Image Slider

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Review: Agents of SHIELD 4x18 - "No Regrets"

Atenção: A resenha abaixo contém spoilers do episódio "No Regrets", exibido no dia 17/04/2017!

agents of shield 4x18

Fitz matou alguém e precisamos aprender a lidar com isso. Eu sei, ainda não consigo absorver que ele tenha feito algo assim, não só isso como é difícil entender o que aconteceu para torná-lo tão diferente, mas, como Radcliffe diz, dependendo das circunstâncias, todos temos a capacidade de fazer essas coisas terríveis. 

Por mais positiva que eu seja, acredito que faz bastante sentido. Não acho q seja por causa uma única coisa, uma só frase, mas eu diria que certos momentos em nossas vidas e as consequências deles podem sim afetar ao extremo. 

No caso de Fitz, foi seu pai. Como já tinha suspeitado, a mudança crucial na vida de Leo foi a presença do pai em sua vida, que conhecemos melhor no episódio. Longe da mãe, ele aprendeu a não ter empatia alguma e 'não ser covarde', além de outras coisas piores, provavelmente. A deturpação de toda lógica é clara, afinal Fitz acha que está do lado certo das coisas. Derrubar um prédio cheio de jovens, torturar pessoas, matar mulheres indefesas? Sem problemas. 

O que torna as coisas ainda mais complicadas é que ele sabe da existência do outro lado e a distorção só piora - por mais que Daisy tente fazê-lo perceber a realidade. Fitz é insistente e chega a irritar. Por um momento chegamos até a achar que ele se sente arrependido por ter matado Agnes, mas o pai dele logo o faz mudar de ideia.

agents of shield 4x18
"[...] Ela te ama."
O pior é que, cada vez mais, Fitz está se tornando o vilão número 1 da história. Me preocupa bastante que ele comande a Hydra no episódio que vem (trailer). Ninguém exatamente lembrou da vida real, então estamos conseguindo aliados muito mais por empatia do que pela lembrança - com exceção de Coulson. Então me pergunto como Fitz vai despertar. 

Eu sei, a resposta óbvia é a Simmons, mas no próprio episódio passado eu achei que vê-la ia fazer alguma diferença, mas não tivemos indicações disso. Por favor, aconteça logo. Quero discurso bonito sobre quão bem a Simmons o conhece. Quero nosso Fitz de volta. E, o pior, é que nem acho que vamos conseguir depois de tudo que aconteceu. 

Já nossa Daisy está sendo despedaçada aos poucos. Ela tenta convencer Fitz e se vê destruída pelo amigo, sem ter muito sucesso. Ela até consegue conversar com a Aida, mas é seu emocional que é destruído dessa vez. Madame Hydra vende o sonho de morar ali para Daisy. Já imaginou acabar com seus arrependimentos? Já imaginou viver feliz para sempre com Lincoln

Seria lindo, mas às vezes o que queremos não é o que precisamos, Daisy responde. Por mais segura que parecesse é claro que a escolha mexe bastante com ela. Felizmente, ela acaba percebendo que Radcliffe está na sala do lado da sua e consegue em pedaço importante de informação: a saída escondida desse lugar.

agents of shield 4x18

De outro lado, Simmons já não tem tanto sucesso. Ela não ganhou a confiança de Mace e luta para fazê-lo entender sua realidade falsa. Ela fica impaciente achando que nenhuma missão é tão importante quanto salvar Daisy e encontrar o caminho para casa, mas, ao longo do episódio, ela começa a conhecer mais sua nova realidade. 

É bem interessante que AoS aborde essa lado das coisas. Por mais que seja uma realidade criada, ela é tão real para as pessoas ali que você não pode simplesmente ignorar isso. Todos os sentimentos e sensações são bem verdadeiros. Cada história ali é bastante real. Real o suficiente para aquelas pessoas terem suas prioridades e planos. É Mace quem balança Simmons para que ela perceba isso tudo. 

Ela observa Mack e Hope (melhor criança) e consegue sentir o amor que existe naquela relação. Se formos parar para pensar, a verdade é que, sim, aquilo não deixa de ser real, sabe? Um dos maiores desejos de Mack era ter tido essas oportunidade na vida real, ele amava a filha em qualquer universo. Por mais que os fatos tenham mudado, não tem como apagar isso. Assim como gostei bastante de ver Simmons lidando com Ward. Ela nunca o perdoaria tão facilmente e foi significativo ver sua relação com esse Ward renovado. 

Mace quer salvar um prisioneiro agente da Shield e, por mais que pense em salvar Daisy, seu foco está em ajudar seu amigo. Com a ajuda de Coulson, assim, ele consegue chegar até um campo de 'reabilitação' da Hydra. Juro que a melhor surpresa do episódio foi descobrir quem era o tal amigo. Galera, apresento-lhes Trip maravilhoso e soberano.

agents of shield 4x18

É Trip que tem planos secretos da Hydra e ajuda Coulson a ir atrás de seus ex-alunos para tentar salvá-los. Por sua vez, Mace encontra uma adversária: May. Por pura ironia do destino, ela está sob o efeito de uma droga semelhante a que Jeffrey tomava para ter superforça. Apesar de tudo, ela acaba sendo derrotada, mas, sob ordens do Fitz, decide explodir o prédio todos estavam indo salvar os adolescentes. 

O prédio era um lugar sinistro de manipulação. Simmons e Ward aparecem para ajudar, enquanto Mace, Coulson e Trip tentam ajudar os jovens a sair dali. Infelizmente, quando AoS nos dá alguns momentos com Trip, ela tira outro personagem de nossas vidas. 

Mace fica para trás em prol de todos. Ele sustenta o prédio para que todos sejam salvos, para que esses jovens não tenham que sofrer esses abusos, para que eles tenham uma chance de recomeçar. Ele fica e inspira May. Melinda não sabia que usavam esses jovens e percebe que não conhecia de verdade seus inimigos. 

Ela vê nos olhos de Mace a vontade de ajudar, a vontade de lutar pelo que é certo, os sacrifícios. É por isso que, sim, perdemos Jeffrey, mas ganhamos May do nosso lado. É por isso que May induz o processo de terrigenesis em Daisy. É por isso que May decide ajudar Daisy a fugir. 


O melhor
Coulson tendo uma sensação entranha perto do Ward, lol. E lembrando do apelido do Trip!
TRIP <3
Simmons e suas questões sobre o Framework. 
May ajudando a Daisy no final :')
Queremos Hope e Tripp no mundo real, pls
Semelhanças com o 2x10, afinal Trip voltou e Daisy passou pela terrigenesis

O pior
Argh, como superar esse Fitz? E o pai dele, então?
Como ousa Aida falar do Lincoln e brincar com Daisy assim?
Morte do Mace. 

Nota 8,8

Mariana Oliveira Sou Publicitária, Beatlemaniaca e Coldplayer. Toco piano e praticamente vivo de séries e livros. Acho que começo uma série nova toda semana. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
UA-48753576-1