Image Slider

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Review: The Flash 3x08 - "Invasion! (1)"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Invasion!", a primeira parte do crossover da DCTV, exibido no dia 29/11/16.

the flash 3x08

E o momento menos aguardado do ano chega: crossovers. Nada contra, em tese, mas temporada passada me traumatizou quanto a isso, e assim que no início do ano anunciaram que queriam fazer um crossover com quatro (4) séries da DCTV, eu logo revirei meus olhos e apenas murmurei “não”, não tem como isso dar certo. Dito isso, poderia ter sido bem pior do que foi, mas também ainda não acabou, dá tempo de eles errarem bastante ainda.

The Flash, Arrow, Legends of Tomorrow e Supergirl são todos uns queridos, apesar de eu estar um pouco atrasada em LoT ainda, amo todos os personagens individualmente, alguns mais que outros, mas desde que não se atrapalhem está tudo ótimo. O grande problema de ter todos eles juntos é que são simplesmente MUITO personagens, não tem como fazer todas as dinâmicas individuais realmente aparecerem e serem exploradas, e isso me deixa bem frustrada.

Mas vamos lá, vamos focar nos personagens de The Flash dessa vez, já que esse episódio é dessa série. Team Flash está vivendo casualmente, testando o Wally sem parar só para enrolá-lo quando de repente uma espaçonave cai no meio de Central City e uns aliens feios saem de lá, assustando o Barry. Essa história toda teria parecido completamente ridícula se Supergirl não existisse, mas ela está ali, mesmo que em outro universo, e logo que descobre o perigo que esses alienígenas aparentam ser, Barry resolve que eles precisam lidar com isso.

A melhor parte do episódio foi ver Lyla de novo, simplesmente porque eu a amo muito, e ela até diz que era para deixar com ela, que como diretora da ARGUS ela mesma ia resolver essa situação, mas Barry não quer deixar nada pros outros. Fico, como sempre, abismada com um pequeno grupo de pessoas achar que pode vencer um exército inteiro. Não importa que sejam quatro séries, uma invasão alienígena deveria ser um problema governamental, não de vigilantes, mas tudo bem, não teríamos série se fosse assim.

Barry vai inicialmente até Star City, chamando Oliver, Digg, Felicity e Thea – que resolveu voltar só porque aliens e crossover – e pedindo para eles contatarem o pessoal de LoT. Depois disso, ele e Cisco pulam de universo para chamar a Kara, afinal nada melhor do que uma alienígena invencível para derrotar vários outros aliens. Com a chegada Kara e todas apresentações sendo feitas, temos todos os super-heróis reunidos lindamente, prontos para ajudar.

cisco ramon 3x08


O primeiro problema que se apresenta é quem será o líder do grupo. Oliver começa a sugerir coisas, mas Mick logo interfere dizendo que ele não é o líder e então Oliver sugere que Barry seja, já que ele que juntou todos, e ninguém discorda – nem concorda também, votação bem mais ou menos essa aí – tornando assim o Barry o líder Oficial. Mas só tem uma questão que não foi mencionada... Flashpoint.

Cisco ainda está muito irritado com Barry, desde que descobriu que a morte do seu irmão não aconteceu na linha do tempo original, e não faz disso um segredo. Tudo só se complica quando Stein e Jax revelam em segredo para Barry e Oliver que receberam uma mensagem vinda do Barry do futuro dizendo para NÃO confiar no Barry porque o universo estava todo alterado. Oliver diz que eles não deviam contar para todos, porque primeiro precisavam se concentrar em combater a ameaça atual, mas logo Cisco encontra a gravação e deixa todo mundo saber o que aconteceu, contando para todos o que o Barry fez. Todos criticam a atitude do Barry, principalmente o pessoal de LoT, que literalmente sempre viaja no tempo e mesmo assim não sai mudando as coisas, Sara até fala que ela queria ter salvado a Laurel também, mas não fez porque sabia das consequências.

Uma das pessoas mais afetadas pelo crossover foi o Digg, já que a baby Sara virou outra criança, o John Jr. Adorei ver finalmente o Digg descobrindo sobre isso e que ele ficou bastante chateado, só espero que ele conte para a Lyla sobre isso, porque ela também merece saber. Fiquei um pouco decepcionada de não termos visto nenhuma reação da Sara, porque acho revoltante que tenham nomeado um bebê em homenagem a ela e depois NUNCA a vimos reagindo a isso. Outra pessoa que foi afetada, mas nós nem sabíamos até o momento é o Martin Stein. Ele estava viajando pelo tempo e ainda não sabia dessa alteração, assim que pousa aqui, começa a ter algumas visões e, surpresa, nesse novo universo ele tem uma filha, Rebecca. Achei isso bem curioso e espero que vejamos essa situação sendo explorada!

De qualquer forma, depois de todas essas revelações, ninguém mais quer confiar no Barry e resolvem que ele deve ficar para trás durante essa batalha. O único a discordar é o Oliver, que fica com Barry só por revolta, enquanto todos os outros vão atrás dos aliens. Oliver e Barry vão até aquela sala futurística e Barry descobre que o futuro foi realmente alterado, agora quem escreveu aquele artigo não foi mais a Iris e sim uma outra moça, o que me deixou bastante curiosa para ver o que vai acontecer. Ao que tudo indica, não tem como reverter o que foi feito, mas como é que vamos saber O QUÊ mudou do futuro pra frente? Tenho medo que eles façam algo acontecer a Iris.

Oliver não fica tão abalado quando Barry, dizendo que não foi culpa dele e que qualquer um teria tomado uma decisão parecida. Oliver mesmo perdeu os pais, de forma bastante trágica das duas vezes, e disse que se pudesse faria o mesmo. Eu acho que o Barry errou bastante, mas realmente o Oliver está certo, ninguém está na posição de julgar, o Cisco, por exemplo, queria que o Barry salvasse seu irmão, e isso não seria o mesmo que o Barry fez para salvar os pais? Pena que o Oliver é o único mais compreensivo ali – palavras que eu nunca achei que fosse dizer, mas olha aí.

dc crossover 2016


Mas além dessa conversa motivadora, tem mais uma vantagem de Oliver e Barry terem ficado para trás. Quando todos foram resgatar o presidente – que, é, tinha sido sequestrado e esqueci de falar – os alienígenas afetam os heróis e acabam controlando-os mentalmente, só deixando Oliver e Barry para lutar contra todos eles e ainda tentar salvar o mundo.

O maior perigo é Kara, já que ela é muito poderosa e, como vimos no início do episódio, ela consegue derrotar todos os outros heróis sem nem levantar o dedo. Mas todos os outros ainda são muito perigosos e não ajuda nada quando Wally resolve correr para ajudá-los e, cinco segundos depois, está desmaiado, fazendo com que além de tudo, agora ainda tenham que protegê-lo.

Barry resolve que ia usar o poder da Supergirl contra ela mesma, tentando fazer com que ela destruísse o que estava causando o controle mental, e enquanto isso Oliver tinha que, com o Wally nas costas, tentar lutar contra Thea, Digg e Sara, ou seja, sua irmã e dois de seus melhores amigos. Molezinha, né.

O bom é que Barry consegue cumprir seu plano, bem quando Oliver e Sara estão em uma luta maneiríssima, mas que precisava acabar porque não quero meus filhos brigando.  E se você acha que Wally aprendeu a lição e agora não vai mais sair por aí lutando seu preparo, está bem enganado, além de tudo ele se junta ao HR – que continua irritante como sempre – e pede para ser treinado. Deviam ter avisado a ele logo no início que os recrutas do Team Arrow também não estavam participando de nada disso, crossover é só para veteranos, querido.

