéria Zero a qualquer custo. 

Jason está segurando o poder que tem dentro de si e sabe que está prestes a explodir. Por isso, quando Peggy vai atrás dele, ele logo consegue trancá-la fora do lugar e ela é obrigada a se encontrar com Jack, Sousa e Samberly novamente. Entre a briga dos quatro para decidirem se Thompson vai poder explodir a bomba ou não, Jason mesmo deixa a Matéria Zero sair com toda fúria de seu corpo.

agent carter 2x08

É, não sabemos o que aconteceu direito. Vocês têm alguma teoria? Eu só sei que, se a bomba explodiu ou não, Wilkes já fez o trabalho de criar uma explosão por conta própria.  


O melhor
Peggy super protetora chegando com tudo para cima do Vernon.
Angie!
Samberly tentando bajular o Vernon foi divertido. 
Jack finalmente do lado da Peggy!
Ana apoiando Jarvis. 
A briga da Peggy e do Jarvis, como desenvolvimento dos personagens e da amizade entre eles. 
Melhor parte do musical foi o final. Angie aponta para as plumas que Whitney, Ana e Dottie estão segurando e Jarvis sai do meu delas. 

O pior
Foi muita sorte a Peggy deduzir que as coordenadas que Jack anotou ia os levar até a Whitney, não?
Estou em cima do muro sobre o musical e o momento em que foi colocado na temporada. 

Nota 8,8

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Review: Arrow 4x15 - "Taken"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Taken", exibido no dia 24/02/16.

arrow samantha 4x15
 
O episódio pelo o qual eu menos estava esperando chegou, e foi... Bem ruim. Eu esperava sofrer com o episódio, mas tudo o que me fez fazer foi suspirar com impaciência, porque haja escrita ruim nessa série, meu deus. Tiveram alguns pontos positivos sim, poderia ter sido bem pior do que foi, mas também teve muita coisa ruim. A questão toda é que os escritores queriam chegar até um ponto específico ao final desse episódio, focaram nisso e esqueceram que o caminho para chegar até lá deveria fazer algum sentido.

Vamos começar com o William sendo sequestrado. Eis aqui uma criança de dez anos, que aparentemente é retirada de sua casa sem nenhuma explicação, e simplesmente aceita isso e fica desenhando por uns dois dias, sem estranhar nada. Me pergunto se os escritores de Arrow já conheceram alguma criança na vida deles, porque a primeira lição que todos aprendem é “não fale com estranhos”, e principalmente não saia por aí com estranhas indo para a casa deles, mesmo se eles alegarem serem amigos da sua mãe. Eu sei que isso é irrelevante para série, mas me irritou profundamente.

Darhk revela para Oliver que sequestou seu filho, bem na frente da Felicity, e diz que vai devolvê-lo se o Oliver sair da campanha. É claro que Oliver não quer desistir de ser prefeito, depois de todo o esforço e está até ganhando, então ele faz um plano para poder resgatar o William, mas mesmo assim contata o Alex para dizer que vai sair. Não sei porque estão fazendo o que o Darhk quer, quando já foi estabelecido que ele não cumpre sua palavra, o Oliver mesmo relembra disso, contando sobre como no 4x09 o Darhk disse que ia liberar Felicity, Thea e Diggle se Oliver se entragasse e chegou na hora, ele não fez nada disso. Então tá, fica no ar esse questionamento.

Grande parte do episódio é dedicada a decisão do Oliver de se tornar pai, todo mundo fica sabendo sobre William – e preciso comentar brevemente que achei maravilhoso eles darem espaço para a Laurel falar sobre seus sentimentos em relação a isso -, e resolve dar sua própria opinião. Diggle diz para Oliver que ele deveria deixar o filho perto, que é o que ele faz com a Sara e é assim que ele sabe que ela está segura, foi um ótimo conselho e sou da opinião de que todo mundo devia ouvir o Digg sempre, mesmo que nesse caso o Oliver não tivesse tido muita opção até agora.

