Image Slider

sábado, 30 de abril de 2016

Spoiler Zone: Agents of SHIELD, The Flash, Castle e mais!

agents of shield, castle e flash

Agents of SHIELD

Fã: Você pode falar de Agents? Preciso de spoilers de Fallen Agent. Por favor, por favor. Obrigado!
EW: Ah, eu adoraria falar para você quem é o 'agente caído'. Posso dizer que a pessoa me perguntou como eu estava enquanto eu estava no set e eu respondi, "Sobrevivendo o season finale." Felizmente, a pessoa estava de bom humor e riu do minha escolha de palavras. Isso ajuda? Não? Talvez isso ajude: além do escudo de Capitão América do Coulson, veremos mais da tecnologia do braço biônico antes do final da temporada. "É alta tecnologia,"Clark Gregg diz. Ele e o Fitz parecem ter trabalhado muitas madrugadas para ver todo cenário possível e adicionaram a tecnologia para salvá-los."  

The Flash

Fã: Alguma coisa sobre o Sereia Negra na série?
EW: Vai ser difícil para todos do time Flash. Como todos devem lembrar, Cisco tinha uma quedinha pela Canário Negro antigamente. O Cisco vai reagir de uma forma inesperada," Carlos Valdes fala sobre seu personagem. "Vai ser uma surpresa meio mórbida, porque os personagens sabem que Laurel Lance morreu. A morte teve um certo efeito nas pessoas desse mundo. Então ao ver a Sereia Negra, mais do que nada, é um choque nos sentidos. Saber que alguém relativamente perto de você morreu e ver a versão dela ainda viva seria chocante para qualquer um. Haverá um certos distúrbio em vê-la assim de novo."

> Para quem não sabe, a atriz Katie Cassidy, que fazia a Canário Negro em Arrow, vai aparecer como a Sereia Negra na Terra-2 de The Flash. Mais uma chance para matarmos a saudade da atriz!

Castle

Fã: Alguma coisa sobre o finale?
EW: Não só o mistério da temporada de Loksat vai ser resolvido como os mistérios da série, possibilitando que os produtores comecem do zero na nona temporada. Quanto ao finale, "É um grande episódio, bem dinâmico, onde Castle e Beckett são testados,"o produtor Terence Paul Winter diz. "Eles deverão chamar todos os amigos - Haley, Espo e Ryan - para ajudá-los a derrotar o misterioso Loksat. 

> Agora que a Stana Katic vai sair da série, a season finale vai ser realmente importante. O que será que vai acontecer?  

Supergirl

Fã: Existe alguma chance de vermos Clark Kent ou Superman de verdade em Supergirl?
EW: Primeiro, a série precisa ser renovada para a segunda temporada. Então... talvez um dia. "Sempre foi um sonho nosso poder trazer o Clark ou Superman para a série,"o produtor Andrew Kreisberg me disse. "Esperamos que com a continuação do sucesso, essa oportunidade pode se apresentar um dia."


Fonte: EW

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

Review: Arrow 4x19 - "Canary Cry"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Canary Cry", exibido no dia 27/04/16.

arrow 4x19

Episódio passado chegamos ao flashfoward do 4x01 e agora temos nosso último episódio com Laurel Lance, mesmo que pós-morte. Um episódio que foi muito pouco sobre ela como pessoa, mas bastante sobre sua identidade como a Black Canary.

Logo um dia após a morte de Laurel, alguém aparece em Starling, vestindo-se como Black Canary, inclusive com o Canary Cry – aquele aparelho que faz ela dar gritos muito altos – que só deveria ser possível funcionar com a Laurel. Mas não só essa pessoa consegue usá-lo, mas o torna ainda mais potente, usando para roubar armas e atacar o Alex.

Ao longo do episódio, descobrem que o nome dessa BC wannabe é Evelyn, e ela era um dos prisioneiros que vimos no 4x09, quando Felicity, Thea e Diggle foram sequestrados pelo Darhk, e mesmo vendo que tinham várias pessoas por lá, o Team Arrow apenas resgatou quem importava mesmo. Por esse motivo, Evelyn está bastante revoltada com todos os vigilantes, guardando muita mágoa, e mais irritada ainda com Ruvé. Não entendi se ela sabia quem a Ruvé era ou se só estava descontando por ela ser prefeita. No final, não importa muito, o que importa é que ela queria matar a Ruvé.

Passei o episódio inteiro torcendo para que alguém a matasse mesmo, a arrogância daquela mulher me dá uma raiva irracional. E ainda acho que deveria ter um plot twist em que ela se revelava mais má que o Darhk, porque olha só aquela cara de vilã dela. Infelizmente, Team Arrow não está na mesma vibe assassina que eu e resolve que precisa impedir a Evelyn de completar seu plano, principalmente para preservar a imagem da Laurel, já que todo mundo iria achar que a BC era uma assassina agora.

Oliver acaba impedindo Evelyn de matar Ruvé, dizendo para ela pensar no que a verdadeira Black Canary iria querer. Mas é meio tarde demais, porque ela já foi pintada como vilã, com a Ruvé inclusive reestabelecendo aquela antiga caça aos vigilantes. O único jeito de tentar salvar a imagem da Black Canary é contando para o público, revelando durante o enterro, que a Laurel era a Black Canary e ela tinha morrido como vigilante.

Honestamente, acho meio chato eles resumirem a Laurel a quem ela era como vigilante, mas, tudo bem, acho que era o que ela queria mesmo.

quentin lance 4x19

Enquanto isso acontecia na parte principal do episódio, a única parte relativa à Laurel mesmo foi o Quentin lidando com a perda. Sério, o que ele fez para merecer isso? Não sou mãe, mas imagino como deva ser doloroso perder um filho. Mas agora imagina o cara que só tem duas filhas, e de alguma forma essa já é a TERCEIRA vez que uma de suas filhas morre.

Depois de Sara voltar duas vezes, nessa última depois de ter passado mais de um ano realmente morta, é claro que a reação imediata de Quentin é não acreditar que Laurel estivesse mesmo morta. Assim que ouve que tem uma Black Canary andando por ali, ele imediatamente passa a achar que é Laurel, mesmo com todo o Team Arrow dizendo que a viu morrer. Ele só acredita mesmo quando Oliver o leva para ver o corpo de Laurel no necrotério do hospital, confirmando que não era ela que estava correndo por ali.

Mesmo assim, Quentin se recusa a aceitar que esse é o fim, inclusive chamando Nyssa para ajudá-lo, resolvendo ressuscitar Laurel. Nyssa logo o deixa saber que ela havia destruído o Lazarus Pit há alguns meses e não tinha mais nada que ela pudesse fazer. Quentin, é claro, fica louco com essa informação, não conseguindo aceitar que não teriam mais opções. Nyssa, linda como sempre, contata Oliver e pede que ele ajude Lance. Honestamente, deviam ter substituído todas cenas daquele flashback lamentável por cenas da Nyssa, melhor personagem.