E eles podem ter escapado do controle mental, mas ainda faltam dois episódios de invasão. No final desse, Oliver, Thea e Sara são abduzidos pelos aliens, deixando no suspense até o episódio de Arrow.

*O crossover foi introduzido em Supergirl, vejam aqui sobre o episódio.
Clique aqui para ler a review da continuação do crossover em Arrow.

O Melhor:
+ Lyla aparecendo!!
+ Finalmente falaram sobre baby Sara
+ Gostei de ver o Cisco e o Digg irritados com o que o Barry fez
+ Todos reunidos!!
+ Oliver apoiando o Barry
+ Mais indicações sobre o Flashpoint! Quero saber sobre a filha do Stein!

O Pior:
- Muitos personagens
- Sempre acho muito ruim ver a Sara encontrando os personagens de Arrow e mal dando um oi.
- Esperava ver um pouco mais da Kara, sei lá.
Wally insistindo em ir lutar direto


Nota: 8,5

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


terça-feira, 29 de novembro de 2016

Review: Supergirl 2x08 - "Medusa"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Medusa", exibido no dia 28/11/2016!


supergirl 2x08

O Dia de Ação de Graças já passou, mas a família Danvers e agregados está comemorando agora e o evento está recheado de surpresas. Enquanto James e Winn querem contar para Kara sobre o Guardião, Alex precisa que a noite seja especial já que quer contar que é gay para a mãe. E ainda temos mais uma: fica cada vez mais claro que Mon-El gosta de Kara. Ele chega até a dar flores para Eliza como se quisesse agradar a possível sogra. Kara, claro, demora para perceber, mas a mãe logo avisa. Com tantos segredos a serem revelados, no entanto, só o que conseguimos é um discurso fofo de Mon-El falando o quanto Kara é importante para ele. Um portal louco se abre no meio da mesa de jantar e, bom, ninguém decide fazer mais surpresas.

Depois de terem conseguido entrar na Fortaleza da Solidão, a ameaça do Cadmus se torna cada vez maior. Tudo parece normal no bar dos aliens quando Hank chega (sim, o Hank verdadeiro). Mon-El, cliente cativo do local, está lá e logo reconhece o ciborgue, apesar de tentar se esconder. Os dois começam a brigar lá fora, mas o estrago já está feito: um vírus é espalhado no ar e mata todos os aliens do bar... Só o que resta é contar para o DEO o que aconteceu, o que resulta em Kara, Mon-El e Ajax a ficarem de quarentena na sede até que entendam como um vírus pode matar só aliens. As condições de Mon-El, no entanto, pioram já que teve contato com o vírus e logo fica de cama, cada vez pior - o que dá tempo para Kara entender se Mon-El gosta ou não dela. O episódio nossa Supergirl fica incrivelmente preocupada com ele, o que ela ficaria com qualquer de seus amigos, mas dava para ver que vê-lo assim pode ajudar a perceber se gosta dele ou não. 

Apesar de Kara logo confrontá-lo sobre o assunto, nos rendendo uma cena fofa e engraçada, e Mon-El negar, a beira da morte faz com que ele a console de forma inusitada. Nossa supergirl está mal com toda a situação e se culpa pelo estado de Mon-El, então, meio grogue, ele fala que ela é linda e é linda a forma como carrega o peso do mundo em suas costas. E... os dois se beijam. Dois segundos depois, Mon-El desmaia de novo. A pobre da Kara fica sem reação. Infelizmente, apesar do beijo, o relacionamento dos dois ainda fica confuso. Quando Mon-El acorda, ela pergunta se deveriam falar sobre o que aconteceu, mas ele parece não lembrar de nada - o que dá a ela a oportunidade de ignorar e fingir que nada aconteceu. Se ela queria que acontecesse alguma coisa, mas estava com medo, não sabemos. Talvez ela queira um tempo para pensar sobre isso. Quero muito saber o que Kara está pensando. Só deu pena de ver Mon-El na cama olhando para ela sair, dando a impressão que lembrava sim do beijo.

supergirl 2x08

A história principal do episódio, no entanto, foi Cadmus e seu vírus. Apesar de estar descobrindo seus sentimentos, Kara teve lidar com muitos outros - principalmente quando descobre algumas coisas não tão legais sobre seu pai biológico. Depois do ataque ao bar, Eliza é chamada para ajudar, por ser biomédica, e logo descobre que o vírus vem de Krypton. Daí para a Fortaleza da Solidão foi um pulo e Kara conecta todos os pontos do quebra-cabeças. O que ela não imaginava era que quem havia criado o vírus foi seu pai, conhecido como Projeto Medusa. Sendo assim, a arma mata todos os aliens menos os krytonianos - o que não faz nada bem para a consciência de Kara. 

Como sempre a série nos proporciona ótimas cenas entre os personagens, e quem é melhor para falar sobre isso com ela do que Ajax? Apesar de ter parecido meio distante durante o episódio, nosso Hank vai atrás de Kara. Ela confessa o quanto esperava mais dos pais e que não era nada bom ver a imagem que tinha deles se despedaçando aos poucos. Por mais que estivessem protegendo seu planeta, eles estavam destruindo a vida de milhares de pessoas assim como Lex e Lilian Luthor querem fazer. Ajax, no entanto, tem um simples recado (que faz toda a diferença). Apesar de achar que esse legado deles seja só destruição, ele faz Kara perceber que ela é o legado deles mais importante de todos. O momento entre eles ainda revela outro segredo que poucos sabiam: a mutação de Ajax. Ele se transforma em parte na frente de Kara e resolve contar que está se transformando em um White Martian. Supergirl, claro, quer ajudar, mas ele faz ela prometer que resolverão o problema do vírus antes de mais nada.

supergirl 2x08

Sem poder postergar mais, Kara sabe dos perigos do vírus e, ao descobrir que a LCorp tem o necessário para ajudar a espalhar o vírus pela cidade, ela decide confrontar Lena. Vestida como Supergirl, Kara avisa para Lena que sua mãe está por trás do Cadmus e que precisa de sua ajuda, mas somos surpreendidos com a reação da CEO. Lena vai contra Supergirl e fala como se isso tudo fosse uma armação. Sua mãe não poderia ser assim, ela é má, mas nada dessa maneira. Enfim, negação total. Assim, despensa Supergirl e chama a mãe mais uma vez em seu escritório. Já sabíamos que ela estava no escuro quanto ao projeto, mas, no entanto, Lena entrega o que a mãe precisa e resolve se "juntar à causa". Eu diria que foi uma boa reviravolta, apesar de não tem me convencido exatamente. Principalmente por causa das razões para Lena se juntar à mãe. Seu desejo de aceitação é tão forte assim? Será que ela decidiu abraçar o nome Luthor de uma vez? Nada havia indicado isso, mas a verdade é que não a conhecemos tanto assim. 