Mas como nada pode ser feliz nessa série e eles não tem mais o que fazer com essa criança, Oliver acaba seguindo o conselho de outra pessoa. Ele chamou a Vixen para ajudá-lo com Darhk e ela já veio dando opinião mesmo sem ninguém pedir, dizendo que o mais certo era o Oliver se afastar, que foi o que os pais dela fizeram. Achei péssimo honestamente. E de novo uma criança chamada William sendo “afastado” dos pais pela própria segurança? Todos os fãs de X-Files ficaram com uma sensação de deja vu com isso.

Depois que resgatam William, nós vemos Oliver fazendo um vídeo para William ver quando tiver 18 anos, dizendo que sua vida era muito perigosa e que era melhor que ele não fizesse parte d avida do filho. Por mais que eu discorde fortemente com esse conceito, toda vez que o Stephen Amell chora, eu choro também, então foi o mais emocionante do episódio.

Se os escritores não se esqueceram da existência do William, aposto que o veremos na última temporada, em uma reunião bonitinha.

olicity taken

O que me irrita mais sobre toda essa história – que eu já disse na minha review do 4x08 – é que eu achava que tinha MUITO potencial trazer o filho do Oliver para Arrow, nós poderíamos vê-lo crescendo como personagem, se aproximando da criança e aprendendo a conciliar ser pai com ser super-herói, e o que nós recebemos foi literalmente o contrário. Eles trouxeram William com o único objetivo de separar Oliver e Felicity – e não se enganem, esse FOI o único objetivo – e aí simplesmente mandam a criança embora, sem nem nos dar direito uma cena dos dois juntos. Não foi para isso que eu pedi tanto para trazerem essa criança para a série.

Nós queríamos um enredo sobre amadurecimento do Oliver, e aí o que vem é uma história sobre mentiras. Também não entendi qual o objetivo de eles tentarem nos fazer empatizar tanto com o Oliver e a Samantha nesse episódio, dando razão para eles esconderem a verdade e todas, e depois Samantha dizendo que foi decisão dela, só para depois fazer a Felicity terminar com ele. Todos nós já sabíamos que eles iam terminar, mas foi construído de maneira tão ruinzinha... Sério, no final do episódio eu já estava perdoando o Oliver, não sei como vão fazer a Felicity não perdoá-lo por muito tempo.

Não me entendam errado, concordo absolutamente com a Felicity, acho que ela estava bem certa. Oliver devia ter contado pra ela a verdade sim e também deveria ter decidido junto com ela sobre as decisões, maaaas a) se casamento é sobre superar obestáculos juntos, você também não está fazendo isso, Felicity, porque simplesmente terminou ao invés de tentar superar; b) se a Felicity perdoou o Oliver em algumas horas depois que ele fingiu ser Al-Sahim, sequestrou a Lyla e fingiu que ia matar todos eles, isso não me parece menos desculpável. Acho justo de briga SIM, mas nada que uma conversa não resolva. Terapia de casal para Olicity já!

Além disso, toda a cena do rompimento dos dois foi BEM fraca. Se é para ter rompimento, façam direito, esse é meu OTP e eu não derramei uma lágrima sequer, só fiquei tipo “... foi isso?”. Aliás, nem deixou claro se era rompimento ou não, ela só tirou o anel e foi embora. Gente, vocês moram juntos, não vão nem decidir quem vai morar onde não, quem termina assim sem nem tentar superar.
E não vou nem comentar sobre essa cura milagrosa, me parece que os escritores não entendem como nada funciona, principalmente músculos. Como é que uma pessoa perde os movimentos da perna, fica meses sem andar, e aí do nada, ela simplesmente sai andando? Fisioterapia pra quê, né. Essa cena obviamente foi feita só proque eles acharam que seria “poético” a Felicity levantar e sair de casa, mas na verdade só ficou meio ridículo. E, pior, ficou parecendo que todo o motivo para fazerem a Felicity andar de cadeira de rodas foi para poder fazer essa cena, queria que ela tivesse continuado por pelo menos mais um tempo, não acredito que foi tão rápido e sem noção.