É só depois que Oliver vai conversar com Quentin, deixando que ele grite com raiva, expresse que não sabe o que fazer depois de perder Laurel, já que ela havia sido seu porto seguro durante todos esses anos de sofrimento. Oliver deixa Quentin se expressar e fala sobre como ele também já perdeu muitas pessoas, incluindo Laurel, mas não tem nada que eles possam fazer agora.

Essa parte do episódio foi bem metalinguística, porque enquanto eles faziam Quentin procurar um jeito de salvar Laurel e faziam os personagens o assegurarem que não tinha como, ele tirava a dúvida dos telespectadores sobre uma possível volta dela. Todas essas cenas estavam praticamente desenhando que a Laurel não vai ser ressuscitada nunca, sigam em frente. Esse foi o episódio de despedida dela e não vai acontecer nenhum plot twist com ela voltando na quinta temporada, não esperem por isso.

arrow canary cry


Além de Quentin, outros personagens também precisam lidar com o luto. Tirando a Thea, que foi completamente ignorada nesse episódio, apesar de ser muito próxima da Laurel (inclusive moravam juntas), podemos ver o resto do Team Arrow lidando com a própria culpa em relação à morte da amiga.

Para começar, temos Digg, que se sente bem culpado já que ele se recusou a aceitar que seu irmão estava trabalhando pro Darhk ainda, o que acabou fazendo com que eles fossem traídos, facilitando que Darhk matasse Laurel. É claro que isso é motivo o suficiente para se culpar, e Diggle lida com a culpa transformando-a em raiva, indo atrás de Ruvé e quase atirando nele. Como eu disse antes, por mim podia atirar. Mas Oliver o impede, dizendo que eles não podem se deixar ficar que nem “eles”. Não vejo muita diferença entre planejar matar o Darhk e matar a Ruvé logo, maaas ok, não quero o Digg matando alguém só porque está com a cabeça quente.

Felicity também está se sentindo culpada, porque ela tinha abandonado o Team Arrow e não estava lá para ajudar quando tudo isso estava acontecendo, sua presença poderia ter de alguma forma salvado a Laurel. Ela e Digg têm um momento bem fofinho, em que Felicity se desculpa por não ter o reconfortado antes, mas que ele não é culpado. Estava sentindo falta de momentos Delicity.

Oliver, surpreendente, foi o que menos se culpou dessa vez. Ele está até se culpando um pouco, quando a Felicity vai conversar com ele, contando sobre o que está sentindo, e ele confessa que só se culpa porque é uma explicação. Por mais que a cena do flashfoward tenha nos deixado com medo sobre Olicity, a cena em si foi bem mais positiva do que eu tinha pensado antes, sendo esse sum dos episódios em que os dois estiveram mais próximos desde que terminaram.

Os flashbacks, que se passaram logo após a morte do Tommy, foram completamente fanservice e não fizeram sentido nenhum se levar em consideração onde a primeira temporada acabou e a segunda começou, mas a gente releva porque a Laurel acabou de morrer e eles queriam deixar seus fãs felizes. O bom deles foi poder ver o crescimento do Oliver, de não ter conseguido ir falar no enterro do Tommy e precisar fugir depois para ficar sozinho, para agora que ele consegue falar no enterro da Laurel, verbalizar porque ele precisa se culpar e continuar ali, procurando um jeito de deter o Darhk.

O Melhor:
+ NYSSA, AMOR DA MINHA VIDA
+ Oliver amadurecendo
+ Felicity e Diggle conversando finalmente
+ Oliver ajudando o Quentin a processar o luto
+ Oliver e Felicity conversando de novo, yay.

O Pior:
- Nem deram espaço pra mostrar a Thea ficando triste
- E coitada da Dinah, acho que ela vai sempre esperar a filha voltar
- Aqueles flashbacks foram HORRÍVEIS
- Sério que Oliver e Laurel se beijam com apenas UMA SEMANA que o Tommy morreu? Haja desrespeito!
- Matem a Ruvé logo afff


Nota: 7,5

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


quinta-feira, 28 de abril de 2016

Review: Agents of SHIELD 3x18 - "The Singularity"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Singularity", exibido no dia 26/04/2016!

agents of shield 3x18

Haja coração para aguentar essa temporada de AoS. Depois das revelações do episódio passado, vemos todos tentando lidar com a traição que sofreram. Coulson sente como se tivesse perdido uma filha e percebemos como seu julgamento de valores muda quando o assunto é Daisy. May lida do jeito dela: sem falar muito sobre isso. Mack demonstra sua culpa aos poucos, por perceber que não prestou atenção em sua parceira direito. Lincoln mostra seu lado estourado mais uma vez. Já Fitz e Simmons, apesar de abalados e lidarem com certa tensão, se focam em resolver seu relacionamento - o que foi a melhor decisão que já fizeram. 

Depois de reconstruírem em parte a sede, não demora para o time partir direto para o resgate. Claro, não é nem um pouco fácil. Tudo que pensam que seja o plano de Hive é puro suposição e decidem que eles se separar: Mack e Fitzsimmons vão atrás de um cientista que estuda e testa mudanças biológicas bem invasivas no corpo, enquanto May, Coulson e Lincoln vão atrás de Alisha, aquela inumana que se multiplica. Sabendo que Daisy sabe da localização da inumana, a teoria é que Hive quer criar um exército inumano e precisa de soldados. 

No entanto, por mais que tenham tido a ideia, Daisy e Hive foram mais rápidos e Alisha já estava sob o controle do inumano master. O principal de tudo isso é, incrivelmente, a história de May, Coulson e Lincoln. Nenhum dos três está uma maravilha com a situação e o clima está tenso. Para começar, Lincoln logo estoura, quando suas perguntas sobre Daisy são ignoradas por Alisha. Dá para ver  nos olhos dele o quanto ele passou a precisar de Daisy e seu apoio, além de ter doído rejeitar a amada e vê-la partir. Para acrescentar a isso tudo, antes da missão, Coulson permite que Lincoln vá com a condição de que use um colete com micro-bombas. Achei um pouco exagerado. 

agents of shield 3x18

Se o Phil desse o controle das bombas para o Lincoln, eu até aceitava melhor, afinal, pelo menos, seria uma decisão do Lincoln se sacrificar pelo bem da equipe. Agora, dar o controle para a May gerou diversas questões. Aliás, é aí que Melinda confronta Coulson. Ao longo dos eventos, Phil sempre pareceu não fazer as escolhas difíceis e botar tudo em cima dela. Matar pessoas parece ser o trabalho dela e, tudo bem, ela não tem problemas com isso, mas Coulson passa da linha ao induzir que Daisy nunca seria um caso dessas medidas extremas, quando Andrew foi. Não está nada fácil. No final, a dupla se entende na medida do possível, afinal eles vem se encontrando em situação que nunca esperavam estar. Além disso, gostei como mostraram essa ideia de família maternal-paternal que os dois tem com a Daisy, o que Coulson assume mesmo no episódio. 

Enquanto isso, temos uma conversa bem interessante entre Daisy e Hive, além de seus planos começarem a ser executados. Para começar, as primeiras cenas estava estranhas. Durante toda a conversa vemos os dois rodando e não saem do lugar. Daisy pega mochila, tira mochila. Uma hora eles ficam parados olhando o horizonte, outra parecem que vão para algum lugar, depois param de novo para olhar para o nada. Pessoal, dá para se decidir? 