A aliança nos leva ao porto e as duas se preparam para lançar um míssel com o vírus embutido. Apesar dos finais felizes que estamos acostumados, nada parece dar certo. O míssel é lançado por Lena e Kara voa o mais rápido que pode para impedir que ele chegue ao destino. Já Ajax encontra Superciborgue e luta contra seu outro eu. Eis aí uma cena significativa. Além do fato de estar mudando, o fato se transformando em um inimigo que matou sua raça inteira não é fácil. Ajax deve ter lutado muito contra isso, mas ele decide abraçar o "monstro" que vive dentro dele e se transforma para lutar com Hank - o que me fez pensar que tudo ficaria bem, que, no final das contas, ele poderia fazer as pazes com a situação em que está. No entanto, isso não basta e a luta não parece dar em nada. Não só isso como, por que tenha se esforçado, Kara não consegue impedir o vírus de cair sob a cidade - ou pelo menos o que achávamos que era o vírus. Supresa! Sabe a reviravolta da reviravolta? Pois é. Lena, mais uma vez, mostra querer o bem e ainda bota a mãe na cadeia. Só fico pensando como ela ficou só olhando eles terem esse trabalho todo, sentirem o desespero de terem falhado, para só depois descobrirem que ela estava do lado dele rs. 

supergirl 2x08

E não pensem que a montanha-russa emocional do episódio acabou. O segredo de Alex, antes não dito, logo se desenvolve. Já que está trabalhando com a filha numa cura para o vírus, Eliza resolve confrontar Alex já que percebe que a filha quer contar algo. Mas, como mãe é mãe, Eliza já dá seu palpite e pergunta se tem a ver com Maggie. Imagino que essa é a cena que todos os gays gostariam que acontecesse com seus pais. Apesar de Alex achar que poderia desapontar a mãe de alguma forma, Eliza faz questão de falar o quanto a filha é extraordinária e que ser diferente não deveria ser uma surpresa, tendo em vista a família delas. Ela apoia a filha no que for. Não só isso como a história de Alex se desenvolve ainda mais. Depois de ter sido atingida pela Superciborgue quando ele atacou LCorp, Maggie é levada para o DEO, onde é cuidada por Alex - que, sim, aparentemente faz tudo ali. As duas conversam e Alex, mais uma vez, se abre falando que percebeu que finalmente sente como se a descoberta de sua sexualidade como parte de sua vida e não só algo ligado a um relacionamento entre as duas. E, quando menos esperamos, Maggie percebe que não deveria estar lutando contra algo que quer. Por isso, depois de tudo resolvido com o vírus, ela vai até a casa de Alex e se declara <3

Como muitos sabem, o episódio faz parte do começo do crossover entre The Flash, Arrow e Legends of Tomorrow. Por isso, pouco antes de acabar, "Medusa" nos traz Barry de volta à National City, acompanhado de Cisco! Os dois precisam de ajuda e Kara prontamente se habilita. O episódio de The Flash já saiu, vejam aqui ;)

supergirl 2x08 the flash

O melhor
Cena entre Ajax e Supergirl.
O beijo entre Mon-El e Kara!! <3
Por falar nisso, e Alex e a Maggie, heeeein? 
James e Winn tentando contar para Kara. Vergonha alheia.
Eliza maravilhosa curando todo mundo. 
Lena salvando o mundo novamente. 
Barry e Cisco tentando abrir um portal o episódio inteiro!! Só eles mesmo. 
Ajax abraçando seu lado 'monstro" para lutar contra Hank. (Mas estou feliz que ele voltou!!)

O pior
A imagem dos pais de Kara que ela tinha se despedaçando. 
A carinha do Mon-El de tristeza. Por falar nele, wtf foi aqueles aliens procurando por ele pela galáxia??

Nota 9,5

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Review: Teen Wolf 6x01 - "Memory Lost"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "Memory Lost", exibido no dia 16/11/2016!

teen wolf 6x01
E chegamos a mais uma última temporada de séries que assisto. 2017 será sofrido em relação ao adeus dessas produções. Teen Wolf melhorou muito ao longo de sua exibição e as expectativas para esse sexto ano estão lá em cima.

O episódio começa nos mostrando como anda a vida após os Dread Doctors e a Besta. Liam e Hayden estão vivendo seu romance, Scott tentando se recuperar nas aulas, Lydia e Malia idem e o Stiles querendo mais uma aventura. O nosso melhor amigo de sempre anda um pouco desconfiado de desaparecimentos que estão acontecendo e ele, como sempre, está certo. Após um menino ser encontrado, depois que os pais desapareceram na estrada, Stiles e Scott vão a casa que ele dá e Stiles sente uma presença, e avista o homem em cima do cavalo que atira nele.

Na realidade, trata-se dos Ghost Riders, que saem a procura de almas e "apagam" as pessoas como se elas nunca tivessem existido, basta ter um "encontro" com eles. O nosso medo vai se concretizando ao longo do episódio, quando Stiles tenta salvar o menino, mas percebe que, pouco a pouco, estão se esquecendo dele. Primeiro em coisas banais e depois partindo nosso coração quando Scott pergunta: "quem é" no telefone. Para completar, nem o xerife reconhece o filho. Stiles sabe que o seu "fim" está próximo e a única que se lembra dele, não sei se por ser banshee ou porque eles têm uma ligação especial, mas até o fim ela se lembrou dele.

teen wolf 6x01 stydia

Os fãs Stydia devem ter comemorado muito, porque até eu achei fofo demais. Além de ficar com Stiles até o fim, a Lydia prometeu que se lembraria dele, enquanto ele diz que ela foi a primeira menina que ele dançou, o crush dele do primeiro ano terceiro ano, e que ele a amava. Que amor! Stiles é "apagado" mas Lydia fica com a sensação de quem tem que se lembrar de algo. Ela com certeza será a chave para trazê-lo de volta!

teen wolf 6x01

Gostei muito da premiere e já estou emocionada com o fim!!

Besos

PS: Esse relacionamento do Stiles e Malia ficou bem esquisito. Afinal, estão juntos ou não?

PS2: Mason e seu boy poderiam ter mais tempo em cena...

PS3: Sdds Kira. Cadê Parrish?

PS4: Liam querendo ser Alfa, guento com nosso filhinho não.


Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Review: The Flash 3x07 - "Killer Frost"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Killer Frost", exibido no dia 22/11/16.

the flash killer frost

Killer Frost está a solta! E por isso eu quero dizer que a Caitlin continua só andando por aí normalmente como sempre, mas agora sua hora chegou e seus poderes a dominaram. O episódio começa de onde o último parou e Barry está “lutando” contra Savitar, só que os dois não estão nem perto do mesmo nível, então Cisco e Caitlin acabam precisando usar seus próprios poderes – afinal qual é o objetivo DELES terem poderes, se só o Barry faz alguma coisa? – para derrotá-lo. O problema é que, como a mãe dela tinha avisado, quanto mais a Caitlin usa seus poderes, mais eles ficam difíceis de controlar, então basta Caitlin lutar contra o Savitar uma vez que, boom, mudança de personalidade total.

Não acho que isso vá ser explorado na série, mas eu só queria uma explicação para isso. Que eu me lembre, nenhum dos outros metahumans teve alguma alteração em suas personalidades, os vilões só ficaram mais poderosos e usaram seus poderes para o mal, foi isso, nunca achei que eles fossem pessoas normais que tivessem sido “dominadas” pelos poderes, então por que com a Caitlin isso acontece? Se todo mundo virasse mal quando tivesse poderes, por que o Barry pode controlar? Não faz sentido para mim. Ou a explicação seria que os poderes inibiriam um pouco o superego dela e a Caitlin seria controlada por impulsos mais inconscientes que ela estava tentando esconder? Então todas suas ações na verdade são sentimentos verdadeiros dela, mas que ela reprimiu. Essa explicação meio psicanalítica faz mais sentido para mim.