Mas tudo bem, o que foi feito foi feito. Só espero que saia alguma coisa boa desse enredo todo, e pelo menos nós vejamos o Oliver tentando melhorar e mostrar para a Felicity que ele confia nela sim e daria um bom marido, afinal como assim ele vai desistir dos dois sem nem lutar? E também quero dizer que o Oliver super sempre fala com a Felicity sobre suas decisões e leva a opinião dela em consideração, isso foi mostrado várias vezes ao longo das temporadas, só nesse episódio que não porque eles queriam um motivo para causar Drama.

Mal posso esperar para o 4x20 chegar e os dois voltarem logo, porque já passei por todo esse drama na terceira temporada e não quero repetição disso nem um pouco.

arrow vixen

Por mais que todos vocês saibam que eu me importo mais com Olicity e os personagens do que de fato com o enredo de Arrow, acreditem ou não aconteceram coisas bastante importantes nesse episódio em relação a isso.

Para resgatar William, Oliver pede ajude de sua amiga/conhecida Mari, aka Vixen, que é uma vigilante de Detroit que tem poderes mágicos, teve uns episódios curtinhos em desenho animado sobre ela há alguns meses, mas eles me entediaram e nunca cheguei a assistir inteiro. O que importa é que ela tem um colar mágico que possibilita que ela envoque o espírito de animais e aí ela pode lutar com mais força. Como Darhk é mágico, eles vão lá e chamam ela para lutar por eles... Por que eles não fizeram isso desde o início? E por que não chamar o Barry para ir lá rapidinho, resgatar o William e pronto? Não apliquem lógica a Arrow.

No início, de nada adianta a ajuda de Mari, já que Darhk continua sendo super poderoso e fica lá enforcando todo mundo, mas então ela se questiona sobre a origem dos poderes dele e Lance completa que já viu o Darhk recebendo poderes de algum lugar. Depois que eles descobrem isso, é só uma questão de descobrir que coisa é essa, onde está, e como destruir, Mari dá umas explicações mágicas lá que pouco importam, mas no final eles invadem o liugar onde Darhk está, Mari rouba o amuleto enquanto o resto do Team Arrow continua lutando com Darhk, e ela simplesmente envoca todo o poder dela e destroi o amuleto, acabando com o poder de Darhk. Assim!

Achei um pouco ridículo fazer uma personagem convidada conseguir derrotar o vilão principal da temporada, mas tudo bem, ainda temos mais oito episódios, então esse não é o fim do Darhk. Depois que perde os poderes, a polícia chega e ficamos sem saber sobre o que aconteceu, ele foi preso ou escapou? Mesmo que tenha sido preso, sabemos que ainda tem o resto da HIVE, eu pessoalmente espero que a Ruvé ascenda como grande vilã da temporada no lugar do marido, proque acredito que ela tenha muito potencial, olha a cara de má dela.

E também ficamos sem saber o que aconteceu com a campanha do Oliver, ele a suspendou para o Darhk poder devolver William, mas aí eles conseguiram a criança de volta e vai ficar por isso mesmo, vão deixar a cidade nas mãos da HIVE? Todo esse trabalho para nada? Espero mesmo que o Oliver volte com essa campanha, porque assim não dá.

Também tivemos um momento revelar que, na verdade, foi o Malcolm quem sequestou William, e finalmente vemos Thea ficando irritada com ele. Gente, alguém mata esse cara! Malcolm está cada vez mais mostrando o quão abusivo ele é, parem de tolerá-lo, ele já fez tudo de ruim, agora fica gritando com a Thea... Imagina só como foi a infância do Tommy! Alguém tira esse cara da série, antes que eu vá lá matá-lo eu mesma.

O Melhor:
+ Vixen é uma boa personagem
+ Darhk sem poderes
+ Cena do Oliver gravando um vídeo pro William
+ Laurel e Samantha interagindo
+ O rompimento entre Olicity poderia ter sido pior
+ Thea finalmente não aguentando mais as manipulações de Malcolm
+ Pelo menos acabou essa história da mentira. Vai com deus e não volte mais!