Pelo menos o que eles falavam salvou. Como já imaginávamos, vemos o controle mais sutil de Hive na Daisy. Ela continua sendo ela mesma e até continua odiando o Ward, quem diria. No entanto, sua veneração por Hive se sobrepõe a muitas crenças dela como fazer o bem. Acredito até que o desejo dela de ajudar as pessoas continue, mas, na versão deturpada, ela acha que as está ajudando ao colaborar com os planos do Hive.

agents of shield 3x18

Como Fitzsimmons descobriram, Daisy é controlada por suas próprias emoções ampliadas, então faz sentido. Seu sentimento 'eterno' de não-pertencimento parece ter sido preenchido, ela sente como se tivesse encontrado seu lugar no mundo. O que é triste é vermos que ela parecia já ter tudo isso na Shield, e acho que tenha, quem sabe depois disso tudo, ela não fale isso? Hive usa as memórias de Ward para se ligar ainda mais com Daisy e, quem diria, até ouvimos ela falar sobre a mudança de seu nome de uma forma um pouco mais aprofundada finalmente. 

Bom, depois de terem ido atrás de Alisha, a próxima vítima foi James, o ex-habitante de Afterlife que Daisy e Lincoln visitaram no 3x16. Gostei de ver Hive e Daisy cortam logo conversas extensas - com certeza não são os vilões que saem contando seu plano todo para todo mundo. James logo ganha poderes, depois de completar sua transição, e o time já está completo. O mais importante, no entanto, é que descobrimos uma outra peça Kree que será a resposta para vencermos o Hive. 

A dupla do mau transita de um plot para outro e acabam esbarrando - ou quase - com os dois times da Shield. Por um lado, Coulson chega na casa de James e, apesar dos dois terem ido embora, May e Phil percebem que roubaram algo grande. Por outro lado, o encontro com Fitzsimmons é bem mais emocionante que isso. 

Fitzsimmons vão atrás de um cientista excêntrico que trabalha nas escuras com seus experimentos em humanos. No entanto, o importante é que ele entende bastante de implantes e coisas meio anormais do corpo. Sendo assim, depois de certos empecilhos, Simmons passa no teste de confiança do cientista e os dois conseguem começar a conversa. Só começar mesmo, porque são interrompidos pela Daisy e Hive.

agents of shield 3x18

Infelizmente, não há muito o que fazer contra a dupla vilã do momento, mas Simmons até que tenta. Por algum motivo, Hive vai para cima dela e usa as memórias de Will para a instabilizar - isso que é remexer nas emoções das pessoas. Jemma fica atordoada, mesmo sabendo que tudo isso é uma bela jogada. Eis que Simmons finalmente contra-ataca com o que tem na mão e atira várias vezes no Hive. Nossa, eu sei que nem deve o enfraquecer, mas como foi bom ver isso.

Por outro lado, tivemos mais sofrimento - como doeu ver Daisy confrontando Fitz. Ela o olha nos olhos dele com dor, até tristeza, por estar fazendo isso com ele, e fala que está feliz. Fala isso enquanto o sufoca, sem nem deixá-lo contra-argumentar. Fala para pararem de tentar salvá-la. Fala que o time não tem chances e que terá que fazer o necessário para afastá-los de seus planos e de Hive. Sim, ela fala o tempo todo de "nossos planos" como se o vilão e ela fossem um só. (Podem chorar agora.)

O episódio acabou não resolvendo muitas coisas, mas surgiram muitas questões importantes e, quem sabe, consigam até entender um pouco mais o que está acontecendo. Apesar de Daisy estar sempre um passo a frente o tempo todo, Fitz e Simmons foram um pouco os heróis do episódio. Mesmo que Daisy tenha escapado mais uma vez, Simmons consegue atirar no Ward/Hive e a dupla foi a primeira a alcançar o cientista, apesar de não terem o mantido tempo suficiente. Poxa, escritores, custava ter deixado o cientista falar alguma dica para eles antes?

Não pensem que acabou, porque a melhor parte foi o final. Ao longo do episódio, vemos Fitz tentando falar como Jemma sobre o relacionamento deles. Depois de terem se resolvido, eles decidem manter o namoro em segredo para a Shield - não que tenha funcionado muito porque Mack descobre em dois segundos. Agora, no entanto, Fitz tem medo que se fizerem sexo, aí sim que não terá volta e precisam ter certeza de tudo. Pensam, pensam. Decidem que estão pensando demais.

agents of shield 3x18

Depois de muito conversarem e Fitz fazer um belo discurso científico, nosso mais novo casal decide que está na hora de dar o próximo passo mesmo. <3 A cena foi meiga e tudo que precisávamos nesse momento de tensão para nos alegrar. Os dois estavam nervosos por perceberem que queriam isso a tanto tempo que não conseguem se conter. Foi um bom dia para os shippers de Fitzsimmons...


O melhor
Fitzsimmons, lindos <3
Adorei o escudo do Coulson!
Conversa intensa entre May e Coulson. 
Pobre, Lincoln, ele precisa da Daisy. 
Adorei ver a reação de cada personagem e como estão lidando com isso.
Já disse Fitzsimmons? O amor deles é como um horizonte infinito, ok?!
Ah, falei que derrotamos a Hydra? Pois é, isso aconteceu muito rapidamente (ou pelo menos é o que parece).

O pior
Podemos falar sobre a continuidade estranha da cena entre o Hive e a Daisy?  
Hive fala para Daisy que os humanos são ingênuos em acreditar que ele quer criar um exército, mas não é exatamente isso que ele está fazendo ao replicar o experimento dele?? 
Qual foi do Coulson dar aquele colete para o Lincoln? 

Nota 9,4

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

domingo, 24 de abril de 2016

Dica da Semana: Winter on Fire

Três palavras para vocês: Winter on Fire (em português, Inverno em Chamas). Brutal ao ponto de embrulhar o estômago e chocante de deixar o queixo cair, esse documentário do Netflix mostra – através de uma série de entrevistas e gravações – o desenrolar da Euromaidan.

Documentário Netflix

Mas... O que foi a Euromaidan? Uma série de manifestações populares que tomou a Ucrânia, principalmente sua capital, Kiev, em novembro de 2013 e se estendeu até fevereiro de 2014. O motivo? A aproximação do então-presidente Viktor Yanukovytch com o governo Russo, por baixo dos panos, ao invés de trabalhar na prometida entrada no Bloco Europeu. De início pacífico, os protestos tornaram-se violentos diante da agressividade com que a Berkut tratava os manifestantes.
Ao contrário do que o documentário pode te levar a crer, especialmente com suas avaliações excepcionais no IMDB e Rotten Tomatoes, a opinião quanto ao Euromaidan continua dividida na Ucrânia.