Mas como essa mudança psíquica ocorre não importa, Caitlin está mudando de personalidade, cor dos olhos e tom de voz, para deixar claro se ela está sendo má ou não, e ela quer encontrar o Alchemy de qualquer jeito, querendo que ele tire seus poderes. Tranquilo, faz até sentido, o problema é que para isso ela resolve dar a louca, invadir a delegacia e sequestrar o Julian para ele criar um algoritmo para ela. Por que o Julian? Não poderia ter pedido pro Cisco criar um algoritmo? Plano ruim.

Mas a MELHOR parte de tudo isso, é que Caitlin fica cansada de ficar calada e resolve colocar pra fora toda sua raiva do Barry. Finalmente alguém tem coragem de dizer pro Barry o que todos pensávamos, sobre como ele só pensou nele mesmo, destruiu a vida de várias pessoas e continua cometendo os mesmos erros, e não está nem aí desde que o beneficie. Iris até vai dizer pro Barry depois que não é assim, que o Barry não sabe se essas coisas não iam acontecer de qualquer jeito, mas NÃO IMPORTA, não tinham acontecido antes e já era hora de alguém gritar com o Barry sobre isso. Meu querido, tem que aprender alguma hora que não dá para sair fazendo as coisas sem sofrer nenhuma consequência.

the flash 3x07


A maior consequência que Barry sofre é que é revelado para o Cisco que o Dante, irmão dele, não tinha morrido na linha do tempo original, isso foi uma consequência das intervenções do Barry. Eu entendo que o Barry nem tenha tido essa intenção, mas o IRMÃO dele morreu, é claro que o Cisco vai ficar chateado. E, para variar, o Barry não parece ter muito tato, ele nem espera o final do episódio antes de ir falar com o Cisco, perguntando se eles vão ficar bem, primeiramente você mal pediu desculpas, Barry, e depois dê um tempo! Acho de bom tom esperar pelo menos uma semana para o Cisco digerir essa informação antes de vir querendo ser amiguinho.

HR menciona nesse episódio que o verdadeiro poder do Barry não é sua velocidade e sim sua esperança, mas vou te contar que essa também é uma de suas características mais irritantes, pode até ser fofo às vezes, mas quase sempre só me faz querer revirar os olhos. Ele fica tentando apelar para a Caitlin, conversando com ela, mas nada disso adianta. Até o momento em que ele literalmente diz para ela o matar mesmo, que só assim ela sairia dali, que isso parece quebrar o feitiço e fazer com que Caitlin volte ao normal. Ok, jogue com sua própria vida, ninguém se importa.

Mas Caitlin volta e cria um problema, porque ela sequestrou Julian, que viu o rosto dela e sabe quem ela é. Barry, sendo quem é, vai conversar com o Julian, dizendo que a Caitlin não é do mal e etc, não é para julgá-la assim. Acho engraçado o Barry fazer um discurso sobre como a vida não é tão dicotômica quando essa série é literalmente uma das MAIS dicotômicas, mesmo a Caitlin não integra nem um pouco essas duas partes dela, então esse discurso foi bem fraco. Julian concorda em não entregar Caitlin sob uma condição: Barry se demitir, argumentando que ele não consegue fazer justiça direito, cego por suas amizades.

Honestamente? Concordo. O tipo de justiça que o Barry faz é outra, não condizente com o trabalho policial, se ele quer fazer isso, devia ter deixado a Caitlin – e todos os outros metahumanos – ser julgada de acordo com o sistema judiciário. Quem te fez juiz para sair determinando quem deve ser preso e quem “está doente” e merece ser ajudado de outra forma?

Julian tem umas ideias bem interessantes, é uma pena que tudo o que ele falar vai ser descartado porque ele é revelado como vilão. Achei que ficou um pouco confuso no final se ele já era o Alchemy anterior ou se tem vários Alchemy? Porque do jeito que o Savitar falou ao aparecer para Julian, parecia que o Julian tinha parado com isso então não entendi muito bem.

the flash 3x07


Outra coisa que aconteceu no final do episódio passado, mas de alguma forma eu não notei nem um pouco foi que o Wally foi envolvido em um casulo. Juro que não lembro de ver isso episódio passado, mas não vou verificar, acredito que tenha acontecido. Em algum momento, depois que Wally foi usado como isca para encontrar o Alchemy, o enfiaram dentro de um casulo e agora ninguém sabe o que fazer. Por mais que a tecnologia afirme que ele está vivo, Caitlin não sabe afirmar se quebrar o casulo traria alguma consequência, afinal durante uma metamorfose a lagarta literalmente se destrói para voltar como borboleta, então se você quebrar o casulo no meio do processo vai matá-la. Provavelmente; nunca tentei fazer isso, mas não recomendo caso você não queira a morte de uma borboleta na sua consciência.

Dito isso, a solução dada é simplesmente esperar para ver se o casulo se abre por livre e espontânea vontade, enquanto os sinais vitais de Wally estiverem bem, não tem muito problema deixá-lo ali. Até mesmo porque eles têm muitos outros assuntos com o que se preocupar, como a Caitlin se tornar Killer Frost e tudo mais.

Quem não fica nem um pouco feliz com a ideia de deixar Wally ali é Joe, que não confia totalmente na ciência e acha que deveria confiar no seu próprio instinto. Nenhum problema nisso, tirando que o instinto dele está errado. Ao invés de falar sobre seus medos com o resto da equipe, Joe fala só com o HR, que não é a pessoa mais sensata do mundo, e junto os dois concordam em simplesmente quebrar o casulo. Por que, afinal, o que pode dar errado, não é mesmo?

Para a sorte deles, nada muito extremo acontece. Wally sai do casulo um pouco alterado, vibrando por aí sem parar, não parecendo ter um total controle sobre o que acontece com seus corpo. Mas pelo menos ele não está desintegrado nem nada. Depois que Barry consegue convencer Caitlin a  ajudá-los de novo, ela rapidamente chega a uma solução, que Barry injeta em Wally depois que o encontram. E agora Wally está normal e com poderes, yay! A cara que o Wally faz depois de correr super rápido é a coisa mais fofa, esse episódio inteiro valeu a pena ser visto só pela felicidade do rosto dele. Amei.

O Melhor:
+ Wally muito feliz com seus poderes!!
+ Caitlin gritando com Barry sobre tudo o que ele fez
+ Estou gostando da maior profundidade que o Cisco ganhou nessa temporada
+ Barry finalmente se conscientizando que suas ações têm consequências
+ Revelações sobre o Julian

O Pior:
- Joe tomando decisões idiotas
- Falta de explicação sobre mudança de personalidade da Caitlin
- Parece que a Iris se tornou apenas um “discurso motivador” ambulante, ela só aparece para deixar o Barry mais seguro e é isso. Cadê um enredo interessante envolvendo ela?


Nota: 9,0


Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


Review: Supergirl 2x07 - "The Darkest Place"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "The Darkest Place", exibido no dia 21/11/2016!


supergirl 2x07

Precisamos falar do quanto esse episódio foi intenso. Muitas coisas aconteceram. E coisas importantes. Vamos começar pelo perigo que já esperávamos: Cadmus e o sequestro de Mon-El. Todo mundo estava tão imerso em diversos problemas que Kara teve que lidar com isso tudo sozinha. Nosso Mon-El até tenta fugir, mas acaba ficando quando percebe que pegaram Hank também - ou é o que acha. A Doutora do Cadmus usa Mon-El como isca para trazer Supergirl ali e, assim que ela chega, descobrimos que o Hank verdadeiro assumiu seu codinome dos quadrinhos: Superciborgue. É, a confusão do começo do episódio ao vermos Hank em dois lugares diferentes, sem saber se era em tempos diferentes, foi resolvida. 