O Pior:
- Tantas pontas soltas!!
- Derrotaram o Darhk bem facilmente
- Oliver mandando o William embora, pra quê, jesus
- Olicity terminando por motivos idiotas e a cena sendo feita de maneira bem ridícula
- Felicity voltando a andar do nada!!
- Malcolm ainda está por ali
- Essa mentira teve tantos furos... Ainda bem que acabou
- O cabelo da Felicity ficava mudando de solto pra rabo de cavalo entre cenas seguidas e isso me deu nervoso


Nota: 6,5

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Review: The Flash 2x15 - "King Shark"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "King Shark", exibido no dia 23/02/16.

the flash 2x15

Episódio passado terminou de maneira bastante abrupta, com Zoom passando pelo portal e matando Jay. Foi tão abrupta que eu só me liguei que o Jay tinha morrido quando eles mencionaram nesse episódio, pois é. Mas também nem temos muito como reagir a isso, porque, na minha opinião, a única pessoa que realmente se importava com Jay era Caitlin, que chorou e tá lá de luto. De novo. Me parece que a única coisa que eles sabem fazer com a Caitlin é matar seus interesses românticos e fazê-la passar por um processo de luto depois, quem será a próxima vítima?

De qualquer forma, eu não podia me importar menos com o Jay, descanse em paz, sei lá, não vai fazer falta. No meio disso tudo, Harry aconselha Cisco e Barry a não contarem a ninguém sobre o que aconteceu na Terra-2 e nós temos uma passagem de tempo indefinida, em que vemos Barry se sentindo culpado e Caitlin se tornando mais fechada.

A história com a Caitlin não é muito desenvolvida, nós só a vemos ficando um pouco fria, e quem mais percebe isso é o Cisco, que está morrendo de medo de ela acabar se tornando a Killer Frost, mesmo que ela não tenha nenhum poder nesse universo. Apesar de Barry dizer para ele não se preocupar, Cisco continua convencido de que Caitlin está diferente, principalmente depois de ela ser super mal-educada com uma moça de quem eles estavam tentando obter informações. No fim, ele acaba contando para ela sobre Killer Frost e Caitlin promete que nunca vai se tornar assim, se sentindo ofendida de Cisco considerar essa uma possibilidade. Foi bom para eliminar essa possibilidade da série, Caitlin vai continuar sendo Caitlin, e a Killer Frost vai ficar só para a Terra-2 mesmo.

Barry, por outro lado, ainda carrega muita culpa sobre o aconteceu, não só com o Jay, mas com o outro Joe e tudo da Terra-2, já que agora aquele universo inteiro estaria preso ao Zoom e ele não estava fazendo nada para ajudar. Essa coisa de protagonista egocêntrico achando que tudo é culpa deles é a cara de Arrow, por isso para esse episódio trouxeram o Digg para poder conversar com o Barry, já que ele é especialista nessas conversas depois de tantos anos tentando colocar na cabeça do Oliver que nem tudo é culpa dele. O que ajuda mais no final, é contar para Joe e Iris o que realmente aconteceu na Terra-2 e ouvir que não tinha sido sua culpa.

king shark 2x15

O melhor mesmo foi ver Digg e Lyla aparecendo ali, os dois não tiveram tanto destaque quanto outros personagens – como Oliver e Felicity – normalmente têm quando visitam outras séries, mas mesmo assim amei vê-los. Sou uma grande fã da Lyla e adorei que a storyline desse episódio envolve a ARGUS, o qual ela passou a ser a nova diretora depois da morte de Waller, e está fazendo um ótimo trabalho. Se Arrow não nos deixa aproveitar a Lyla, pelo menos Flash nos deu um gostinho do que poderia ser.

A ARGUS tinha deixado aquele metahuman metade-tubarão (“King Shark”) preso em um tanque lá, mas ele se rebelou e acabou fugindo, tendo como único objetivo encontrar o Flash e matá-lo, já que ele tinha sido ordenado a fazer isso pelo Zoom e ainda não estava sabendo que todas as fronteiras tinham sido fechadas. Da última vez que esse metahuman apareceu, tinha sido só no finalzinho do episódio e eu tinha dito que achava ridículo. Mantenho minha opinião. Eu sei que em quadrinhos pode ter um vilão que é metade tubarão e isso é completamente normal, mas eu pessoalmente não acredito que isso se traduza bem pra TV, só fico olhando as cenas pensando “sério mesmo que tô vendo isso?”.