Winter on Fire é um documentário belíssimo. Eu não vou me aprofundar muito no longa-metragem em si, mas vou dizer uma coisa: algumas cenas me doeram o coração. O momento em que você vê as pessoas assustadas daqueles que deveriam protegê-las; aquele segundo eterno em que você assiste, atônito, cinco ou seis policiais batendo em um manifestante caído e indefeso; a fração de segundo em que você sente um mix de tristeza profunda e raiva esmagadora, pois um homem nunca mais ver seus pais. Tive que pausar algumas vezes para recuperar o fôlego.


Talvez seja difícil acreditar que isso tudo tenha acontecido na fabulosa Europa. Mas aconteceu. Na realidade, ainda está acontecendo: as consequências da Euromaidan continuam muitíssimo presentes, seja na Criméia ocupada pelos russos ou na suspensão da Rússia do G8. É o antigo debate entorno de soberania, identificação, fronteiras, interesses econômicos... Questões que tínhamos centenas de anos atrás, questões que continuaremos a ter centenas de anos depois do aqui e agora (ainda que eu espere que não).

Thaís Cabral - Estudante de Publicidade, pseudo-escritora, leitora compulsiva e chocólatra. Gosto de séries de TV (americanas e/ou britânicas), filmes e anime/mangá.

Review: The Big Bang Theory 9x21 - "The Viewing Party Combustion"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Viewing Party Combustion", exibido no dia 21/04/2016!

the big bang theory 9x21

Amigos brigam. Simples assim. E se você é daqueles que dizem que nunca brigou com nenhum dos seus, aposto que ao menos com certeza você já se estressou ou se irritou com algum deles (mesmo que só na sua cabeça).

E se a arte imita a vida que imita a arte, os rapazes de The Big Bang Theory não precisam de muita coisa para brigarem. Basta se lembrar, ainda nesta temporada, que Leonard, Howard e Raj já chegaram até a planejar uma viagem sem convidar Sheldon.

Neste episódio, entretanto, as brigas têm um motivo ainda mais artístico para se manifestar: aqui, tudo é uma grande analogia ao seriado badalado Game of Thrones, cuja nova temporada se iniciou neste final de semana.

Por sinal, o mote do episódio envolve uma festa que Leonard planejou para que os amigos pudessem assistir à première da nova temporada de GoT. Mas a festa não é exatamente uma unanimidade. “Eu gosto de festas como qualquer outra pessoa. Desde que esta pessoa não goste de festas” – diz Sheldon, que rapidamente se mostra pouco animado com o conceito.

Mas isto é apenas um ‘mcguffin’, já que a pouca vontade de Sheldon em ter uma festa pouco importa para o que virá a seguir: uma intensa discussão com Leonard sobre a necessidade de o colega aparecer na próxima reunião trimestral para discutir as cláusulas do infame ‘acordo de colegas de quarto’ firmado pelos rapazes.

the big bang theory 9x21

Leonard julga a reunião inútil e extremamente desnecessária, enquanto Sheldon afirma que é justamente na reunião que o amigo deveria trazer a questão, para poderem votar se próximas reuniões seriam necessárias. “Eu não vou comparecer” – afirma Leonard categoricamente, irritado com o fato de Sheldon sempre conseguir o que quer.

Mas o que realmente torna tudo um pouco mais intenso é o fato de Penny tomar o lado de Sheldon. Irritado, Leonard decide se prostrar no sofá até que a chegada de Amy tumultua tudo novamente, já que desta vez a garota toma o lado de Leonard. Assim, os casais se misturam ao discordar, e começam a formar partidos, que resultam na divisão imediata da festa. Leonard e Amy ficam no apartamento clássico, e Penny e Sheldon vão para o apartamento do outro lado do corredor. Perder a première de GoT não é uma possibilidade, afinal de contas.

Em outro espectro, antes de irem para a festa, quem entra em discussão é Howard e Raj. Os infames ex-parceiros de baladas e bebedeiras agora estão em momentos muito diferentes de suas vidas. Se antes nenhum dos dois conseguia arranjar mulher alguma enquanto saiam juntos, agora Howard é casado e espera seu primeiro filho, e Raj se delicia com o fato de estar saindo com Clair e Emily ao mesmo tempo. Ele vive finalmente a vida de um solteiro badalador, enquanto seu amigo já está mais do que sossegado.

the big bang theory 9x21

E é exatamente isto que os separa. Por um lado, Raj tenta de todas as formas se mostrar por estar saindo com duas mulheres ao mesmo tempo, trazendo isso toda a hora em forma de falsas reclamações. “Eu não me lembro da última vez que dormi no meu próprio apartamento” – diz ele, com um tom nitidamente pretensioso. Já Howard está visivelmente invejado pela vida sexual festeira de seu amigo. E é justamente aí que se desencontram. Howard o acusa de ficar jogando a história na sua cara, e se junta ao time de Leonard e Amy, e Raj o acusa de estar invejoso, se juntando a Penny e Sheldon.

Perdido nisto tudo fica Stuart, o palhaço triste da loja de quadrinhos, que enganado por um sarcástico Howard, vai à festa fantasiado, por achar que era temática. Acaba, logicamente, se juntando a Sheldon, Penny e Raj. E se isto não fosse o bastante, uns começam a se jogar contra os outros, já que Amy acusa Penny de usar sua influência com Sheldon para mudar clausulas no ‘acordo’ que poderiam favorece-la, dentro outros podres. Enfim, uma tragédia.

A briga entre os amigos, entretanto, não dura muito, já que um trágico evento faz com que todos se unam: sem saber, Howard come um sanduiche com pistache, e sendo alérgico ao alimento, incha de tal forma que precisa ser levado ao hospital. E é na sala de espera que Raj faz a ligação que qualquer fã de Game of Thrones já deveria ter feito sozinho, mostrando que todos os fatos acabaram ‘coincidentemente’ se encaixando dentro da atmosfera e de situações daquele seriado épico. 

the big bang theory 9x21

A arte imita a vida que imita a arte. Lembra?


O melhor
+ Sheldon não sabendo distinguir se a Amy está mentindo quando ela evidentemente está.
+ O Howard gritando para o Raj que irá comer todo o patê de espinafre que a Amy fez.
+ O Stuart chegando na festa todo fantasiado.

O pior
- Ficou meio forçada algumas brigas ali no meio. Penny e Sheldon trocaram de apartamentos meio sem motivo.
- Para alguém que não assiste Game of Thrones, como eu, as referências e citações acabam ficando sem sentido, não funcionando sozinhas.

Nota 8,0

Cássio Delmanto Advogado, colunista automotivo, beatlemaníaco, fanático por carros, filmes, séries, música, tecnologia e cultura inútil em geral. 

Spoiler Zone: The Flash, Once Upon a Time, Legends of Tomorrow e mais!

lot, the flash, once upon a time

Legends of Tomorrow

Fã: Tem aluma ideia do que vai acontecer no season finale?
EW: Como prometido, a história do Vandal Savage vai ser resolvida até o final da temporada. "Não deve surpreender muito ouvir que eles vão até o fim do tempo para derrotar Savage," o produtor Andrew Kreisberg diz. "Tem sido uma longa jornada de um ano para a audiência e para o time. Nós o botamos como o maior vilão de todos que as séries conseguiram fazer. Isso vai sugar muito deles e talvez haja um sacrifício aqui ou ali para derrotarem ele."