Infelizmente, o Superciborgue é bem forte e nocauteia nossa Supergirl. Kara é jogada na cela ao lado de Mon-El sem muita perspectiva de sair de lá. Aliás, achei meio estranho Hank, Winn, James e Alex terem deixado passar esse sumiço da Kara. Não é nem um pouco a cara dela de estar indo para um lugar e não aparecer sem dar explicações. Eu sei que foi por causa do timing do episódio, mas pouco crível. Enfim, é aí que Kara conhece Lilian Luthor. Sim, ela descobre o nome mesmo, já que a encontrou no escritório de Lena no outro episódio - o que já foi um grande passo. Cadmus está avançando para valer, o que estava demorando. E além disso já sabemos sobre Lilian e suas motivações. Ela acredita que Superman tenha taxado Lex como vilão e acabado com a vida de seu filho, assim como ela não gosta de relação de Lena com a Supergirl. E ela tem observado a Kara há bastante tempo. Por isso, ela pede que Kara esgote seus poderes para passar essa energia um "óculos-coletor" (acabei de criar o nome) em troca de poupar a vida de Mon-El. Kara faz e ainda por cima coletam seu sangue. Kara se sente sem esperança e tem um momento fofo com Mon-El.

E quando menos esperamos, Jeremiah aparece!! Devo dizer que fui pega de surpresa. O plano inicial de Kara e Alex de libertar o pai foi meio deixado de lado com tudo que vinha acontecendo, mas, com Cadmus cada vez mais perto, impossível não acontecer. Ele ajuda os dois a saírem da cela e até tira a bala alojada na perna de Mon-El. Ele fala o quanto está orgulhoso de Kara, o que nos proporciona um ótimo momento pai-e-filha. No entanto, ele decide não fugir com eles e ficar para atrasar os inimigos. Uma coisa me incomodou. Vemos o pessoal da Cadmus chegando e atirando, mas não vemos a reação de Jeremiah. Ele saiu de lá? Ele atirou de volta? Enganou os agentes de alguma forma? Se ele for um agente, ele conseguiu manter seu "disfarce" ou agora é inimigo do Cadmus de novo?

Por mais positiva que eu queira ser, li uma teoria que faz bastante sentido e vai abalar a família Danvers. Jeremiah ficou preso no Cadmus por 15 anos. É bem possível que ele esteja em completo acordo com eles e só tenha libertado Kara e Mon-El à mando da Lilian, como parte de um plano maior. Vamos combinar que depois de todos os jogos emocionais que ela aprontou no episódio (um exemplo foi Hank fingindo ser Ajax para Mon-El não fugir) faz sentido. Infelizmente, quando Kara reencontrar o pai adotivo, sua guarda vai estar baixa e isso é preocupante. Eu sei, eu sei, isso tudo dói o coração e dá um novo significado ao reencontro, mas, por enquanto, a gente pode ficar com as imagens felizes dos dois do episódio em mente.

supergirl 2x07

Enquanto isso, o Guardião teve alguns probleminhas. Depois de prender um bandido ao estilo Arrow de cabeça para baixo, um vigilante o mata. Isso tudo resulta na mídia acreditar que o Guardião agora é um assassino. Foi legal ver como James tentou lidar com isso no jornal, já que obviamente sabia a verdade, mas ainda assim não podia falar nada quando as provas pareciam apontar para o Guardião como culpado. (Mas vamos combinar que a posição da câmera de rua facilitou essa confusão toda). Mais mortes acontecem e a coisa toda escala para assassino em série bem rápido. Winn e James estão enlouquecendo com a situação, mas tentam capturar o novo vigilante - o que dá errado e James quase é preso. É aí que Alex entra. Winn pensa que pode pedir para Alex pedir para Maggie, responsável pelo caso do Guardião, relaxar um pouco nas investigações sem levantar suspeitas, mas acaba revelando a identidade secreta de James. Alex fica irritada, mas acaba cedendo. No final, James consegue descobrir quem está por trás da máscara do vigilante (um viúvo ressentido) e limpa seu nome.

Por falar nas garotas, Alex e Maggie estão em uma relação conflituosa. Alex está completamente machucado depois do 'fora' que levou de Maggie. Por mais que racionalmente possa entender, seu processo de descoberta estava muito relacionado a um possível relacionamento romântico com a Maggie. Fiquei orgulhosa em ver Alex falando isso para a detetive, porque, por mais que Maggie não quisesse admitir, isso tinha abalado a amizade delas. Apesar de querermos que a conversa faça Maggie perceber que gosta de Alex, talvez isso demore um pouco. Maggie entende que magoou a Alex e fala o quanto ela é importante em sua vida e quer que continuem amigas. Alex aceita, mas ainda está abalada. Tomara que o tempo faça nossa agente sarar o coração. Quem Alex não arranja alguém e Maggie fica com ciúmes?

supergirl 2x07

Não demorou também para Ajax descobrir o segredo de Megan. Depois de ter recebido o sangue de Megan, Ajax começa a ter alucinações e perder o controle. Suas mãos começam a tremer e ele quase atira em um agente do DEO achando que era um White Martian (Marciano Branco). Ele, claro, começa a se preocupar e descobre tudo por meio do exame de sangue. Não demora para ele confrontar Megan e os outros brigarem feio - no sentido mais literal da palavra. Ajax está pronto para matar Megan, mas decide só prendê-la. Uma coisa interessante é que ele insiste para que ela assuma sua forma como White Martian, mas ela decide permanecer em seu corpo humano. Isso mostra o quanto ela quer ser algo diferente de sua raça, quem ela quer ser, quer mostrar ser. Ela não quer ser julgada por sua aparência anterior.

Sabe aquela história de não julgar a pessoa pela família? Pois é. Megan é prova disso. Ela não aceitava a forma como sua raça queria exterminar os Green Martians (Marcianos Verdes) e tentou mudar isso, tentou salvá-los e conseguiu escapar de sua traição. Imagina encontrar com alguém da mesma raça uqe matou toda sua família e destruiu seu planeta? Com certeza não é fácil. Da mesma forma que Kara teve que aprender a lidar com a rivalidade de Mon-El e aceitar sua individualidade, Hank vai também. Essa questão toda traz uma dinâmica tensa que fala de preconceitos e sentimentos que vão ser interessantes de serem vistos.


O melhor
Alex se abrindo com Maggie sobre o quanto ficou machucada. 
Kara dando conselhos para Ajax.
Aww, Mon-El percebeu que gosta da Kara.
Ajax descobre muito rapidamente que Megan é uma White Martian. 
Fomos apresentados ao Superman Ciborgue, aka Hank malvado. 
Jeremiah!!!

O pior
Ok, que plot twist foi esse do Ajax virar White Martian? Ainda não entendi como isso explica as alucinações. 
Quão ruim deve ser o Cadmus ter controle de toda a tecnologia alien, hein? :/
Achei que o pessoal podia ter percebido que alguma coisa estava estranha com a Kara.

Nota 10

Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Spoiler Zone: The Vampire Diaries, Supergirl e The Flash!

tvd, supergirl, the flash

The Vampire Diaries

Fã: A morte da Georgie me lembrou da morte da Katherine. Isso significa que veremos a Katherine no inferno de novo?
EW: Nada me faria mais feliz do que ver a Katherine de novo no final da série. E isso não está completamente fora da questão. Quando perguntada se a Katherine está no inferno, a criadora da série Julie Plec disse: "Eu não vou confirmar nada, mas as semelhanças visuais não foram acidentais." Isso significa que ainda há esperança? Talvez. Uma coisa é certa: o inferno é o foco do que está por vir. "A grande pergunta da temporada é: Como os personagens se encaixam nesse mundo?", Plec diz. "Estão todos condenados? Ainda existe uma chance de redenção? É possível reverter um ingresso só de ida para o inferno? E até mesmo os personagens que forma heróis, já estão marcados? Se sim, que diabos eles vão fazer sobre isso?"