Mas sim, estamos todos vendo isso, só nos resta aceitar. O tubarão vai perseguir barry e até mesmo destroi o telhado inteiro, quero saber como é que eles vão consertar isso tão rápido, se vão deixar aberto mesmo, sendo facilmente roubado ou o quê. O pessoal fica meio confuso sobre como o tubarão encontrou o Barry, mas isso foi bem idiotice da parte deles, porque aposto que até uma pesquisa rápida da wikipedia mostraria que tubarões podem rastrear pessoas. Eu pelo menos sempre achei que eles podiam e não faço a mínima ideia de como adquiri esse conhecimento, então para mim todo mundo sabia disso.

Depois que eles jogam no google fatos sobre tubarões e descobrem isso, resolvem usar Barry como isca e boom, o tubarão vai direto para eles. Barry usa sua velocidade para andar por cima da água, transformando a energia em eletricidade, que como todos sabemos não se dá bem com água, e acaba eletrocutando o metahuman, que passa para os cuidados da Lyla e do ARGUS, esperemos que eles cuidem bem dele e não o vejamos mais nessa série, porque já deu.

Esperava que Lyla e John fossem ter uma participação maior no episódio, mas aceito o que vem, pelo menos tivemos algumas piadas sobre Diggle achando estranho a velocidade do Barry (o que eu adoro), e um comentário sobre a Felicity não atender suas ligações (provavelmente uma dica sobre o que vai acontecer no episódio de Arrow, aka a Felicity descobrir que o Barry sabia que o Oliver estava mentindo).

flash king shark

Como sempre, tivemos uma parte do episódio dedicada ao tema família, envolvendo nossos queridos Wests. Ainda estou tentando entender como exatamente o Wally vai se encaixar na série, porque até o momento ele só está servindo para antagonizar e causar um certo drama mesmo. Nesse caso, Iris e Joe estão tentando fazer com que Wally e Barry se tornem mais próximos um do outro e fazem com que Barry ajude Wally em um projeto de engenharia. Para mim o que o Barry fazia não tinha nada a ver com isso, mas não só eu não entendo nada dessa área, mas acho que os escritores também não e fazem com que todos os personagens  sejam “”cientistas”” não especificados e saibam de tudo um pouco.

Essa parte do episódio é bem bobinha, com Barry sendo chato, porque está passando por todo um drama interno que nada tem a ver com Wally, e o Wally sendo bastante antipático também, porque ele simplesmente não vai com a cara do Barry. Não culpo o Wally, porque ele basicamente acabou de descobrir sobre esse novo lado da família, depois de ter perdido a mãe, e aí aparece esse cara que levou a vida que /ele/ deveria ter, sendo considerado mais da família do que ele mesmo, acho que é motivo o suficiente para ele se ressentir. Dito isso, ele deveria trabalhar esses sentimentos e não descontar em Barry, que não tem nada a ver com isso, apesar de não ser super receptivo também.

No fim, Barry diz que eles têm que parar de ficar o idolatrando na frente do Wally, e Joe fala pro Wally um pouco sobre como foi a vida do Barry e que eles têm muito orgulho dele, apesar de Barry não ser perfeito. Ok, eu só quero saber mesmo se eles algum dia pretendem usar o Wally para alguma storyline relevante. Façam ele e Barry se entender logo, sei lá!

E, por fim, também tivemos uma grande revelação no final: Zoom é o Jay. Eu mesma tinha falado que achava isso na última resenha, mas foi bom ter minha teoria confirmada. Agora ele matou o Jay na Terra-2, o que significa que ele é o da Terra-1, mas nós o vimos feliz lá em um parque no outro episódio, então fica a pergunta, esse é o Jay do futuro ou aquela era só uma imagem estranha feita para pensarem que ele estava ali? Ou será que Zoom gosta de dar passeios em parques durante seu tempo livre? É sempre uma possibilidade.