The Flash

Fã: O Barry perdeu a rapidez dele! Como ele deve lutar contra o Zoom agora?
EW: Agora que o Barry não tem mais poderes, eu comecei a pensar se não haveriam outros velocistas ajudando para Zoom ser derrotado na finale, mas Teddy Sears (Jay/Zoom) não quis falar muito. "A batalha final vai ser mano a mano, Barry versus Hunter," o ator disse. "Já que não filmamos ainda, eu não sei como será exatamente, mas o que está no roteiro prova que será épico, no sentido mais verdadeiro da palavra. Acho que vai ser divertido e muito satisfatório para quem assiste a série."

Fã: Mais alguma novidade na série?
TVLine: Se você suspeita que a sequestrada Caitlin vai ser a Bela da Fera/Zoom e conseguir torná-lo do bem enquanto presa, você está errado. "Não, isso não acontece, o que é renovador," Teddy Sears disse." Dito isso, "Nós eventualmente damos uma olhada debaixo da armadora e descobrimos porque ele a levou," apesar dos seus planos com a ex-namorada "não ficarem muito claros." Caitlin, no entanto, deveria se preocupar. Até porque, seu captor "está fora de si, está quebrado, não é linear com a cabeça no nível da razão," Sears observa, "e ele eventualmente vai tomar uma decisão que vai nos levar para onde devemos ir depois."

Once Upon a Time

Fã:  A Emilie de Ravin, que faz a Belle, não vai estar nos próximos episódios de Once devido sua licença maternidade? Veremos Belle na season finale?
TVLine: Apesar da Belle ter ido dormir com a maldição do sono, eu ouvi dizer que os fãs não viram Belle pela última vez ainda na temporada, já que a figura de mulher-grávida de Rumple vai ser importante para a história do finale de 2 horas, que será dia 15 de Maio.

Orphan Black

Fã: Alguma novidade sobre a série? Se tiver algo a ver com a Krystal, melhor ainda. 
TVLine: Esqueça a Krystal. O Feliz vai ter sua própria história na série, separado dos clones! Sabendo que "ele é o único que não tem relação de sangue nessa família não-tradicional" vai levar o irmão adotivo de Sara para uma jornada pessoal nessa quarta temporada, o produtor Graeme Manson disse. "Enquanto todos estão escondidos, Felix se vê perguntando a si mesmo muitas perguntas sobre sua origem e muitas dessas perguntas serão respondidas."


Fontes: EW e TVLine


Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Review: Agents of SHIELD 3x17 - "The Team"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Team", exibido no dia 19/04/2016!

agents of shield 3x17

Como sabíamos os Secret Warriors  seriam reunidos de novo e, quem diria, o episódio nos daria uma conspiração das boas. Yoyo e Joe tem suas vidas (amorosas) interrompidas, mas sabem a importância da missão. Logo eles se reúnem e, por mais que as chances de sucesso fossem baixas, os Secret Warriors conseguem salvar todos e, mais, sequestram Malick. Incrivelmente tudo acontece bem rápido, o que deveria nos preparar para o que estava por vir. Logo percebemos que Yoyo e seu encontro interrompido era na verdade com Mack. Sim, começa até a rolar um clima entre os dois (pelo menos da parte da Helena). Achei fofo.

No entanto, o clima dura pouco. Coulson interroga Malick e não demora para ele colaborar. Vamos combinar, depois que Hive matou a filha dele não é difícil perceber que Gideon não confia mais em nada. Ele deve viver com medo o tempo todo. Ele percebeu que Hive não é Deus, e sim, o Diabo. Admito que, por mais que tudo tenha acontecido, fiquei achando estranho ele cooperar tão facilmente. Fiquei meio desconfiada, mas, no fim, o importante é que ele abriu os olhos de Coulson para um perigo: Hive tem um poder sob os inumanos. Qualquer um dos integrantes dos Secret Warriors podem estar sob influência dele e todos da Shield estarem em perigo. 

Fitz e Simmons tentam descobrir o que é essa influência exatamente por meio de uma autópsia em um dos inumanos que trabalhavam para o Hive. Simmons consegue descobrir que o parasita se entranha no cérebro dos inumanos - como se fosse uma doença mesmo, quase um tumor. No entanto, apesar de infectar, o Hive deixa o cérebro intacto, então agora só falta uma cura, o que é bem mais difícil de se descobrir. Só o que resta fazer é esperar pelos resultados, que estão sendo processados. Só temos que torcer para que tudo der certo.

agents of shield 3x17

Quando a situação fica mais crítica, nossos inumanos se veem emparedados e, depois de se fecharem para o resto da Shield, passam a se voltar um contra o outro. Yoyo e Joe sempre tiveram problemas em confiar no governo e, infelizmente, por mais que tenham enfrentado isso, a desconfiança voltou. Lincoln nunca teve a confiança de Daisy em tudo aquilo, mas ainda assim, por seu tempo na Shield, consegue apoiar a namorada e tentar mostrar para o resto do time deles que a preocupação maior deles deveria ser o Hive. A coisa toda é uma confusão total e ficamos sem saber em quem confiar. Todos tem seus motivos e formas estranhas de agir. No entanto, por mais que acredite em sua equipe, Daisy faz o que é preciso é consegue enganar a todos e os leva até Coulson. Lincoln logo parece ser o mais culpado e todos acabam levados para seus quartos de quarentena. 

Todos estão presos em um clima bem desagradável, mas eis que finalmente descobrimos o inumano infectado... e é Daisy. A conversa entre Lincoln e Daisy foi realmente reveladora e pudemos ver como Lincoln se sentiu traído pela namorada. Acredite, Lincoln, estamos todos nós. Dá para entender a frustração de tentar falar com a pessoa e não conseguir a tirar daquele estado de controle. 

Meu deus, o que essa série quer fazer com a gente! A primeira pessoa que pensei ser o inumano infectado foi no Lincoln, porque achei bem estranho ele ter saído ileso de seu encontro com Hive, apesar de talvez ter sido a teoria mais óbvia. Acreditem, durante o episódio, passou pela minha cabeça que poderia ser a Daisy, afinal quem seria a pessoa que menos esperaríamos, não é? Quem seria a pessoa que mais nos afetaria? Mas ainda assim não acreditei tanto. Meu coração não aguenta. E já pararam pra pensar que, mesmo que não seja exatamente, estamos vendo Daisy e Ward trabalhando juntos? 

agents of shield 3x17

O mais estranho é que sinto que esse controle da mente não é exatamente algo como 'faça isso ou aquilo'. A Daisy continua sendo ela mesma, mas tem uma vontade de satisfazer o Hive de tal forma que faz coisas que não faria normalmente. uma versão deturpada dela. Um exemplo claro disso foi o Lincoln. Ela o ama e queria que ele a acompanhasse em sua fuga, mas ainda assim o incriminou, usando seu problema com raiva. Eu tinha até ficado feliz com Daisy pensando na Shield antes de tudo e os levando até o Coulson. 