The Flash

Fã: Como o time vai reagir com a Caitlin virando a Killer Frost essa semana?
EW: Não muito bem. "As pessoas vão estar bem preocupadas." Keiynan Lonsdale (Wally) disse. "A Killer Frost da Terra-2 não é muito amigável. Com a Caitlin tendo tanto medo de seus poderes, é preocupante, porque se você repele algo, maior a chance de aquilo assumir o controle. Isso aumenta o medo. Acho que o time percebe isso e será outro desafio para eles enfrentarem."

Supergirl

Fã: Quando a Kara vai descobrir sobre James ser o Guardião na série?
EW: Eu aposto dinheiro que a Kara vai descobrir no finale de inverno, mas todo mundo deve descobrir a verdade aos poucos nos próximos episódios. "É um pouco como o Chandler e a Monica começaram a namorar em Friends, todo episódio alguém descobriu e teve uma reação surpreendente," o produtor Andrew Kreisberg disse. "Nem todo mundo vai descobrir de uma vez só. Algumas pessoas vão apoiar; quem apoiará vai surpreender. Algumas pessoas incrivelmente não apoiarão achando que James e Winn perderam o juízo; suas identidades vão ser interessantes."



Mariana Oliveira Sou estudante de Publicidade, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Estou sempre à procura de mais uma série, afinal nunca é demais.

domingo, 20 de novembro de 2016

Review: The Vampire Diaries 8x03/04 - "You Decided That I Was Worth Saving"/ "An Eternity Of Misery"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers dos episódios 8x03 e 8x04, exibidos nos dias 11/11/2016 e 18/11/2016!

the vampire diaries 8x03

Oláááa! Me atrasei nas reviews , mas fiz questão de trazer os dois últimos episódios juntos, porque vamos combinar já havia algum tempo que não víamos a série com um ritmo bom, que poderia ser comparados aos seus anos de luz. Tudo isso ocasionado pela chegada da sereia, ou melhor das sereias e de toda a mitologia que a série promete embarcar nesse último ano.

Em "You Decided That I Was Worth Saving", Sybil estava irritadíssima com a falta de "acesso" ao subconsciente do Enzo. Então, ela arma um plano daqueles bem estilo TVD: ou mata ou morre. Damon, sendo muito bem controlado, tem que matar o Enzo e o mesmo se defender. O Salvatore mais velho convoca Stefan, claro. O curioso aqui foi mostrar como a Bonnie que já foi toda poderosa agora corre risco de vida tanto quanto respira e que não tem como ajudar o amor da sua vida, e sendo a única que lutaria por ele. Enquanto os rapazes estão nessa, a sereia vai ter uma conversinha com Bonnie e Caroline, ela quer entender porque os dois são tão leais a Bon Bon. As duas até tentam se livrar dela na estrada, mas ela acaba chegando a tempo de concluir seu plano.

the vampire diaries 8x03

O bonito é ver que BonnEnzo é truelove mesmo. Apesar de ser controlado pela sereia, o boy luta até o fim por Bonnie. Sybil faz Bonnie escolher entre Enzo e Damon, e a bruxinha tem que fugir. Eu queria tanto que os poderes da Bonnie voltassem, ela merece. Quando todos acharam que ela iria morrer (mentira, ninguém achou, se ela morrer Elena volta e isso não vai acontecer!) temos uma cena de perseguição que termina com o Alaric chegando com aquele garfo que a Georgie encontrou, acontece que é um tipo de diapasão que emite frequências capazes de imobilizar Sybil, uma grande reviravolta. Mas há dois problemas: Enzo se desligou para Bonnie não "morrer" quando ela o escolheu (já que a sereia gosta do Damon e não quis matá-lo) e o Damon apesar de tudo continua seguindo um caminho no qual a sereia o ordenou. No final do episódio, vemos Damon fazendo algo que parece não ter volta: matando Tyler Lockwood. Sinceramente, já shippei a Caroline com ele (anos ForWood) mas nunca fui completamente fã do rapaz. O que me irrita é que o grande Klaus que deveria matá-lo... entretanto vamos ver como Damon se explicará para dona Elena.

Já o quarto episódio da oitava temporada, intitulado "An Eternity of Misery" (quem lembra dessa frase?) nos trouxe a história das sereias, descobrimos que Sybil tem uma irmã e que as duas obedecem a Arcadius, ou Cade, um homem psíquico nascido antes de Cristo que, graças aos seus poderes, acabou por ser apedrejado e queimado vivo pelas pessoas da sua vila. As pessoas com esse "dom" foram exiladas ao longo dos anos e Sybil conta que em uma ilha, duas meninas passam a sobreviver juntas, sendo que uma trazia corpos humanos para a outra, sem a mesma saber. Não fica claro qual das duas era a Sybil, mas ao final ela entra na mente e revela a Stefan (graças a verbena que ele recebeu de Georgie) que ela era a menina "boa". Quando descobriu que se alimentava de pessoas tentou se matar e Cade apareceu, ofereceu vida eterna, juventude e beleza em troca das almas dos que fazem o mal. Pronto!

the vampire diaries 8x04

A grande dúvida desse episódio era sobre quem era a irmã de Sybil. A culpa logo cai em Georgie, ela tranca Alaric no cofre e aplica verbena no Tefinho. Porém, ela estava sendo controlada por Seline. Sim, a babá das gêmeas é a irmã sereia do mal. Ninguém esperava por essa! Aquela bitch nem correu risco de vida quando Caroline foi toda preocupada salvar a vida dela no primeiro episódio. Georgie chega com a mensagem de que Sybil não quer ajuda da irmã e a vilã mata a garota, que é sugada para algum lugar no maior estilo Katherine. E agora? Achei que ela formaria par com Alaric. Falando nele, ele obstrui sua audição para escapar do cofre e espera que sangue de vampiro dê jeito, mas algo me diz que não vai ser tão fácil assim.

Enquanto isso, Damon continua fazendo o que Sybil manda. Ele está atrás de algum objeto relíquia de família na casa de um tal de Peter. O que não esperávamos (talvez só um pouco) é que o cara é o pai desaparecido de Matt. Felizmente, o Matt chega a ponto de salvá-lo, mas Damon logo conta o que fez com Tyler e cabe ao loiro descobrir o destino do amigo. Como sofre o único humano dessa série. Até senti pena de chamá-lo na última review, deveria ter previsto que isso não acabaria bem.

the vampire diaries 8x04

O que nos resta agora é descobrir o que Seline quer com as gêmeas da Caroline, como Bonnie trará Enzo de volta e se Damon conseguirá voltar ao status de anti-herói.... Stefan bem que está tentando. O "eu sou os dois" quando questionado por Sybil sobre quem era, mal ou bom foi uma ótima resposta. A sereia termina a história dizendo que Arcadius é, na verdade, o Diabo personificado e que todas as vítimas são enviadas para o Inferno, isto é, um mundo criado pelo próprio Arcadius onde domina o sofrimento, a solidão e o desespero. Go, Tef!

Desculpem pela review longa, mas quando acertam a gente tem que caprichar!