O Melhor:
+ DIGGLE E LYLA, AMO <3
+ Lyla como chefe do ARGUS
+ Estou adorando a Jessie, espero que ela passe a ter utilidade também!
+ Cena fofíssima entre Cisco e Caitlin
+ Revelação sobre quem é o Zoom

O Pior:
- Esse metahuman tubarão, sério. Não vou superar.
- Já tô cansada dessas cenas secundárias do Wally
- Podiam ter utilizado mais Digg e Lyla
- Sinto que repetem demais as storylines da Caitlin


Nota: 8,0

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.

Review: Supergirl 1x14 - "Truth, Justice and the American Way"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Truth, Justice and the American Way", exibido no dia 22/02/2016!

supergirl 1x14

Depois do episódio passado maravilhoso, Kara ainda tem muito o que enfrentar. Apesar da pequena vitória contra os kriptonianos, sua tia morreu e, com a investidas de Non interrompidas para o funeral, a própria Kara está em seu período de luto, se assim podemos dizer. 

Ela não está lidando não fácil com o fato de "Hank" ter matado Astra, e fica dando patadas nele durante o episódio inteiro. Claro, Alex tenta contar a verdade ou pelo menos mostrar que está mal por ele estar sofrendo as consequências e não ela, mas Hank faz questão de manter a imagem que Kara tem da irmã. Pois é, se eu achava q a Kara ia perdoar a irmã mais fácil, estou vendo que não deve ser muito bem assim. Achei que Kara seria mais compreensiva, mas dá para entender como ela mesma sente que poderia ter ajudado a tia, sem ela precisar morrer; só sei que quanto mais tempo passar, mais a verdade vai doer quando Alex contar.

Além disso, outro ótimo tema sendo discutido: justiça. Quase tudo no episódio passa por isso e molda o caráter heroico de Kara. Preciso dizer que é muito bom ver como os escritores estão abordando assuntos importantes que fazem a personagem e todos telespectadores refletirem. Questões sobre a moral e como ser um herói não só ter poderes, algo que Jimmy expressa muito bem quando fala que, no fundo, a briga é entre os valores de Kara e os vilões. Nada impede a nossa Supergirl de usar seus poderes para destruir a todos senão seus valores. E se esses aos poucos forem deturpados, o que nos resta? 

É compreensível que pessoas tenham medo do tipo de poderes grandiosos que Kara têm. E é isso que vemos em Maxwell Lord. Por mais que ele não seja a melhor pessoa do mundo, esse medo do desconhecido e receio em confiar em um alienígena é algo totalmente plausível. 

supergirl 1x14

Desde o começo do episódio, Cat percebe o sumiço de Maxwell e estranha, colocando todos a investigarem se há algo errado com ele. Até a nova assistente (sim, acreditem, Cat contratou uma outra!) participa entreouvindo as conversas de nosso Team Supergirl. Isso nos abre portas para uma ótimo - e rara - conversa entre Jimmy e Cat sobre a profissão e a busca pela verdade. Cat se abre e conta sobre seu inicio de carreira. Por mais que ela tenha errado lá, ela percebeu que a busca pela verdade vai além da profissão, porque quereremos crescer como seres humanos, não só como jornalistas, e esse é o coração de cada história que escrevem. 

Siobhan Smythe é a tal nova assistente. Como um pequeno plot do episódio, vemos que Kara não consegue passar por ela de forma tão fácil. A garota é perspicaz e meio malvada com Kara, trazendo uma nova dinâmica de trabalho para a Kara, tadinha. Para quem sabe um pouco dos quadrinhos, no entanto, talvez Siobhan atrapalhe a vida da Supergirl também, já que é seu alter-ego é a vilã Silver Banshee. Só nos resta aguardar.

Jimmy continua a insistir que talvez Kara devesse soltar Maxwell para ele enfrentar as leis como deveria ser, mas Kara insiste que sabe o que é melhor. Maxwell é perigoso e deve ser detido para não machucar mais ninguém. Ahh, Kara acredita fielmente nisso e não dá o braço a torcer. Vemos um pouquinho daquela raiva que já vimos na protagonista, provavelmente isso só acumula com a dor da perda recente da tia.

supergirl 1x14

Assim, entramos no caso do dia: um alien serial killer. Vou explicar: quando a prisão de Fort Rozz deixou a Astra e Non escaparem, também deixou outros milhares de alienígenas caírem soltos na Terra. Com o tempo, eles foram se camuflando como pessoas normais e viviam suas vidas normais. O que não lembravam era que os guardas da prisão também estavam por aí e eis que encontram nosso 'serial killer'. O objetivo do guarda era dar a sentença de morte para todos os ex-prisoneiros de Fort Rozz.