Estou nervosa para o que está por vir. Lutar contra Daisy não vai ser fácil e eles nem tem uma cura exatamente. Não só isso como Daisy não vai hesitar tanto assim se tiver que machucar uma das pessoas do time. Depois de Ward, sinto muito pelo time ter que enfrentar essa desconfiança de novo. Não só isso como os Secret Warriors também não vão sobreviver tão bem assim. A equipe que Daisy tanto queria acabou sendo desfeita por ela mesma, o que é algo bem triste. Se formos ver o nome do episódio "O Time" tem bastante significado. Nosso time tem mais um traidor (mesmo que ela não seja ela mesma). Os Secret Warriors estão imobilizados. Para piorar, Daisy ainda usa seus poderes para desestabilizar a base da Shield e somos deixados com paredões desmoronando e uma Daisy completamente diferente do começo do episódio.

agents of shield 3x17


O melhor
A cena entre Fitzsimmons. Os dois finalmente decidem parar de esperar e investirem no relacionamento. <3
A revelação do final com certeza surpreendeu. 
Secret Warriors em ação. 
Mack e Yoyo se tornando amigos. 
Joe e Yoyo se conectando em espanhol. Sinto que os dois estavam se tornando bons amigos. 
Os Secret Warriors tentando resolver a ameaça do Hive internamente. 

O pior
Daisy, WHYYY? Não vou superar isso. 
Essas quebras de confiança entre os times. Acredito que o nosso time possa superar, mas será que os Secret Warriors vão?

Nota 9,2

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Review: The Flash 2x18 - "Versus Zoom"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Versus Zoom", exibido no dia 19/04/16.

cisco ramon 2x18

Voltamos desse breve hiatus e The Flash já começa a se encaminhar para o seu season finale, deixando o enredo cada vez mais recheado de revelações, para encerrar essa história do Zoom de alguma forma.

Desde que fecharam todas as fronteiras para a Terra 2, estão de todo o jeito tentando encontrar uma forma de abri-las novamente, para que finalmente Barry pudesse derrotá-lo. Logo no início do episódio, vemos que, com a ajuda de uma nova tecnologia, Barry está conseguindo ir cada vez mais rápido, passando a velocidade do Zoom e conseguido ficar mais de três vezes mais rápido do que antes, ou seja, bem rápido mesmo. Depois que conseguem isso, Barry está de fato pronto para ir até lá, o único problema é que eles não sabem como e Harry se recusa a ajudar, já que não tem nenhum interesse em deixar mais fácil para Zoom sequestrar sua filha de novo.

Barry percebe logo que a solução para esse problema está nas mãos de Cisco, depois que se lembra dos poderes do Reverb, o doppelganger dele, que havia dito que o Cisco era muito mais poderoso do que ele pensava e podia controlar essas fronteiras entre os diferentes universos. Eles tentam fazer com que Cisco abrisse a fronteira, mas nada acontece, até que Joe conversa com Harry, e o convence a ajudar o resto do Team Flash, já que Barry teria muito mais chances de sobreviver com sua ajuda. É então que Harry volta com os óculos do Cisco, dizendo que ajustou para que conseguisse ir na fronteira.

Okay, tudo muito ótimo, tirando que o Cisco resolveu desistir na última hora, ficando com medo, e mesmo depois que já estava começando a abrir a fronteira, ele retira a mão e a fecha novamente. Como ele mesmo coloca de maneira ótima, relacionando com Star Wars, Cisco está com muito medo do que todo esse poder pode fazer com ele, já que o seu doppelganger havia ido para o lado do mal da força e o mesmo podia acabar acontecendo com ele.

No final, essa foi a grande questão do episódio, não só em relação a Cisco e como ele poderia usar todo o poder que possuía, mas Barry e Zoom, já que os dois haviam perdido a mãe com a mesma idade, os pais tinham sido presos por esse crime e depois tinham recebido o mesmo poder. A diferença não é o que acontece na sua vida, mas como você interpreta esses fatos e como resolve agir dali em diante.

the flash versus zoom


Finalmente ficamos sabendo a backstory do Zoom e várias dos mistérios dessa temporada são resolvidos. Começamos com ele como criança, presenciando o assassinato da mãe, em um paralelo bem direto com a vida do Barry, só que logo depois ele vai para um orfanato bem sombrio, já que a Terra 2 parece ter parado no tempo. Nós já sabíamos que ele era o Jay, mas o que não sabíamos era que, na verdade, ele era o Hunter Zolomon, olha só esse nome de vilão, não tinha como se tornar uma pessoa boa mesmo. Ele tinha revelado para a Caitlin, que esse era o nome dele na Terra 1, eu nem prestei atenção, mas quem já leu os quadrinhos já sabia que esse era o nome verdadeiro do Zoom, então estava claro que esse era o eu verdadeiro dele.

Depois que Harry fica sabendo desse fato, ele revela mais informações acerca do passado do Zoom: ele costumava ser um serial killer, acusado de matar umas quarenta pessoas. É um pouco estranho ele ser um serial killer, porque eles em geral seguem todo um padrão louco lá, sentem uma compulsão por cometer o próximo crime, pelo menos de acordo com as séries de crime que eu já assisti. Mas o Zoom não parece se encaixar nesse padrão, ele foi preso por seus crimes e colocado em um hospital psiquiátrico, onde levou eletrochoques, o que não faz sentido como método de tratamento, mas já estabelecemos que Terra-2 é muito retrógrada então isso não é surpreendente.

Enquanto ele estava sendo eletrocutado, o acelerador de partículas do Harry explodiu e foi assim que Zoom ganhou seus poderes, inclusive explicando aquela máscara bizarra dele, que na verdade se assemelha à mordaça que colocavam nele durante os choques. Depois que recebeu seus poderes, Zoom fugiu e começou a aterrorizar a cidade, matando mais pessoas ainda, e depois que descobriu da existência do Flash, em outro universo, passou a ficar obcecado com roubar sua velocidade e se tornar mais rápido ainda.

Adorei finalmente termos uma explicação sobre suas origens, gosto de saber como tudo aconteceu! E agora que eles sabiam, resolveram usar em seu benefício, assim que Cisco superou seu medo e percebeu que ele só vai sucumbir ao lado do mal se deixar, eles abrem a fronteira e trazem Zoom direto para uma armadilha. Eles se utilizam dos traumas do Zoom, e colocam fotos do pai e da mãe dele espalhadas por aí, se aproveitando do TEPT dele e fazendo com que ele tivesse flashbacks sempre que visse as fotos, distraindo-o o suficiente para que Barry o prendesse.

Durante esse tempo, ele até conta mais algumas informações que eu estava querendo saber, revelando como ele estava em dois lugares ao mesmo tempo: ele voltou no tempo e convenceu o seu eu do passado a fazer tudo isso, sendo morto depois. Não entendo muito bem como ele pode ter morrido no passado e ainda estra vivo, mas vou relevar, pelo menos tivemos alguma explicação!

the flash versus zoom


Pena que Zoom é mais poderoso do que Barry imaginava, e acaba conseguindo sair dessas algemas que Barry arranjou. Sinceramente, foi bem falta de preparo da parte do Team Flash, deveriam ter feito algo mais eficaz para prender o Zoom, mas tudo bem, temos que esperar até o season finale para derrotá-lo de verdade.