Besos

PS:  Lembram que os nomes dos episódios são em homenagem a alguma frase dita? Dessa vez, "You Decided That I Was Worth Saving" veio de uma frase do Damon quando ele beijou Katherine achando que era Elena  e "An Eternity of Misery" também dele, é quando o Stefan o obriga a se transformar em vampiro e ele diz que o irmão terá "uma eternidade de miséria". É impressão minha ou Damon teve muitas falas imortalizadas na série?


Coisas da Juuh/ Autora: Juliana Rovere A resenha está em um modelo diferente do qual usamos porque foi posteriormente postada pelo nosso site parceiro Coisas da Juuh. A repostagem foi autorizada pelo autor e blog. 

Review: Arrow 5x07 - "Vigilante"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Vigilante", exibido no dia 16/11/16.

arrow 5x07

Desculpa a demora para escrever essa review, mas sabe um episódio que você termina, olha para a tela e tem a grande realização de que você não vai aguentar assistir essa temporada até o fim? Pois é, foi isso que eu senti depois desse episódio. Ultimamente ando meio desiludida com Arrow mesmo, mas foi agora que eu percebi que eu simplesmente não estou interessada. Tô achando bem chato, me forço a assistir porque amava e continuo em busca desse mesmo sentimento, mas a verdade é que não ligo para a maior parte das coisas que estão acontecendo.

Bom, agora que coloquei isso pra fora vamos pra review per se, afinal eu AINDA não desisti de assistir e vou tentar ao máximo pelo menos chegar ao fim dessa temporada, apesar de não prometer nada. E no episódio tivemos um novo vigilante, que eu vou chamar de Vigilante. Parece que a criatividade para nomes anda acabando nessa série, né.

Brincadeira, Vigilante é um personagem que existe nos quadrinhos e neles ele é o Adrian Chase, também conhecido como aquele novo D.A – promotor, advogado, sei lá – que surgiu nessa temporada. Na série em si eles não revelaram quem é o “Vigilante”, pode ser que eles resolvam surpreender e mudar quem é o personagem, mas acho que é seguro presumir que é o Chase mesmo. Mas o que ele tem de diferente do resto dos personagens novos, que também eram baby vigilantes? Apesar de estar indo atrás das mesmas pessoas, tentando combater o crime, Vigilante não se contenta em apenas bater nos bandidos, ele mata mesmo e ainda deixa o um V na cara deles.

Oliver não gosta nem um pouco disso, porque afinal só ele pode decidir quem vive ou morre nessa cidade. Apesar dos outros personagens questionarem isso, no final todos concordam que precisam pará-lo mesmo já que ele só continua matando sem parar, pelo menos o Oliver de vez em quando, mesmo na primeira temporada, dava chance pras pessoas não morrerem, ok! E ainda por cima ele não se importa com "efeito colateral", já que ao tentar matar os bandidos, ele acaba matando vários inocentes também.

Vigilante está atrás de uma gangue~ mascarada que rouba bancos e consegue sempre chegar super rápido nos lugares, antes mesmo do Team Arrow, sempre matando alguém antes que pudessem impedir. No final, o próprio Team Arrow se disfarça usando máscaras para atrair o Vigilante até lá, e ele vai mesmo. Ele até tenta convencer o Oliver que estão do mesmo lado e tudo mais, mas Oliver não está nem aí, tenta impedi-lo do mesmo jeito, mas no fim Vigilante acaba impedindo antes de Oliver desvendar sua identidade.

arrow vigilante


E por falar em identidade, ainda temos que desvendar quem afinal é Prometheus. Caso, por algum motivo, o Adrian Chase NÃO seja o Vigilante, vai ser certeza que ele é o Prometheus. Os dois é que acho que não dá pra ser, uma identidade secreta é o suficiente. Meu outro suspeito continua sendo o Malone, por motivo nenhum além de ele ser o único outro personagem com acesso à polícia que eu consigo lembrar.

O final do episódio passado fazendo parecer que o Lance era o Prometheus não dura muito tempo, logo no início desse nós já o vemos falando com a Thea, inicialmente só querendo se demitir do cargo mesmo, mas logo em seguida ela vai confrontá-lo e ele conta a verdade. Fiquei bastante feliz desse segredo não ter durado muito tempo, ao contrário do que Arrow costuma fazer, faz sentido que a essa altura os personagens tenham aprendido a ser honestos. Lance conta o que encontrou e que estão tentando culpá-lo, e é óbvio que nem Lance nem a Thea acreditam que seja ele. Thea conta para Oliver e eles chegam a conclusão que escolheram o Lance, porque – além de ele ser uma presa fácil pelo alcoolismo – ele tem uma conexão com o Oliver, comprovando que Prometheus sabe sua identidade. Nós já sabíamos disso, né, mas pelo menos agora Oliver também sabe.

Esse enredo dá a chance para Quentin e Thea terem cenas bem fofinhas, como andam tendo ultimamente, já que Thea descobre que Quentin não está nem tentando ficar sóbrio e anda mentindo para ela. No final, ele acaba indo para uma reabilitação, o que eu achei bem fofo, estou adorando as cenas entre eles dois, apesar de eu ainda querer a Thea de volta a ação e gostaria que o Quentin tivesse cenas com os outros personagens.

O que surpreende mesmo a gente nesse episódio é uma revelação final sobre Prometheus: ele está trabalhando com Evelyn. Gente, fiquei bem triste e chocada, logo agora que eu estava começando a gostar dela depois do episódio passado. Muito hipócrita ela, ficando toda irritada que o Oliver matava pessoas quando ela literalmente está trabalhando com um vilão. Coitado do Team Arrow, eles vão se sentir super traídos, que nem eu. Uma parte de mim espera que tivesse uma outra explicação ou que ela ainda tenha como se redimir, mas eu acho bem pouco provável. Só espero que descubram isso logo antes que possam se apegar ainda mais à menina.

susan williams oliver queen


Agora, gostaria de não falar sobre isso, mas infelizmente todas minhas resenhas são divididas em três partes e sou obsessiva demais para deixar uma de fora só porque quero ignorar. Susan Williams. Por mais que eu queira negar, ela está aí e não parece ir embora tão cedo, dando em cima do Oliver de todo o jeito.

Nós já sabemos que ela é meio suspeita, tem informações sobre o Oliver não ter estado onde ele disse que estava durante aqueles cinco anos, mas até agora não fez nada. Dito isso, nesse episódio ela é até legal. Uma moça normal, está dando em cima do Oliver, mas não é como se eu pudesse culpá-la por isso, também tenho olhos. Mas posso criticar sua ética, já que ela é uma jornalista, investiga a prefeitura e se envolver com políticos não parece algo bom para a carreira. Mas tudo bem, ela faz o que quiser, só acho mais idiota da parte do Oliver ficar com uma jornalista, né.

Oliver até desabafa com ela, conversando sobre suas questões. Ok, entendo que o Oliver esteja meio solitário, querendo seguir em frente já que a Felicity está namorando, mas tem gente melhor, gente que não é jornalista. Vai conversar com o Diggle, outros amigos, com sua irmã, sei lá, Oliver. 

Tenho a impressão que a Susan na verdade vai nos surpreender positivamente, no sentido que ela não vai trair o Oliver – vendendo essas informações sobre a Rússia – quando poderia. Ok, se isso acontecer mesmo, ela ganha uma medalha por não ser tão ruim quanto poderia. Mas continuo não gostando dela, e mais ainda não gosto da decisão dos escritores de fazer o Oliver ter um caso com ela, porque... Eca.

Se ela não usar as informações mesmo e o Malone não for o Prometheus, os dois e suas personalidades irritantemente legais podem ficar juntos e deixar Oliver e Felicity juntos de novo, por favor e obrigada.