Fica claro vermos o paralelo da situação de Kara e Maxwell com esse guarda que quer fazer a justiça com suas próprias mãos, quando o sistema legal que o dava 'direitos' já estava extinguido. Foi interessante ver como ele 'admira' Kara como superheróina, achando que, assim como a mãe, ela acaba com os vilões. Apesar da visão meio deturpada, acho que essa comparação já faz Kara perceber sua diferença em relação a ele. Ela não faz a justiça sozinha, achando que os vilões tem que pagar com a sua vida; ela os entrega para uma prisão com leis e formas de sustentar sua alegações contra quem quer que seja. 

No meio disso tudo, vemos um exemplo de redenção. O que restava para fazer Kara perceber que o que estava fazendo com Maxwell era errado. Depois de descobrirem a identidade do guarda/assassino, Kara acaba sendo feita refém. Ali, presa e sem poderes por causa da luz que imita o sol de Kripton, ela ouve a história do ex-prisioneiro. Ele não sente raiva de Alura por ter o mantado para a prisão, se arrepende do que fez e até se esforça para se enturmar na Terra, falando gírias e ditados populares.

supergirl 1x14

Ele é um professor e ensina sobre a única coisa que sabe mais que os humanos: as estrelas. Ele ainda complementa falando: "Uma tragédia não pode ser desfeita por outra". Esse depoimento faz Kara perceber o quanto pode estar exagerando quanto a Max e finalmente entende o que Jimmy queria dizer esse tempo todo. 

Não podemos esquecer do projeto Myriad. Kara resolve perguntar para a Inteligência Artificial de sua mãe sobre isso e ele ameaça se autodestruir. Se ninguém tinha ligado para isso, agora com certeza estamos curiosos. 


O melhor
Ótima luta entre Kara e o guarda de Fort Rozz.
A temática do episódio.
O papel de Jimmy como consciência de Kara.
Cat conversando com Jimmy. 
A conversa entre o ex-prisioneiro de Fort Rozz e Kara. 

O pior
Por que o policial/guarda da prisão iria dar as informações das mortes para o Hank e a Alex? Para tirar qualquer suspeita? Porque o que ele fez foi foi totalmente o contrário e ajudou os dois a chegar até ele. 
A mentira sobre quem matou a Astra. Falem logo a verdade, por favor. 

Nota 9,0

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Review: Castle 8x12 - "The Blame Game"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Blame Game", exibido no dia 22/02/2016!

castle 8x12

Wow, que episódio. Não, não tivemos nenhum desenvolvimento na história toda com o Lockset, nem muito foco na vida pessoal dos personagens, mas tivemos um caso e tanto. Psicopatas não são uma coisa boa, mas tornam a coisa mais instigante. 

Enquanto Ryan e Espo estão trabalhando no caso do dia, Castle é convidado a um encontro com Stephen King (quem diria), que no fundo era só uma armadilha. Assim como ele, mais três homens são levados ao local e todos acordam inconscientes em uma sala de escola fundamental sem saída. Aos poucos eles percebem que há pistas para serem resolvidas e assim ficarem mais próximos de se salvarem. 

A história toda é um thriller psicológico bem armado. Cada pista na sala engana, desafia cada um a pensar. Castle é o primeiro a perceber isso e não confiar no que veem. É tudo muito intrigante e bem peculiar. Depois de o pastor ter quase morrido por um ataque de abelha, Rick e os outros chegam até uma arma com um recado: "o único que sobrar ficará livre" ou algo do tipo. Não é difícil imaginar o tipo de pressão que é estar em uma sala trancado com três pessoas sem poder confiar que elas cumprirão o acordo mútuo de não matar uma as outras. 

castle 8x12

Logo temos a resposta dessa pergunta quando um dos homens não resiste e atira no pastor, ou melhor, aperta o gatilho, mas atira em si mesmo. É, a arma também engana a todos. Eis a segunda surpresa do experimento: Kate e mais duas mulheres também estão presas nas mesmas condições e passam pelos mesmos testes. 