Depois que se liberta, ele resolve sequestrar o Wally, que finalmente resolve se encaixar no enredo principal de algum episódio e se tornar importante. Zoom diz que vai trocar o Wally pela velocidade do Barry, o que parece bem justo, e faz todo mundo ficar em prantos, porque não conseguem pensar em nenhuma alternativa possível. Sinceramente, foi idiotice deles, porque eu consegui pensar em uma solução em dois segundos: deem um tiro no Zoom. Fim. Okok, ele é super-rápido e ia ver, mas aposto que eles têm alguma arma mais eficaz, e eles ficaram bem perto do Zoom, era só fazê-lo acreditar que estavam fazendo o que queria e, boom, dar um tiro nele pelas costas. Sabe, quem se importa, o cara é um serial killer!

Mas tudo bem, eles não fazem nada disso, só mandam um aviso para o Zoom que aceitam a proposta, e aceitam mesmo. Wally volta, e Joe e Iris mandam ele sair antes mesmo de ele poder descobrir que o Barry é Flash. Com aquela tecnologia que o Harry tinha criado para roubar a velocidade do Barry, eles fazem com que Barry passasse sua velocidade para Zoom, tornando-se uma pessoa normal novamente.

Depois de conseguir tudo o que queria, Zoom está prestes a matar Barry – por que não, afinal? – quando Caitlin surge, falando diretamente com ele. Desde que descobriu que ele era Jay, ela ficou bem chateada, com razão afinal, ela só foi usada, mas parece que tinha algum sentimento verdadeiro envolvido ali, porque quando Caitlin começa a falar que ele deve se importar pelo menos um pouco com ela, ele larga o Barry e resolve sequestrá-la no lugar. Bom, isso foi surpreendente, espero que ela consiga derrotá-lo no final. Ou melhor, espero que enquanto estiver sequestrado pelo Zoom, ela consiga descobrir quem é o homem na máscara de ferro, porque estou muuuito curiosa para descobrir isso! Hoje estou achando que é o Wally, talvez só porque eu quero que ele tenha alguma importância a mais, especialmente porque ele e Joe já estão super se dando bem agora, inclusive Wally passou a morar na casa de Joe, então isso significa que ele está meio sem história nenhuma nova. Acho que isso ia ser interessante. Mas seja o que for, só quero saber a verdade!

O Melhor:
+ Quase todas explicações sobre Zoom foram reveladas
+ Foi surpreendente o sequestro da Caitlin
+ Cisco dominando os próprios poderes, FINALMENTE!!
+ Westallen se acertando e se encaminhando para acontecer

O Pior:
- Todos eles simplesmente aceitando dar a velocidade do Barry pro Zoom... Gente, se esforcem mais
- Será que um dia vão explicar por que a Terra-2 parou nos anos 40???
- Ainda não entendi algumas coisas sobre o Jay ser o Zoom o tempo todo, como é que ele lutava contra ele mesmo antes, POR QUÊ?


Nota: 9,0

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


Review: Supergirl 1x20 - "Better Angels" [Season Finale]

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Better Angels", exibido no dia 18/04/2016!

supergirl 1x20

Nossa, que episódio foi esse. Emoções à flor da pele, com certeza. Para começar, acompanhamos a luta física e mental da Kara contra a Alex, prevista no episódio passado. Lutar com a irmã não é nada fácil e, com Alex revestida de kriptonita, Kara rapidamente se vê sendo derrotada. No entanto, como vemos repetidamente no episódio, eis que encontramos nossa heroína da vez: Elisa.

Ajax, apesar de machucado, consegue proteger a mãe das garotas e a trazer para que ela possa tirar Alex do controle mental que está sofrendo. Em um discurso bastante inspirador, com menções ao Jeremiah, não demora para Alex perceber o que está acontecendo e voltar para si. Acreditem, essa foi só a primeira cena de muitas que nos emocionaram no episódio. Passado esse perigo, eles se voltam para o próximo: salvar a cidade com a transmissão de Supergirl.

Fiquei feliz em perceber que a explicação do plano era maior do que esperávamos, com base científica e tudo. Eles perceberam que os efeitos da Myriad se davam em uma parte do cérebro que influencia nosso sentimento de esperança e afins, por isso a transmissão daria certo. E deu. Mais uma vez temos um grande discurso, partindo de Kara, sobre esperança e como devemos lutar por aqueles que amamos. No caso de Kara, seu amor pelos humanos a fez mais forte. Para finalizar o impacto nas pessoas, seguindo a dica de Cat, todos recebem o símbolo de Supergirl em seus celulares e todos parecem despertar.

supergirl 1x20

Com Indigo e Non derrotados, eles fazem uma escolha extrema: ampliar o sinal da Myriad até matar todos os humanos. Acho engraçado ver como eles dizem ‘salvar’ o planeta de uma forma tão deturpada. Eu diria que o episódio foi quase retrospectivo em muitos aspectos. O tempo todo vimos o quanto Kara evoluiu como Supergirl, como virou um símbolo de esperança e lutou por isso. Vemos o quanto seu relacionamento com os outros personagens evoluiu, como Winn a acompanhou desde o começo, como James e ela se apaixonaram lentamente, como Ajax se tornou uma figura paterna tão forte e como Cat se tornou uma grande mentora e amiga.

Não podemos esquecer de Alex, não é mesmo? Essas duas cresceram juntas, literal e figurativamente,  e se tornaram heroínas, cada uma do seu jeito. Apesar da estranheza inicial, elas passaram a serem irmãs de verdade e se proteger a qualquer custo. Dito isso, não seria nada mais justo que Alex tivesse um papel importante nessa season finale – o que nos permite fazer um paralelo, inclusive, com a cena inicial e final das duas à sós.

Depois de descobrir suas chances baixas de sobreviver o enfrentamento com Non e Indigo, fomos inundados por sentimentos de todos os tipos enquanto Kara vai se despedindo de todos seus amigos. No entanto, apesar de parecer ser a única que pode detê-los, Ajax faz questão de ajudá-la. Amei ver os dois salvando o mundo como uma equipe, e sinto que os veremos fazer isso muito mais vezes daqui para a frente.

supergirl 1x20

Eis assim a dupla dinâmica encontra Non e Indigo. Apesar de parecem derrotados, como toda boa luta, Ajax e Supergirl se recuperam e jogam tudo que têm contra os vilões. Preciso comentar que Ajax nos possibilitou cenas bem fortes na forma como derrotou Indigo. Só digo isso.

Sem muita saída, Kara decide que deve levar Fort Raaz para o espaço. O problema é que, quando chegasse lá, não teria nada que a ajudasse a voltar para a Terra. Assim, por mais que não tivesse se despedido de Alex, faz agora. Sempre adorei a relação delas e como essa família que recebeu Kara de repente a abraçou como ninguém, e dessa vez não foi diferente. A conversa foi desesperadora e doída, mas necessária. Kara diz o que precisa fazer e faz questão de agradecer Jeremiah para a irmã repassar a mensagem quando encontrá-lo.