O Melhor:
+ Todo o Team Arrow contra o Vigilante
+ Lance e Thea fofos
+ Me surpreendeu com a Evelyn
No maior plot twist da história, os flashbacks andam sendo a parte mais interessante de Arrow

O Pior:
- Oliver flertando com a Susan Williams. ELA SEGURANDO A MÃO DELE. Não, obrigada.
- Estou tão entediada
- Desculpa, não aguento mais Oliver e Felicity separados, eles eram 90% da razão de eu ter continuado assistindo a série, e a cada episódio que eles ficam separados menos tentada eu fico a querer continuar.
- Me sinto traída pela Evelyn


Nota: 6,0

Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Review: The Flash 3x06 - "Shade"

Atenção: a resenha abaixo contém spoilers do episódio "Shade", exibido no dia 15/11/16.

wally west 3x06

Finalmente o momento de Wally brilhar chegou! Ou pelo menos por alguns minutos.  Não surpreendendo ninguém, porque eu venho esperando isso acontecer desde o primeiro episódio da temporada, Wally começa a sonhar sobre sua realidade no Flashpoint, sendo o Kid-Flash e tendo poderes. Tudo muito legal, mas ele conta pra Joe, que imediatamente percebe que isso é coisa do Alchemy, já que é igualzinho ao que aconteceu com as outras pessoas, e vai contar pro Barry, que confirma que isso tinha acontecido no Flashpoint mesmo.

Wally quer mesmo é receber todos esses poderes e poder ser o Kid-Flash nesse universo também, ele está animadíssimo para poder lutar contra o Mal igual ao Barry. Infelizmente, literalmente todos os outros personagens não ficaram nem um pouco felizes com essa notícia, já que o Alchemy não é coisa que se preste e pode influenciar o Wally de uma maneira negativa, então o plano deles é fazer com que Wally simplesmente o ignore e acabam trancando-o em uma das celas do STAR Labs, para impedir que o Alchemy pudesse ir até ele.

Isso não dá muito certo, principalmente porque Wally continua recebendo visões do outro mundo, que incluem ele quase morrendo, então está com muita dor e sendo consumido pela voz do Alchemy e as visões em sua cabeça. Bem inconveniente, né, e por mais que o plano inicial fosse só deixar o Wally sofrendo eternamente mesmo até o Alchemy desistir, eles acabam desistindo e precisando surgir com um novo plano: utilizar Wally como isca, mais ou menos.

Grande parte do episódio se volta para esse conflito, principalmente em relação a Joe, que não quer de jeito nenhum o Wally se envolvendo nisso. Wally acha que é porque o pai não confia nele e tem toda essa crise de identidade, mas Joe explica que é porque Wally o lembra muito dele mesmo ou alguma desculpa fajuta. No final, os dois acabam se entendendo e Joe até chama a ajuda da polícia para ir combater Alchemy.

Juntos, todos seguem Wally que vai sendo levado até o Alchemy e ao descobri-lo com seus capangas (que eu nem sabia que existiam), Barry junto com a polícia tentam pará-los, lutando bravamente.... E teriam vencido se não fosse pelo pequeno detalhe que eles não eram os reais vilões por trás de tudo isso. O grande vilão da temporada finalmente se revela, Savitar, que se autodenominou o deus da velocidade e parece ser muito mais rápido que o Flash. Olha, Barry, toda temporada é isso, alguém mais rápido aparece, só digo que está na hora de mudar sua introdução de episódio, porque não tem nada mais mentiroso que isso.

the flash 3x06


O nome do episódio é “Shade”, por causa do outro vilão que aparece nele, provavelmente também mandado por Alchemy, mas... Alguém se importou com alguma coisa dele? Eu acabei de assistir o episódio e já mal me lembro o que aconteceu nessa parte de tão irrelevante que foi. Por favor, nomeiem os episódios direito, porque esse não teve nada a ver, não só não foi o mais importante do episódio, mas foi só uma distração.

De qualquer forma, Shade é um metahuman com forma de sombra, fica por aí matando pessoas aleatórias, mas o Team Flash consegue uma brecha na agenda e vai derrotá-lo mesmo tendo outras coisas para se preocupar. No final, Shade se transforma novamente em um mocinho, que é algemado com algemas anti-poderes e vai ficar preso, uhul, um clássico, nada demais.

Muito mais interessante do que isso é o enredo B do episódio com a Caitlin e o Cisco, envolvendo as tais algemas. Cisco as menciona no início do episódio, e é claro que a Caitlin acaba discretamente roubando para poder usar kinky, já que ela quer esconder seus poderes e impedi-los de aflorarem, depois que sua mãe disse que eles só iam piorar cada vez mais.

É claro que esse roubo não passa desapercebido e, apesar do Cisco inicialmente desconfiar do HR – por justa causa, ele é sempre muito suspeito – a Caitlin acaba revelando que foi ela quem pegou e, portanto, falando sobre seus poderes. Ela pede para o Cisco dar uma olhada em seu futuro com seus poderes, para verificar se ela vira a Killer Frost, o que ele faz e inicialmente mente, mas Cisco não é um bom mentiroso e precisa confessar que viu a viu brigando com ele no futuro. Não acho que isso signifique que ela vire a Killer Frost, pelo contrário, uma boa profecia é aquela que parece ser algo totalmente diferente do que realmente é.

Cisco acaba contando o segredo da Caitlin para todos e, apesar de eu concordar que não era direito dele falar pra todo mundo, acho que foi bom no final. Agora não tem mais nenhum segredo e todos vão ficar atentos a qualquer mudança da Caitlin, além disso ela também pode usar seus poderes para ajudar sem precisar ficar fazendo isso escondida.

the flash shade


Também temos o que vou chamar de “núcleo suspeito” da série, no momento composto por dois integrantes HR e Julian.

Até o momento, HR parece ser inofensivo. Inútil, talvez, mas estou achando que ele realmente não é do mal, só um pouco irritante. Ele descobre que todos acreditam que Harrison Wells seja um assassino nessa Terra e precisa utilizar um aparelho que troca seu rosto para andar na cidade. A única coisa que adianta é que ele ficou dando em cima de Cecil, bem na frente do Joe. O importante é que finalmente foi revelado o nome e rosto do seu parceiro, Rudolph ou algo assim. Particularmente, ainda estou esperando que ele tenha alguma relevância e seja um vilão, mas nunca se sabe.

Julian, por outro lado, mal apareceu nesse episódio, mas é aí que está toda a suspeita. Na cena em que os policiais estão se preparando para ir atrás de Wally, Joe pergunta onde está o Julian, alegando que ele nunca falta o trabalho. Mas logo agora que eles estariam confrontando Alchemy e sua gangue ele some. Suspeito? Totalmente. Eu nem sentiria falta dele naturalmente, mas só o fato de terem colocado uma fala nos alertando que ele não estava lá, deixa tudo bastante óbvio que o Julian está envolvido em algo ruim.

O Melhor:
+ Wally recebendo seus poderes!
+ Savitar
+ Caitlin revelando seus poderes para todos
+ Joe e Cecil são fofos, vamos admitir

O Pior:
- Muito na cara que Julian é suspeito
- Nem lembro desse Shade e o que aconteceu direito nessa parte
- Continuo não gostando do HR


Nota: 8,0


Flávia Crossetti - Estudante de psicologia, carioca, feminista, leitora compulsiva, pseudo-escritora e viciada em mais séries do que deveria.


 
UA-48753576-1