No grupo das meninas, tudo se desenrola bem diferente e Kate percebe as falsas pistas antes de poderem machucar alguém. Mesmo que uma das mulheres tendo se virado contra elas, Beckett consegue cuidar de tudo. A primeira coisa estranha que percebi foi o fato de faltar uma mulher, já que cada uma tinha seu parceiro na outra sala. O tal pastor fala que tem alguém especial em sua vida e fica preocupado se algo pior aconteceu. Cheguei até pensar se a mulher morta - do caso de Ryan e Espo - seria essa tal pessoa. Vai ver eram irmãos?

Apesar disso, desde então, comecei a suspeitar dele e, aliás, já tinha cogitado que talvez o psicopata responsável por isso tudo fosse uma das pessoas ali. Depois de ler tantos livros da Agatha Christie com assassinos entre um pequeno grupo de pessoas, não tem como não levantar essa hipótese. 

E não é que eu estava certa! O melhor de tudo foi que, assim como eu, Castle e Beckett - no ápice do jogo do culpado - também percebem as atitudes suspeitas do pastor e sabem que ele é o culpado. Em geral eu tento não identificar o culpado, mas não consegui! O episódio com certeza foi bem trabalhado, com inúmeros testes psicológicos de escolha. Nossa dupla, como sempre, entrou na mente do assassino e percebeu suas minúcias. 

castle 8x12

Enquanto isso, Haley e Alexis estranham a falta de notícias de Castle e resolvem investigar. Engraçado, achei que Haley iria embora da série. Entendam, adoro que ela esteja ali e dê  suporte que Alexis precisa, mas fico surpresa toda vez que ela volta, principalmente porque, apesar de não a vermos em todos os episódios, o relacionamento dela com todos dá a entender que ela está sempre ali ajudando Rick em sua carreira como investigador. Enfim, nossa dupla dinâmica logo percebe que  Castle foi sequestrado e que Kate está com problemas também. Assim, elas se juntam com Espo e Ryan. 

Eles desvendam o caso com a ajuda simultânea dos recursos de Haley e da polícia. Espo e Ryan descobrem que a vítima, na verdade, queria reportar um casal de cientistas que faziam experiências antiéticas em seus filhos gêmeos. E, adivinhem, um deles é o tal pastor-psicopata que faz o jogo psicológico com Castle e Beckett. O pior é que todos os envolvidos tinham a ver com a alguma organização que livrou seus pais de serem culpados pelos experimentos. Sem querer dar muitos spoilers de outra série, mas, não pude deixar de lembrar de Jessica Jones

castle 8x12 caskett

Assim, Caskett são salvos por Espo e Ryan ao mesmo tempo que se salvam das garras do assassino. Alexis não pode deixar de correr para abraçar o pai. Às vezes não pensamos muito sobre isso, mas é importante vermos o quanto o trabalho de Castle afeta Alexis. Por mais que ela o apoie - e até mesmo siga para esse caminho investigando com ele -, depois de tantos desaparecimentos e sequestros não é surpresa que ela fique bem abalada quando essas coisas acontecem. Achei ótimo que isso tenha sido abordado e como Haley a ajudou a entender que, por mais que não tenha como não se preocupar, Alexis precisa perceber que o motivo pelo qual Rick sempre sobrevive é porque ele é bom no trabalho dele.  


O melhor
Conversas entre Haley e Alexis.
As duas desvendando o sequestro de Caskett com Ryan e Espo.
Beckett descobrindo como sair da sala fazendo uma bomba.
Um belo caso de thriller psicológico, com um toque de símbolos misteriosos.
Castle percebendo quem era o assassino.

O pior
Estou guardando o meu 10 para as descobertas sobre o desaparecimento do Castle.
Pergunta: como o Ryan e o Espo acreditaram que a Beckett e o Castle estavam namorando outras pessoas quando ainda usam a aliança de casamento?

Nota 9,2

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

 
UA-48753576-1