Vemos o sacrifício final. No entanto, uma pequena olhada de Alex para a nave da irmã nos dá a ideia que se concretiza: Alex salva Kara de padecer no espaço. Vemos muitos paralelos aí quanto a chegada de Kara ali e não consegui nem explicar o quanto isso é importante.

Tudo feliz e lindo. Nossa Supergirl conseguiu tudo que queria: salvou o planeta, foi salva pela irmã, Ajax voltou a ser diretor do DEO, conseguiu uma promoção, James retribui finalmente seu beijo e tudo é celebrado com champanhe. No entanto, sempre temos que ter algo a esperar da próxima temporada e fomo surpreendidos com a chegada de uma nave idêntica à de Kara na Terra.

supergirl 1x20

Meu deus!! Esses escritores querem nos matar de ansiedade. Admito que não conhece muito do mundo da DC para levantar tantas hipóteses sobre quem estaria na nave, mas li algumas teorias interessantes. A primeira é que poderia ser alguém da família de Kara ou até Alura, o que seria bem surpreendente. Nos quadrinhos, a família de Supergirl sobrevive a destruição de Krypton, então existe uma chance aí! A segunda teoria é de que poderia ser algum clone do Clark ou da Kara, o que nos leva a outra teoria: Superboy. Uma das versões do personagem nos quadrinhos é um clone de Clark, além de ele estar conectado com o Projeto Cadmus - um dos focos da próxima temporada, com certeza. Por fim, temos sempre a opção de perguntar não ‘quem está na nave’, mas ‘o que’, o que torna as coisas mais interessantes.

Independente disso, será alguém fundamental para a história. O produtor Andrew Kreisberg disse que quem está na nave é “um personagem importante, e vai ter um papel importante para a segunda temporada. E com certeza vai agitar as coisas na série.” Agora vamos ter que esperar. Enquanto isso, e vocês? Tem alguma teoria de quem poderia ser nosso(a) visitante misterioso?


O melhor
Posso falar todos os discursos? Desde Elisa e Alex até Cat e Kara, passando por todas as despedidas que Kara teve que fazer.
Paralelos entre a relação Kara e Alex, e a chegada de Kara na Terra e seu resgate.
Posso abraçar esse elenco todo?
Cat e sua conversa final com Kara. Sim, Kara. Cat chamou ela pelo nome certo, achei bem significativo.
O kriptoniano misterioso.

O pior
Nada?

Nota 10

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Stana Katic e Tamala Jones anunciam saída de Castle

Eu sei eu sei, estamos todos chocados. Começamos a semana (18/04) com a divulgação da saída das duas atrizes de Castle. Elas não voltarão para a próxima temporada, depois de oito anos na estrada. 

kate beckett lanie

"Kate Beckett tem sido uma queria personagem na série Castle por oito anos," a ABC divulgou. "Nós estamos gratos pelo talento e dedicação da Stana Katic na série e esperamos que o relacionamento com ela continue. Tamala Jones [que faz a Lanie] também foi parte integral da série e estamos gratos que ela tenha sido parte de Castle."

A decisão sobre o futuro da série ainda não foi feita, visto que Castle não estava na lista das 15 séries que foram renovadas da ABC, mas parece que estavam pensando em uma temporada com menos episódios (13). Segundo a rede de televisão, ainda não decidiram sobre isso. 

Stana se pronunciou: "Ao invés de distrair do que foi uma experiência incrível, eu gostaria de dizer o quanto sou grata pela ABC me dar a oportunidade de fazer parte dessa série querida. Obrigada aos fás."

Tenho que admitir que a saída da Stana me preocupa. Por mais que o Rick tenha o seu nome da série, Castle sempre foi dos dois. Perder a Beckett vai ser algo bem difícil de se explicar na série, muito menos continuar o mesmo ritmo. Já vimos que a série até funciona um ou dois episódios sem ela, mas não tem como não sentir falta. 

Não duvido que Castle conseguiria ter uma serie só sua, mas depois da importância que o casal ganhou, vai gerar uma estranheza. Por mais que eu ame a série, será que não é melhor terminar com chave de ouro? Vendo exemplos como The Vampire Diaries, dá para perceber o quanto é difícil a série se manter depois de uma perda de elenco assim. Os escritores estão em uma encruzilhada.

richard castle
Eu te entendo, Rick. Tá dificil acreditar.
No entanto, os produtores parecem estar otimistas, apesar da nona temporada ainda não confirmada. O empresário da ABC, Paul Lee, disse aos repórteres em um tour de imprensa que estava otimista com a possibilidade das futras temporadas de Castle, com ou sem os personagens principais. 

Apesar de tudo, com o fim ainda indefinido e o season finale chegando, os produtores Alexi Hawley e Terence Paul Winter falaram sobre as gravações, que acabaram de terminar. "Se nós ouvirmos que Castle não vai voltar, nós gravamos algo que pode terminar o episódio como uma forma de fechar a série," Hawley disse. "Obviamente isso seria ruim porque significaria que acabou. Nós fizemos com o objetivo de proteger os fãs, porque a série não pode terminar com um cliffhanger." Winter adicionou ainda: "A esperança é que a cena não veja a luz do dia."

Antes mesmo da saída de Katic, os produtores queriam terminar a temporada do zero, com a trama da Loksat programada para acabar com a season finale. "O nosso plano desde o começo era fechar tudo porque para que na 9ª temporada, que esperamos ser confirmada, pudéssemos começar com novas histórias, não devendo mais nada," Hawley disse.

Se você já está pensando que a Kate pode ser morta para Stana sair da série, os produtores já tinham falado que não matariam os personagens principais, na época em que certas especulações saíram. "Nós matamos o Montgomery na 3ª temporada," Winter disse em Outubro. "Nós não vamos mais matar pessoas." No entanto, infelizmente, nada impede de eles mudarem de ideia agora. 

O criador de Castle, Andrew Marlowe, comentou sobre a saída no twitter. "De coração partido. Não tenho palavras. #nmc" Não sabemos o que significa esse 'nmc'. Seria Não mais Castle? Não mais comentários? Não mais escolhas (choice em inglês)?

caskett
Como não amar? *snif*
Como poderíamos esperar, Nathan Fillion, que faz nosso querido Rick, também se pronunciou. "Castle tem sido uma das maiores felicidades da minha vida criativa, e eu espero que a série continue ainda por muitos anos. Stana tem sido a minha parceira de todos os tempos, e eu agradeço por ela ter criado a personagem da Beckett que vai continuar vivendo como uma das maiores policiais da televisão. Eu a desejo tudo de bom, e não tenho dúvidas de que ela vai ter sucesso em tudo que fizer. Ela fará falta." Nós sabemos, Nathan. E como.

E vocês? O que acharam dessa notícia surpresa? Vamos nos abraçar e chorar juntos?


Fontes: (x) (x)

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

 
UA-48753576-1